Sistema da Aireon(SM) entra em operação - fase de testes começa no Atlântico Norte, escrevendo um novo capítulo na história da aviação

Pela primeira vez, controladores de tráfego aéreo dispõem de dados em tempo real da posição de aviões em qualquer parte do mundo, incluindo o espaço aéreo anteriormente não controlado

MCLEAN, Virgínia e LONDRES, 2 de abril de 2019 /PRNewswire/ -- A partir de hoje, o Aireon, primeiro sistema de controle de tráfego aéreo global, em tempo real, entra em operação total e em fase de testes no Atlântico Norte. Este anúncio marca uma etapa histórica no setor aeronáutico, anunciando uma nova era de segurança e eficiência que irá revolucionar a maneira com que as pessoas voam.

O sistema de Vigilância Dependente Automática por Radiodifusão (ADS-B – Automatic Dependent Surveillance Broadcast) da Aireon fornece controle e rastreamento do tráfego aéreo em tempo real para 100% das aeronaves equipadas com ADS-B no planeta. Antes do sistema da Aireon entrar em operação, a vigilância tradicional baseada em terra cobria apenas 30% do globo, significando que autoridades da aviação civil, companhias aéreas comerciais e outras partes interessadas do setor dependiam de atualizações de posição da aeronave a cada 10 a 14 minutos para rastrear a aeronave fora da cobertura do radar, não atualizações em tempo real que o serviço da Aireon disponibiliza agora.

"Pela primeira vez na história, podemos vigiar todas as aeronaves equipadas com ADS-B em qualquer lugar da terra", disse o presidente-executivo da Aireon, Don Thoma. "Nosso sistema de transporte aéreo tem operado com um sistema seguro, mas menos do que suficiente em 70% do mundo, onde não há vigilância em tempo real. Com o lançamento de nossos serviços de ADS-B baseado no espaço, a Aireon fornece agora uma solução em tempo real para esse problema – uma solução que irá otimizar radicalmente a segurança e a eficiência dos voos. O setor aeronáutico atingiu agora os parâmetros do Século XXI, podendo se valer da conectividade em tempo real para fazer negócios".

O sistema da Aireon deverá reduzir os riscos de segurança de voos em geral em cerca de 76% no Atlântico Norte, de acordo com uma análise conjunta da NAV CANADA e da NATS – as primeiras Provedoras de Serviço de Navegação Aérea (ANSPs – Air Navigation Service Providers) a usar o serviço. Melhor visibilidade e controle sobre o espaço aéreo antes não vigiado – especialmente nas regiões oceânicas – irão permitir às companhias aéreas fazer suas rotas em velocidades e níveis ótimos, obtendo economias de custo esperadas de até US$ 300 por voo transatlântico, além de reduzir emissões de dióxido de carbono em duas toneladas por voo, com base em uma análise realizada pela NATS e pela Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO – International Civil Aviation Organization).

O uso do sistema da Aireon sobre o Atlântico permite aos controladores do tráfego aéreo testar a redução das distâncias que separam as aeronaves na mesma rota, de 40 milhas náuticas (nm – nautical miles) para apenas 14 nm, tornando o espaço aéreo mais flexível, previsível e capaz de acomodar o imenso crescimento previsto para os próximos anos.

"Saber a posição, a velocidade e a altitude de cada aeronave equipada com ADS-B no espaço aéreo oceânico – em tempo real – é uma mudança transformadora para os controladores que administram o tráfego aéreo", disse o presidente e presidente-executivo da NAV CANADA, Neil Wilson. "O sistema da Aireon fornece um impulso imediato à segurança da aviação e as companhias aéreas irão se beneficiar de rotas e níveis de voos mais eficientes energeticamente. Mais de 95% do tráfego no Atlântico Norte já está equipado com ADS-B, de forma que a economia de combustível e a redução de emissões de dióxido de carbono serão atingidas rapidamente".

Regulamentações exigindo o uso de ADS-B em aeronaves já foram implementadas em todo o mundo, entrando em vigor nos Estados Unidos em janeiro de 2020 e na Europa em junho de 2020. Outros países ainda estão em processo de definir a obrigatoriedade de implementação nos próximos anos.

O presidente-executivo da NATS, Martin Rolfe, disse: "O teste no Atlântico Norte, o espaço aéreo sobre o oceano mais movimentado do mundo, com mais de 500.000 voos por ano e com a previsão de 800.000 voos por ano até 2030, irá demonstrar para todo o setor aeronáutico que o ADS-B baseado no espaço, globalmente, pode revolucionar o serviço que disponibilizamos a nossos clientes e aos viajantes, ao transformar a maneira com que realizamos o controle do tráfego aéreo em regiões remotas".

