Rumo à Transformação Digital, cooperativa de crédito Sicoob Cocred investe R$ 5 milhões em data center

Cooperativa de crédito moderniza data center pautado na disrupção e tecnologias inovadoras como hiperconvergência (Nutanix), sistema de proteção de dados (Veeam) e conectividade e segurança

SÃO PAULO, 4 de dezembro de 2020 /PRNewswire/ -- A cooperativa Sicoob Cocred está acelerando sua trajetória rumo à Transformação Digital. Prova disso, é a modernização de seu data center totalmente pautado pela inovação e uso de tecnologias disruptivas que recebeu 5 milhões de reais em investimentos. Com projeto desenhado pela cooperativa e que contou com o apoio tecnológico da integradora LGTi, o propósito dessa atualização é não só atender às demandas atuais de capacidade de processamento, armazenamento e proteção dos dados, mas principalmente, ter um ambiente à prova de futuro, que pudesse escalar de acordo com o rápido ritmo dos negócios.

Fundada em julho de 1969, a Cocred nasceu com o objetivo de estimular a atividade agropecuária na região de Sertãozinho, apoiando produtores rurais – principalmente aqueles do setor sucroenergético – que necessitavam de recursos e financiamentos com prazos e juros melhores. Em 2003, a Cocred passou a integrar o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) e, hoje, conta com quase 43 mil cooperados. Ela oferece serviços e soluções financeiras tanto a pessoas físicas, quanto jurídicas, dos mais diversos segmentos, além de fomentar a economia e o desenvolvimento dos locais onde atua: são 32 agências em 27 municípios no interior de São Paulo.

Localizado na matriz da cooperativa, em Sertãozinho (SP), o data center compõe o CTC (Centro Tecnológico Cocred) que traz um NOC – Centro de Operações de Rede – o qual permite visibilidade de todo ambiente tecnológico. O CTC recebeu o nome de Décio Rosa, homenagem a um dos fundadores e ex-presidente da cooperativa.

Disrupção e hiperconvergência

A Cocred analisou os movimentos do seu mercado e optou por atualizar o data center, adotando tecnologias como a hiperconvergência e segurança da Nutanix (HCI), novo sistema de Proteção de Dados (Veeam) e novo sistema de conectividade e segurança. Além de recursos de hiperconvergência, foi adquirido o software Flow, o qual é capaz de aumentar o controle e segurança de todo o ambiente Nutanix, permitindo a microssegmentação de rede, proteção essencial para uma instituição financeira.

Segundo Ademir José Carota, superintendente administrativo da Cocred, "o projeto do data center partiu do princípio de que a solução de hiperconvergência precisava ser modular e permitir expansão rápida e prática. Optou-se pela tecnologia da Nutanix porque ela oferece essa possibilidade. Grandes provedores a utilizam pela praticidade de expansão rápida, segura e moderna. Em termos de tecnologia Nutanix, nosso projeto é o maior do interior de São Paulo até o momento", comemora o superintendente.

O CEO da LGTi, Danilo Garcia, aponta que a tecnologia HCI da Nutanix permitiu esses benefícios, tornando o projeto do data center da Cocred um dos mais avançados do interior do estado de São Paulo.

Projeto: Cocred e LGTi

A modernização do data center começou a ser desenhada em 2018. Ela foi desenvolvida por um grupo de trabalho composto por membros da diretoria de Controles Internos e Riscos, da área Administrativa e dos departamentos de Assessoria de Planejamento e Marketing, e de Tecnologia da Informação da Cocred – e contou com todo apoio da integradora LGTi.

A equipe da Cocred foi encarregada de compreender a demanda técnica e informar as reais necessidades à Administração, além de buscar as melhores soluções, com o melhor custo-benefício à cooperativa. Todas as decisões foram tomadas de forma colegiada e transparente. As discussões em reuniões foram lavradas em atas e o grupo de trabalho solicitou, inclusive, uma auditoria no projeto e no orçamento para saber se a escolha estava correta e se a solução apresentada era a mais adequada às necessidades da cooperativa.

