Site PrecoMotos.com dá Dicas de Como Pilotar Moto em Enchentes

CURITIBA, Brasil, 19 de fevereiro de 2020 /PRNewswire/ -- Se você é motociclista, deve estar preparado para passar por inundações - caso aconteça. Isso porque, esse risco de enchentes existe para todas as cidades e regiões metropolitanas. Portanto, saber o que fazer durante essa situação é de suma importância para todos os motoristas e motociclistas.

Entretanto, vamos nos atentar para os motociclistas no momento. E se você é um deles, pare para pensar nas seguintes perguntas: Você parou de andar e buscou refúgio em um local seguro quando as inundações atingiram várias áreas? Ou você optou por correr o risco e continuar andando?

Sabe qual é a opção correta? Aqui vão algumas dicas para você saber o que fazer com sua moto durante uma enchente!

5 dicas de segurança para ciclistas que atravessam inundações

Sem dúvida alguma, a resposta correta é parar a moto em um local seguro e esperar a água baixar e a chuva forte passar. Porém, na prática não é assim, mesmo o trabalho podendo esperar, a urgência pode envolver uma situação familiar importante (como comprar remédio para o filho (a) doente; ou coisas do tipo). Em cenários como esses, acreditamos que nem mesmo o diabo pode impedi-lo.

Portanto, nestes casos de extrema cautela, os motociclistas devem estar muito preparados.

Pensando nisso, e para os pilotos que têm emergências durante as enchentes, aqui estão cinco lembretes de segurança ao atravessar uma inundação de moto.

1) Siga um carro

Os motoristas de quatro rodas são vistos como mais agressivos quando enfrentam as águas da enchente. Com quatro pneus tocando o chão e com melhor tração, os carros ficam mais estáveis quando submersos na água. Por serem mais pesados que os meios de transporte de duas rodas, ou seja, as motos.

Portanto, é mais seguro deixar um carro passar e liderar o caminho antes de percorrer as águas da enchente. Execute com segurança, mantendo uma distância segura do veículo à frente, e caso não aconteça nada, você pode continuar seguindo. Mas caso ocorra um problema, a distância que você manteve o ajudará a voltar e não seguir, evitando que você também passe pela mesma situação do veículo à frente.

O carro, nesse caso, serve como um guia de segurança; o veículo pode mostrar o caminho para a moto passar com segurança e evitar detritos flutuantes e riscos do motociclista ficar submerso na enchente.

2) Crie um caminho seguro imaginário.

Ao permitir que os veículos avancem à sua frente, você poderá determinar a profundidade das águas da enchente e avaliar a situação.

Se a água ultrapassar o centro do cubo do pneu, seria mais seguro não correr o risco, devido à possibilidade de que a vela se afogue na água. E essa é a última coisa que um piloto de moto gostaria que acontecesse.

Portanto, crie um caminho "imaginário"- tendo em vista que não dá para ver a estrada realmente segura. Você também pode olhar para as pernas de um pedestre atravessando a água da enchente. Não se trata de maldade, muitas pessoas infelizmente atravessam no meio de uma enchente.

Portanto, esse caminho imaginário também pode ser criado de acordo com a quantidade de água que cobre as pernas dos pedestres, e serve claramente como um bom indicador de profundidade para ajudá-lo a decidir se sua motocicleta pode atravessar e sobreviver à situação de inundação à frente. Sempre saiba as limitações da sua moto.

3) Cuidado com animais mortos

Além de detritos flutuantes, os animais mortos também são varridos pelas águas da enchente. Você pode encontrar restos de gatos, cães ou galinhas flutuando quando a calamidade ocorre. Você pode literalmente "tombar" em um deles e cair na água suja. Portanto, muita atenção.

4) Cuidado com fios elétricos

As enchentes causam um grande caos na cidade, e isso também inclui a derrubada de fios elétrico pelas ruas. Então, para não correr riscos de choques e até morte, sempre fique atento a fios elétricos soltos à frente.