Há oito anos em desenvolvimento, as cargas úteis do ADS-B da Aireon estão hospedadas na constelação de satélites Iridium® NEXT – da qual a última implementação ocorreu em 11 de janeiro de 2019. Após receber o controle das seis cargas úteis finais do ADS-B da Iridium, em 7 de fevereiro de 2019, a Aireon completou os estágios de teste, validação e calibragem da carga útil, antes da colocação do sistema completo em operação, para dar suporte às clientes ANSP.

"Melhor segurança e economia de custos para todas as partes interessadas da aviação é apenas o começo. O impacto revolucionário da localização de dados em tempo real e de informações do rastreamento histórico dos dados do ADS-B baseado no espaço da Aireon irão criar inovações que nós nem mesmo imaginamos. As oportunidades de benefícios abrangentes e contínuos para toda a comunidade da aviação estão a nossa disposição. Não seríamos capazes de chegar a esse ponto sem nossos investidores dedicados, a NAV CANADA, a Iridium Communications, a NATS, a Enav, a Irish Aviation Authority (IAA) e a Naviair, além de nossos parceiros e clientes de lançamento. Esse é um grande dia para todos nós", declarou Thoma.

Sobre a Aireon LLC

A Aireon implementou um sistema de controle de tráfego aéreo baseado no espaço para aeronaves equipadas com Vigilância Dependente Automática por Radiodifusão (ADS-B – Automatic Dependent Surveillance Broadcast) em todo o mundo. A Aireon está utilizando tecnologias de vigilância aeronáutica de próxima geração, que foram formalmente baseadas em terra e, pela primeira vez, está ampliando seu alcance global pra melhorar, significativamente, a eficiência, aumentar a segurança, reduzir emissões e garantir os benefícios da economia de custos para todas as partes interessadas. A vigilância com o ADS-B baseado no espaço irá cobrir regiões oceânicas, polares e remotas, além de ampliar os sistemas existentes, baseados em terra, que se limitam ao espaço aéreo sobre superfícies terrestres. Em parceria com as principais ANSPs do mundo, como a NAV CANADA, a Irish Aviation Authority (IAA), a Enav, a NATS e a Naviair, bem como com a Iridium Communications, a Aireon está fornecendo um sistema global de controle do tráfego aéreo, baseado no espaço, em tempo real, que será disponibilizado a todas as partes interessadas do setor aeronáutico.

Para obter mais informações, visite www.aireon.com

Sobre a NAV CANADA

A NAV CANADA é uma empresa privada, sem fins lucrativos, estabelecida em 1996, que presta serviços de controle de tráfego aéreo, de consultoria a aeroportos, informes meteorológicos e informações aeronáuticas, em mais de 18 milhões de quilômetros quadrados de espaço aéreo canadense e internacional.

A empresa é internacionalmente reconhecida por seu histórico de segurança e inovação tecnológica. Os sistemas de controle de tráfego aéreo desenvolvidos pela NAV CANADA são usados por provedoras de serviço de navegação aérea em países de diversas partes do mundo.

A NAV CANADA é parceira da Aireon LLC, uma joint venture internacional que implementa o sistema de Vigilância Dependente Automática por Radiodifusão (ADS-B – Automatic Dependent Surveillance Broadcast), que irá expandir o controle do tráfego aéreo a todas as regiões do globo.

Para obter mais informações, visite www.navcanada.ca 

Sobre a NATS

A NATS é uma importante empresa de administração e soluções de tráfego aéreo, estabelecida no Reino Unido em 1962, e que opera agora em países por todo o mundo.

A NATS controlou 2,6 milhões de voos em 2018, cobrindo o Reino Unido e o leste do Atlântico Norte, a partir de seus centros em Swanwick, Hampshire e Prestwick, em Ayrshire. A NATS também presta serviços de tráfego aéreo a 13 aeroportos no Reino Unido, ao Aeroporto de Gibraltar e, em uma joint venture com a Ferrovial, a diversas torres de aeroporto na Espanha.

Aproveitando sua reputação de excelência operacional e inovação, a NATS oferece serviços de aeródromo, dados, engenharia, capacidade, eficiência e soluções de desempenho ambiental a clientes de todo o mundo, incluindo aeroportos, provedoras de serviços de tráfego aéreo a companhias aéreas e governos.

Para obter mais informações, visite o website da NATS em www.nats.aero.

