Shanghai Electric assina um acordo para lançar o centro de P&D PEM Hydrogen Production Technology, potencializando o desenvolvimento do hidrogênio verde na China

XANGAI, 17 de março de 2021 /PRNewswire/ -- A Shanghai Electric (a "Empresa") (SEHK: 02727, SSE: 601727), o principal fabricante e provedor mundial de equipamentos de geração de energia elétrica, equipamentos industriais e serviços de integração associou-se ao Instituto Dalian de Física Química da Academia Chinesa de Ciências (o "Instituto Dalian") para inaugurar o centro de P&D Proton Exchange Membrane (PEM) Hydrogen Production Technology em 4 de março. As duas partes assinaram um acordo de cooperação de projetos sobre equipamentos modulares de produção de hidrogênio PEM de megawatts e de alta eficiência e desenvolvimento de sistemas, marcando um importante passo adiante para a Shanghai Electric no campo de energia de hidrogênio.

Como um dos maiores fabricantes de equipamentos energéticos da China, a Shanghai Electric está na vanguarda no desenvolvimento do hidrogênio verde como parte do impulso de energia limpa da China. Durante as Duas Sessões deste ano, o 14º Plano Quinquenal foi discutido ativamente, no qual o hidrogênio verde tem destaque. Com forte apoio do governo e um interesse generalizado do setor, 2021 está emergindo como Ano Zero para a indústria de energia de hidrogênio.

Atualmente, a Shanghai Electric e o Instituto Dalian chegaram a um acordo preliminar sobre o caminho do desenvolvimento industrial para a nova geração de energia e a produção de hidrogênio por eletrólise de água. Como parte da cooperação, ambos também continuarão a aprimorar o potencial transformador da produção de hidrogênio por eletrólise PEM de água, acelerando o desenvolvimento de produtos competitivos de hidrogênio hidrolizado PEM e promovendo aplicações e cenários industriais. Além disso, continuarão a realizar uma cooperação aprofundada em toda a cadeia da indústria de energia de hidrogênio para acelerar a industrialização geral.

A energia de hidrogênio conta com o maior potencial de todas as formas atuais de energia limpa, e a chave de seu desenvolvimento reside em sua produção. Atualmente, a produção de hidrogênio origina-se principalmente de combustíveis fósseis, recuperação e purificação industrial de hidrogênio por subprodutos, e produção por eletrólise de água. Esses processos resultam em emissões significativas de carbono. O rápido desenvolvimento de equipamentos de eletrólise de água PEM em todo o mundo nos últimos anos permitiu que as tecnologias atuais alcançassem zero emissões de carbono, realizando efetivamente hidrogênio verde e limpo. Este avanço será fundamental para ajudar a China a alcançar seus objetivos de carbono máximo e neutralidade de carbono.

O potencial de mercado para a produção de hidrogênio a partir de água eletrolisada é, portanto, imenso. As previsões indicam que, até 2050, a energia de hidrogênio responderá por aproximadamente 10% do mercado energético da China, com uma demanda que alcançará 60 milhões de toneladas e um valor de produção anual superando 10 trilhões de RMB. O relatório Hydrogen: Tracking Energy Integration publicado pela Agência Internacional de Energia em junho de 2020 destaca que o número de projetos globais de produção de hidrogênio de eletrólise e a capacidade instalada aumentou significativamente, com uma produção que disparou de 1 MW em 2010 para mais de 25 MW em 2019. Grande parte do entusiasmo provém do potencial do hidrogênio para se unir às classificações de gás natural como um recurso energético que desempenha um papel fundamental no comércio internacional, com a possibilidade de até mesmo substituí-lo um dia. No relatório The Dawn of Green Hydrogen da PwC de 2020, o assessor prevê que o hidrogênio experimental alcançará 530 milhões de toneladas até meados do século.

A Shanghai Electric se concentrou na energia de hidrogênio há muitos anos, considerando seu maior potencial de crescimento como uma das novas tecnologias energéticas do futuro e, em particular, sua capacidade para alimentar novos veículos energéticos. Em 2016, o Instituto Central de Investigação da Shanghai Electric começou a investir em P&D para os principais sistemas de células de combustível e tecnologias stack (pilhas). Em 2020, o motor de célula de combustível desenvolvido de forma independente pela Shanghai Electric, que conta com uma capacidade de potência de 66 kW e pode dar partida em ambientes de temperatura fria de até -30°C, passou no teste de inspeção do Centro Nacional de Inspeção de Qualidade de Produtos de Veículos Motorizados. Ele adota o sistema patenteado de circulação de hidrogênio da Shanghai Electric, que oferece uma forte potência e uma resistência impressionante, com o potencial para substituir os motores a gasolina e a diesel em veículos comerciais.