As soluções (hardware e software) chegaram em fevereiro de 2020 e até julho o projeto estava implementado e as aplicações da cooperativa já tinham sido migradas para o novo ambiente hiperconvergente.

Para o superintendente, um dos maiores desafios desse projeto foi o cronograma desafiador, devido à necessidade de atender aos requisitos de continuidade de negócios durante a pandemia.

Benefícios

Dentre os benefícios conquistados com o novo ambiente tecnológico, está o aumento (dobro) da capacidade de armazenar e processar dados, de forma estável, eficiente e segura. Uma malha de comunicação criptografada (DMVPN), contendo links redundantes, tanto na sede da cooperativa, como em cada uma das 32 agências, é responsável pelas rotas de dados até o Banco Cooperativo do Brasil (Bancoob), em Brasília, 24 horas por dia, 365 dias por ano.

Cenário antigo

A Cocred possuía dois datacenters com solução de servidores IBM Blade e Storage Center com fabricação em 2010. Essa estrutura não atendia mais às necessidades de processamento e armazenamento de dados - e também em relação à integração, à inteligência com o ambiente e à eficiência energética. Os serviços de rede tinham gerenciamento complexo e ficaram obsoletos -além do hardware/infraestrutura que já estava em ciclo final de vida e aumentava o risco da continuidade de negócios.

De acordo com o superintendente administrativo da Cocred "a capacidade de armazenamento estava baixa para atender às nossas necessidades de negócios, interferindo no trabalho interno, na performance de processamento dos dados e na velocidade de rede", afirma o executivo.

Rumo à Transformação Digital

Em termos tecnológicos, a Sicoob Cocred vem se mantendo atualizada de forma consistente e gradual. A cooperativa acompanha os avanços do setor financeiro com oferta de produtos e serviços aos cooperados, como a disponibilização de cartões de crédito, terminais eletrônicos, Internet Banking, máquina de pagamento com cartão, aplicativos etc.

Durante a pandemia, o uso dos canais digitais do Sicoob, sistema do qual a Cocred faz parte, cresceu 37%. Apenas em maio, eles foram responsáveis por 84,46% das transações totais. Foi constatado também que o celular foi o meio preferido dos cooperados: 63,82% das operações partiram de smartphones. Além disso, o aplicativo Sicoobnet é o mais bem-avaliado (tanto na Apple Store, quanto na Play Store) entre os que são oferecidos por instituições bancárias brasileiras.

O ambiente modernizado permitiu às cooperativas do sistema realizar as Assembleias Gerais Ordinárias (AGOs) de forma remota pelo aplicativo Sicoob Moob. Ainda, foi iniciada a implantação do PIX, o novo sistema de pagamento, transferência e recebimento em tempo real, com o cadastro dos usuários e recebedores.

Sobre a LGTi

A integradora de soluções de tecnologia LGTi possui mais de 13 anos de atuação no mercado, entregando soluções inteligentes e valiosas em Cloud Computing, Infraestrutura Hiperconvergente, Serviços Gerenciados e Mobilidade Corporativa. Sua missão é elevar a qualidade, entrega e performance de sua equipe a fim de prover serviços de excelência aos seus clientes corporativos. Mais informação, acesse ao site: www.lgti.com.br

Sobre a Nutanix

A Nutanix é líder global em software em nuvem e pioneira em soluções de infraestrutura hiperconvergente, tornando a computação invisível em qualquer lugar. Organizações em todo o mundo usam o software Nutanix para aproveitar uma única plataforma para gerenciar qualquer aplicação em qualquer local em qualquer escala para seus ambientes privados, híbridos e multicloud. Saiba mais em www.nutanix.com ou siga-nos no Twitter @nutanix