Contatos com a imprensa:

Jessie Hillenbrand

Aireon

+1 703 287 7452

Jessie.Hillenbrand@Aireon.com

Ron Singer

NAV CANADA

+1 613 563 7303

Ron.Singer@navcanada.ca

Assessoria de Imprensa da NATS

+44 (0) 1489 615945

www.nats.aero

FONTE Aireon

Pela primeira vez, controladores de tráfego aéreo dispõem de dados em tempo real da posição de aviões em qualquer parte do mundo, incluindo o espaço aéreo anteriormente não controlado

MCLEAN, Virgínia e LONDRES, 2 de abril de 2019 /PRNewswire/ -- A partir de hoje, o Aireon, primeiro sistema de controle de tráfego aéreo global, em tempo real, entra em operação total e em fase de testes no Atlântico Norte. Este anúncio marca uma etapa histórica no setor aeronáutico, anunciando uma nova era de segurança e eficiência que irá revolucionar a maneira com que as pessoas voam.

O sistema de Vigilância Dependente Automática por Radiodifusão (ADS-B – Automatic Dependent Surveillance Broadcast) da Aireon fornece controle e rastreamento do tráfego aéreo em tempo real para 100% das aeronaves equipadas com ADS-B no planeta. Antes do sistema da Aireon entrar em operação, a vigilância tradicional baseada em terra cobria apenas 30% do globo, significando que autoridades da aviação civil, companhias aéreas comerciais e outras partes interessadas do setor dependiam de atualizações de posição da aeronave a cada 10 a 14 minutos para rastrear a aeronave fora da cobertura do radar, não atualizações em tempo real que o serviço da Aireon disponibiliza agora.

"Pela primeira vez na história, podemos vigiar todas as aeronaves equipadas com ADS-B em qualquer lugar da terra", disse o presidente-executivo da Aireon, Don Thoma. "Nosso sistema de transporte aéreo tem operado com um sistema seguro, mas menos do que suficiente em 70% do mundo, onde não há vigilância em tempo real. Com o lançamento de nossos serviços de ADS-B baseado no espaço, a Aireon fornece agora uma solução em tempo real para esse problema – uma solução que irá otimizar radicalmente a segurança e a eficiência dos voos. O setor aeronáutico atingiu agora os parâmetros do Século XXI, podendo se valer da conectividade em tempo real para fazer negócios".

O sistema da Aireon deverá reduzir os riscos de segurança de voos em geral em cerca de 76% no Atlântico Norte, de acordo com uma análise conjunta da NAV CANADA e da NATS – as primeiras Provedoras de Serviço de Navegação Aérea (ANSPs – Air Navigation Service Providers) a usar o serviço. Melhor visibilidade e controle sobre o espaço aéreo antes não vigiado – especialmente nas regiões oceânicas – irão permitir às companhias aéreas fazer suas rotas em velocidades e níveis ótimos, obtendo economias de custo esperadas de até US$ 300 por voo transatlântico, além de reduzir emissões de dióxido de carbono em duas toneladas por voo, com base em uma análise realizada pela NATS e pela Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO – International Civil Aviation Organization).

O uso do sistema da Aireon sobre o Atlântico permite aos controladores do tráfego aéreo testar a redução das distâncias que separam as aeronaves na mesma rota, de 40 milhas náuticas (nm – nautical miles) para apenas 14 nm, tornando o espaço aéreo mais flexível, previsível e capaz de acomodar o imenso crescimento previsto para os próximos anos.

"Saber a posição, a velocidade e a altitude de cada aeronave equipada com ADS-B no espaço aéreo oceânico – em tempo real – é uma mudança transformadora para os controladores que administram o tráfego aéreo", disse o presidente e presidente-executivo da NAV CANADA, Neil Wilson. "O sistema da Aireon fornece um impulso imediato à segurança da aviação e as companhias aéreas irão se beneficiar de rotas e níveis de voos mais eficientes energeticamente. Mais de 95% do tráfego no Atlântico Norte já está equipado com ADS-B, de forma que a economia de combustível e a redução de emissões de dióxido de carbono serão atingidas rapidamente".

Regulamentações exigindo o uso de ADS-B em aeronaves já foram implementadas em todo o mundo, entrando em vigor nos Estados Unidos em janeiro de 2020 e na Europa em junho de 2020. Outros países ainda estão em processo de definir a obrigatoriedade de implementação nos próximos anos.

O presidente-executivo da NATS, Martin Rolfe, disse: "O teste no Atlântico Norte, o espaço aéreo sobre o oceano mais movimentado do mundo, com mais de 500.000 voos por ano e com a previsão de 800.000 voos por ano até 2030, irá demonstrar para todo o setor aeronáutico que o ADS-B baseado no espaço, globalmente, pode revolucionar o serviço que disponibilizamos a nossos clientes e aos viajantes, ao transformar a maneira com que realizamos o controle do tráfego aéreo em regiões remotas".

Há oito anos em desenvolvimento, as cargas úteis do ADS-B da Aireon estão hospedadas na constelação de satélites Iridium® NEXT – da qual a última implementação ocorreu em 11 de janeiro de 2019. Após receber o controle das seis cargas úteis finais do ADS-B da Iridium, em 7 de fevereiro de 2019, a Aireon completou os estágios de teste, validação e calibragem da carga útil, antes da colocação do sistema completo em operação, para dar suporte às clientes ANSP.