À medida que a tecnologia amadurece, o hidrogênio entra em um estágio de industrialização acelerada. A Shanghai Electric está aproveitando as oportunidades para impulsionar seu desenvolvimento e a transformação da energia verde. Como parte desses esforços, a Shanghai Electric estabeleceu uma Divisão de Energia de Hidrogênio em 2020 para acelerar ainda mais o desenvolvimento e obter uma nova era de energia verde e limpa.

Como uma das maiores empresas de fabricação de equipamentos energéticos da China, a Shanghai Electric, com capacidade para o desenvolvimento de projetos, marketing, investimento e financiamento e engenharia, aquisição e construção (EPC), continua acelerando o desenvolvimento e a inovação de novas energias. A empresa tem uma base sinérgica e vantagens de recursos em toda a cadeia industrial, desde a geração de energia a montante até a metalurgia química a jusante. Os elementos combinados acelerarão o ritmo de entrada da Shanghai Electric no campo da produção de hidrogênio.

Atualmente, a Shanghai Electric implementou uma série de projetos líderes de demonstração da indústria energética integrada de hidrogênio verde na base de Ningdong, uma das quatro modernas zonas de demonstração da indústria química de carvão da China. Entre eles, o projeto "fonte-rede-carga-armazenamento-hidrogênio" da Base de Energia de Ningdong integra a geração de energia renovável, o armazenamento de energia, a produção de hidrogênio a partir da eletrólise e toda a cadeia industrial de química/metalurgia verde.

Em dezembro de 2020, a Shanghai Electric assinou um acordo de cooperação para desenvolver um projeto de energia de "fonte-rede-carga-armazenamento-hidrogênio" em Otog Front Banner, na Mongólia interior. Equipado com armazenamento de energia eletroquímica de larga escala e equipamentos de produção de hidrogênio, o projeto construirá uma nova base massiva de geração de energia e ajudará a região a obter um fornecimento eficiente de energia fria, calor, eletricidade, vapor e hidrogênio.

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1159638/LOGO_Logo.jpg

FONTE Shanghai Electric

XANGAI, 17 de março de 2021 /PRNewswire/ -- A Shanghai Electric (a "Empresa") (SEHK: 02727, SSE: 601727), o principal fabricante e provedor mundial de equipamentos de geração de energia elétrica, equipamentos industriais e serviços de integração associou-se ao Instituto Dalian de Física Química da Academia Chinesa de Ciências (o "Instituto Dalian") para inaugurar o centro de P&D Proton Exchange Membrane (PEM) Hydrogen Production Technology em 4 de março. As duas partes assinaram um acordo de cooperação de projetos sobre equipamentos modulares de produção de hidrogênio PEM de megawatts e de alta eficiência e desenvolvimento de sistemas, marcando um importante passo adiante para a Shanghai Electric no campo de energia de hidrogênio.

Como um dos maiores fabricantes de equipamentos energéticos da China, a Shanghai Electric está na vanguarda no desenvolvimento do hidrogênio verde como parte do impulso de energia limpa da China. Durante as Duas Sessões deste ano, o 14º Plano Quinquenal foi discutido ativamente, no qual o hidrogênio verde tem destaque. Com forte apoio do governo e um interesse generalizado do setor, 2021 está emergindo como Ano Zero para a indústria de energia de hidrogênio.

Atualmente, a Shanghai Electric e o Instituto Dalian chegaram a um acordo preliminar sobre o caminho do desenvolvimento industrial para a nova geração de energia e a produção de hidrogênio por eletrólise de água. Como parte da cooperação, ambos também continuarão a aprimorar o potencial transformador da produção de hidrogênio por eletrólise PEM de água, acelerando o desenvolvimento de produtos competitivos de hidrogênio hidrolizado PEM e promovendo aplicações e cenários industriais. Além disso, continuarão a realizar uma cooperação aprofundada em toda a cadeia da indústria de energia de hidrogênio para acelerar a industrialização geral.

A energia de hidrogênio conta com o maior potencial de todas as formas atuais de energia limpa, e a chave de seu desenvolvimento reside em sua produção. Atualmente, a produção de hidrogênio origina-se principalmente de combustíveis fósseis, recuperação e purificação industrial de hidrogênio por subprodutos, e produção por eletrólise de água. Esses processos resultam em emissões significativas de carbono. O rápido desenvolvimento de equipamentos de eletrólise de água PEM em todo o mundo nos últimos anos permitiu que as tecnologias atuais alcançassem zero emissões de carbono, realizando efetivamente hidrogênio verde e limpo. Este avanço será fundamental para ajudar a China a alcançar seus objetivos de carbono máximo e neutralidade de carbono.