FONTE Nutanix

Cooperativa de crédito moderniza data center pautado na disrupção e tecnologias inovadoras como hiperconvergência (Nutanix), sistema de proteção de dados (Veeam) e conectividade e segurança

SÃO PAULO, 4 de dezembro de 2020 /PRNewswire/ -- A cooperativa Sicoob Cocred está acelerando sua trajetória rumo à Transformação Digital. Prova disso, é a modernização de seu data center totalmente pautado pela inovação e uso de tecnologias disruptivas que recebeu 5 milhões de reais em investimentos. Com projeto desenhado pela cooperativa e que contou com o apoio tecnológico da integradora LGTi, o propósito dessa atualização é não só atender às demandas atuais de capacidade de processamento, armazenamento e proteção dos dados, mas principalmente, ter um ambiente à prova de futuro, que pudesse escalar de acordo com o rápido ritmo dos negócios.

Fundada em julho de 1969, a Cocred nasceu com o objetivo de estimular a atividade agropecuária na região de Sertãozinho, apoiando produtores rurais – principalmente aqueles do setor sucroenergético – que necessitavam de recursos e financiamentos com prazos e juros melhores. Em 2003, a Cocred passou a integrar o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) e, hoje, conta com quase 43 mil cooperados. Ela oferece serviços e soluções financeiras tanto a pessoas físicas, quanto jurídicas, dos mais diversos segmentos, além de fomentar a economia e o desenvolvimento dos locais onde atua: são 32 agências em 27 municípios no interior de São Paulo.

Localizado na matriz da cooperativa, em Sertãozinho (SP), o data center compõe o CTC (Centro Tecnológico Cocred) que traz um NOC – Centro de Operações de Rede – o qual permite visibilidade de todo ambiente tecnológico. O CTC recebeu o nome de Décio Rosa, homenagem a um dos fundadores e ex-presidente da cooperativa.

Disrupção e hiperconvergência

A Cocred analisou os movimentos do seu mercado e optou por atualizar o data center, adotando tecnologias como a hiperconvergência e segurança da Nutanix (HCI), novo sistema de Proteção de Dados (Veeam) e novo sistema de conectividade e segurança. Além de recursos de hiperconvergência, foi adquirido o software Flow, o qual é capaz de aumentar o controle e segurança de todo o ambiente Nutanix, permitindo a microssegmentação de rede, proteção essencial para uma instituição financeira.

Segundo Ademir José Carota, superintendente administrativo da Cocred, "o projeto do data center partiu do princípio de que a solução de hiperconvergência precisava ser modular e permitir expansão rápida e prática. Optou-se pela tecnologia da Nutanix porque ela oferece essa possibilidade. Grandes provedores a utilizam pela praticidade de expansão rápida, segura e moderna. Em termos de tecnologia Nutanix, nosso projeto é o maior do interior de São Paulo até o momento", comemora o superintendente.

O CEO da LGTi, Danilo Garcia, aponta que a tecnologia HCI da Nutanix permitiu esses benefícios, tornando o projeto do data center da Cocred um dos mais avançados do interior do estado de São Paulo.

Projeto: Cocred e LGTi

A modernização do data center começou a ser desenhada em 2018. Ela foi desenvolvida por um grupo de trabalho composto por membros da diretoria de Controles Internos e Riscos, da área Administrativa e dos departamentos de Assessoria de Planejamento e Marketing, e de Tecnologia da Informação da Cocred – e contou com todo apoio da integradora LGTi.

A equipe da Cocred foi encarregada de compreender a demanda técnica e informar as reais necessidades à Administração, além de buscar as melhores soluções, com o melhor custo-benefício à cooperativa. Todas as decisões foram tomadas de forma colegiada e transparente. As discussões em reuniões foram lavradas em atas e o grupo de trabalho solicitou, inclusive, uma auditoria no projeto e no orçamento para saber se a escolha estava correta e se a solução apresentada era a mais adequada às necessidades da cooperativa.