"Melhor segurança e economia de custos para todas as partes interessadas da aviação é apenas o começo. O impacto revolucionário da localização de dados em tempo real e de informações do rastreamento histórico dos dados do ADS-B baseado no espaço da Aireon irão criar inovações que nós nem mesmo imaginamos. As oportunidades de benefícios abrangentes e contínuos para toda a comunidade da aviação estão a nossa disposição. Não seríamos capazes de chegar a esse ponto sem nossos investidores dedicados, a NAV CANADA, a Iridium Communications, a NATS, a Enav, a Irish Aviation Authority (IAA) e a Naviair, além de nossos parceiros e clientes de lançamento. Esse é um grande dia para todos nós", declarou Thoma.

Sobre a Aireon LLC

A Aireon implementou um sistema de controle de tráfego aéreo baseado no espaço para aeronaves equipadas com Vigilância Dependente Automática por Radiodifusão (ADS-B – Automatic Dependent Surveillance Broadcast) em todo o mundo. A Aireon está utilizando tecnologias de vigilância aeronáutica de próxima geração, que foram formalmente baseadas em terra e, pela primeira vez, está ampliando seu alcance global pra melhorar, significativamente, a eficiência, aumentar a segurança, reduzir emissões e garantir os benefícios da economia de custos para todas as partes interessadas. A vigilância com o ADS-B baseado no espaço irá cobrir regiões oceânicas, polares e remotas, além de ampliar os sistemas existentes, baseados em terra, que se limitam ao espaço aéreo sobre superfícies terrestres. Em parceria com as principais ANSPs do mundo, como a NAV CANADA, a Irish Aviation Authority (IAA), a Enav, a NATS e a Naviair, bem como com a Iridium Communications, a Aireon está fornecendo um sistema global de controle do tráfego aéreo, baseado no espaço, em tempo real, que será disponibilizado a todas as partes interessadas do setor aeronáutico.

Para obter mais informações, visite www.aireon.com

Sobre a NAV CANADA

A NAV CANADA é uma empresa privada, sem fins lucrativos, estabelecida em 1996, que presta serviços de controle de tráfego aéreo, de consultoria a aeroportos, informes meteorológicos e informações aeronáuticas, em mais de 18 milhões de quilômetros quadrados de espaço aéreo canadense e internacional.

A empresa é internacionalmente reconhecida por seu histórico de segurança e inovação tecnológica. Os sistemas de controle de tráfego aéreo desenvolvidos pela NAV CANADA são usados por provedoras de serviço de navegação aérea em países de diversas partes do mundo.

A NAV CANADA é parceira da Aireon LLC, uma joint venture internacional que implementa o sistema de Vigilância Dependente Automática por Radiodifusão (ADS-B – Automatic Dependent Surveillance Broadcast), que irá expandir o controle do tráfego aéreo a todas as regiões do globo.

Para obter mais informações, visite www.navcanada.ca 

Sobre a NATS

A NATS é uma importante empresa de administração e soluções de tráfego aéreo, estabelecida no Reino Unido em 1962, e que opera agora em países por todo o mundo.

A NATS controlou 2,6 milhões de voos em 2018, cobrindo o Reino Unido e o leste do Atlântico Norte, a partir de seus centros em Swanwick, Hampshire e Prestwick, em Ayrshire. A NATS também presta serviços de tráfego aéreo a 13 aeroportos no Reino Unido, ao Aeroporto de Gibraltar e, em uma joint venture com a Ferrovial, a diversas torres de aeroporto na Espanha.

Aproveitando sua reputação de excelência operacional e inovação, a NATS oferece serviços de aeródromo, dados, engenharia, capacidade, eficiência e soluções de desempenho ambiental a clientes de todo o mundo, incluindo aeroportos, provedoras de serviços de tráfego aéreo a companhias aéreas e governos.

Para obter mais informações, visite o website da NATS em www.nats.aero.

Contatos com a imprensa:

Jessie Hillenbrand

Aireon

+1 703 287 7452

Jessie.Hillenbrand@Aireon.com

Ron Singer

NAV CANADA

+1 613 563 7303

Ron.Singer@navcanada.ca

Assessoria de Imprensa da NATS

+44 (0) 1489 615945

www.nats.aero

FONTE Aireon

Você acabou de ler:

Sistema da Aireon(SM) entra em operação - fase de testes começa no Atlântico Norte, escrevendo um novo capítulo na história da aviação

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/sistema-da-aireonsm-entra-em-operacao-fase-de-testes-comeca-no-atlantico-norte-escrevendo-um-novo-capitulo-na-historia-da-aviacao/