O potencial de mercado para a produção de hidrogênio a partir de água eletrolisada é, portanto, imenso. As previsões indicam que, até 2050, a energia de hidrogênio responderá por aproximadamente 10% do mercado energético da China, com uma demanda que alcançará 60 milhões de toneladas e um valor de produção anual superando 10 trilhões de RMB. O relatório Hydrogen: Tracking Energy Integration publicado pela Agência Internacional de Energia em junho de 2020 destaca que o número de projetos globais de produção de hidrogênio de eletrólise e a capacidade instalada aumentou significativamente, com uma produção que disparou de 1 MW em 2010 para mais de 25 MW em 2019. Grande parte do entusiasmo provém do potencial do hidrogênio para se unir às classificações de gás natural como um recurso energético que desempenha um papel fundamental no comércio internacional, com a possibilidade de até mesmo substituí-lo um dia. No relatório The Dawn of Green Hydrogen da PwC de 2020, o assessor prevê que o hidrogênio experimental alcançará 530 milhões de toneladas até meados do século.

A Shanghai Electric se concentrou na energia de hidrogênio há muitos anos, considerando seu maior potencial de crescimento como uma das novas tecnologias energéticas do futuro e, em particular, sua capacidade para alimentar novos veículos energéticos. Em 2016, o Instituto Central de Investigação da Shanghai Electric começou a investir em P&D para os principais sistemas de células de combustível e tecnologias stack (pilhas). Em 2020, o motor de célula de combustível desenvolvido de forma independente pela Shanghai Electric, que conta com uma capacidade de potência de 66 kW e pode dar partida em ambientes de temperatura fria de até -30°C, passou no teste de inspeção do Centro Nacional de Inspeção de Qualidade de Produtos de Veículos Motorizados. Ele adota o sistema patenteado de circulação de hidrogênio da Shanghai Electric, que oferece uma forte potência e uma resistência impressionante, com o potencial para substituir os motores a gasolina e a diesel em veículos comerciais.

À medida que a tecnologia amadurece, o hidrogênio entra em um estágio de industrialização acelerada. A Shanghai Electric está aproveitando as oportunidades para impulsionar seu desenvolvimento e a transformação da energia verde. Como parte desses esforços, a Shanghai Electric estabeleceu uma Divisão de Energia de Hidrogênio em 2020 para acelerar ainda mais o desenvolvimento e obter uma nova era de energia verde e limpa.

Como uma das maiores empresas de fabricação de equipamentos energéticos da China, a Shanghai Electric, com capacidade para o desenvolvimento de projetos, marketing, investimento e financiamento e engenharia, aquisição e construção (EPC), continua acelerando o desenvolvimento e a inovação de novas energias. A empresa tem uma base sinérgica e vantagens de recursos em toda a cadeia industrial, desde a geração de energia a montante até a metalurgia química a jusante. Os elementos combinados acelerarão o ritmo de entrada da Shanghai Electric no campo da produção de hidrogênio.

Atualmente, a Shanghai Electric implementou uma série de projetos líderes de demonstração da indústria energética integrada de hidrogênio verde na base de Ningdong, uma das quatro modernas zonas de demonstração da indústria química de carvão da China. Entre eles, o projeto "fonte-rede-carga-armazenamento-hidrogênio" da Base de Energia de Ningdong integra a geração de energia renovável, o armazenamento de energia, a produção de hidrogênio a partir da eletrólise e toda a cadeia industrial de química/metalurgia verde.

Em dezembro de 2020, a Shanghai Electric assinou um acordo de cooperação para desenvolver um projeto de energia de "fonte-rede-carga-armazenamento-hidrogênio" em Otog Front Banner, na Mongólia interior. Equipado com armazenamento de energia eletroquímica de larga escala e equipamentos de produção de hidrogênio, o projeto construirá uma nova base massiva de geração de energia e ajudará a região a obter um fornecimento eficiente de energia fria, calor, eletricidade, vapor e hidrogênio.

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1159638/LOGO_Logo.jpg

FONTE Shanghai Electric

Você acabou de ler:

Shanghai Electric assina um acordo para lançar o centro de P&D PEM Hydrogen Production Technology, potencializando o desenvolvimento do hidrogênio verde na China

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/shanghai-electric-assina-um-acordo-para-lancar-o-centro-de-pd-pem-hydrogen-production-technology-potencializando-o-desenvolvimento-do-hidrogenio-verde-na-china/