As soluções (hardware e software) chegaram em fevereiro de 2020 e até julho o projeto estava implementado e as aplicações da cooperativa já tinham sido migradas para o novo ambiente hiperconvergente.

Para o superintendente, um dos maiores desafios desse projeto foi o cronograma desafiador, devido à necessidade de atender aos requisitos de continuidade de negócios durante a pandemia.

Benefícios

Dentre os benefícios conquistados com o novo ambiente tecnológico, está o aumento (dobro) da capacidade de armazenar e processar dados, de forma estável, eficiente e segura. Uma malha de comunicação criptografada (DMVPN), contendo links redundantes, tanto na sede da cooperativa, como em cada uma das 32 agências, é responsável pelas rotas de dados até o Banco Cooperativo do Brasil (Bancoob), em Brasília, 24 horas por dia, 365 dias por ano.

Cenário antigo

A Cocred possuía dois datacenters com solução de servidores IBM Blade e Storage Center com fabricação em 2010. Essa estrutura não atendia mais às necessidades de processamento e armazenamento de dados - e também em relação à integração, à inteligência com o ambiente e à eficiência energética. Os serviços de rede tinham gerenciamento complexo e ficaram obsoletos -além do hardware/infraestrutura que já estava em ciclo final de vida e aumentava o risco da continuidade de negócios.

De acordo com o superintendente administrativo da Cocred "a capacidade de armazenamento estava baixa para atender às nossas necessidades de negócios, interferindo no trabalho interno, na performance de processamento dos dados e na velocidade de rede", afirma o executivo.

Rumo à Transformação Digital

Em termos tecnológicos, a Sicoob Cocred vem se mantendo atualizada de forma consistente e gradual. A cooperativa acompanha os avanços do setor financeiro com oferta de produtos e serviços aos cooperados, como a disponibilização de cartões de crédito, terminais eletrônicos, Internet Banking, máquina de pagamento com cartão, aplicativos etc.

Durante a pandemia, o uso dos canais digitais do Sicoob, sistema do qual a Cocred faz parte, cresceu 37%. Apenas em maio, eles foram responsáveis por 84,46% das transações totais. Foi constatado também que o celular foi o meio preferido dos cooperados: 63,82% das operações partiram de smartphones. Além disso, o aplicativo Sicoobnet é o mais bem-avaliado (tanto na Apple Store, quanto na Play Store) entre os que são oferecidos por instituições bancárias brasileiras.

O ambiente modernizado permitiu às cooperativas do sistema realizar as Assembleias Gerais Ordinárias (AGOs) de forma remota pelo aplicativo Sicoob Moob. Ainda, foi iniciada a implantação do PIX, o novo sistema de pagamento, transferência e recebimento em tempo real, com o cadastro dos usuários e recebedores.

Sobre a LGTi

A integradora de soluções de tecnologia LGTi possui mais de 13 anos de atuação no mercado, entregando soluções inteligentes e valiosas em Cloud Computing, Infraestrutura Hiperconvergente, Serviços Gerenciados e Mobilidade Corporativa. Sua missão é elevar a qualidade, entrega e performance de sua equipe a fim de prover serviços de excelência aos seus clientes corporativos. Mais informação, acesse ao site: www.lgti.com.br

Sobre a Nutanix

A Nutanix é líder global em software em nuvem e pioneira em soluções de infraestrutura hiperconvergente, tornando a computação invisível em qualquer lugar. Organizações em todo o mundo usam o software Nutanix para aproveitar uma única plataforma para gerenciar qualquer aplicação em qualquer local em qualquer escala para seus ambientes privados, híbridos e multicloud. Saiba mais em www.nutanix.com ou siga-nos no Twitter @nutanix

FONTE Nutanix

Você acabou de ler:

Rumo à Transformação Digital, cooperativa de crédito Sicoob Cocred investe R$ 5 milhões em data center

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/rumo-a-transformacao-digital-cooperativa-de-credito-sicoob-cocred-investe-r-5-milhoes-em-data-center/