5) Pare os freios

Parabéns! Você atravessou o dilúvio com você e sua moto em segurança e bem.

Mas ainda há mais uma preocupação importante. Como os freios estavam embebidos em água da enchente, eles podem ficar menos eficazes, e sua frenagem pode ter uma sensação esponjosa.

Ao sair de uma área inundada, não ligue a moto em seguida, espere um bom tempo até secar. Não se esqueça de verificar os freios antes de retomar a marcha em velocidade normal. Você faz isso pressionando suavemente a alavanca do freio dianteiro e pisando nos pinos do freio traseiro enquanto aplica levemente a força no acelerador.

Gostou das dicas? Para conferir mais dicas e notícias sobre Motos, acesse o site https://www.precomotos.com.

Expediente:

BLOGOLANDIA LTDA.

Avenida Cândido de Abreu, 776 / 803 – Centro Cívico

CEP: 80.530-000 – Curitiba – Paraná – Brasil

www.blogolandialtda.com.br

blogolandiabrasil@gmail.com

+55 (41) 2105-5913

+55 (41) 9 9142 0228

+55 (41) 9 9255 7758

FONTE Site PrecoMotos.com

CURITIBA, Brasil, 19 de fevereiro de 2020 /PRNewswire/ -- Se você é motociclista, deve estar preparado para passar por inundações - caso aconteça. Isso porque, esse risco de enchentes existe para todas as cidades e regiões metropolitanas. Portanto, saber o que fazer durante essa situação é de suma importância para todos os motoristas e motociclistas.

Entretanto, vamos nos atentar para os motociclistas no momento. E se você é um deles, pare para pensar nas seguintes perguntas: Você parou de andar e buscou refúgio em um local seguro quando as inundações atingiram várias áreas? Ou você optou por correr o risco e continuar andando?

Sabe qual é a opção correta? Aqui vão algumas dicas para você saber o que fazer com sua moto durante uma enchente!

5 dicas de segurança para ciclistas que atravessam inundações

Sem dúvida alguma, a resposta correta é parar a moto em um local seguro e esperar a água baixar e a chuva forte passar. Porém, na prática não é assim, mesmo o trabalho podendo esperar, a urgência pode envolver uma situação familiar importante (como comprar remédio para o filho (a) doente; ou coisas do tipo). Em cenários como esses, acreditamos que nem mesmo o diabo pode impedi-lo.

Portanto, nestes casos de extrema cautela, os motociclistas devem estar muito preparados.

Pensando nisso, e para os pilotos que têm emergências durante as enchentes, aqui estão cinco lembretes de segurança ao atravessar uma inundação de moto.

1) Siga um carro

Os motoristas de quatro rodas são vistos como mais agressivos quando enfrentam as águas da enchente. Com quatro pneus tocando o chão e com melhor tração, os carros ficam mais estáveis quando submersos na água. Por serem mais pesados que os meios de transporte de duas rodas, ou seja, as motos.

Portanto, é mais seguro deixar um carro passar e liderar o caminho antes de percorrer as águas da enchente. Execute com segurança, mantendo uma distância segura do veículo à frente, e caso não aconteça nada, você pode continuar seguindo. Mas caso ocorra um problema, a distância que você manteve o ajudará a voltar e não seguir, evitando que você também passe pela mesma situação do veículo à frente.

O carro, nesse caso, serve como um guia de segurança; o veículo pode mostrar o caminho para a moto passar com segurança e evitar detritos flutuantes e riscos do motociclista ficar submerso na enchente.

2) Crie um caminho seguro imaginário.

Ao permitir que os veículos avancem à sua frente, você poderá determinar a profundidade das águas da enchente e avaliar a situação.

Se a água ultrapassar o centro do cubo do pneu, seria mais seguro não correr o risco, devido à possibilidade de que a vela se afogue na água. E essa é a última coisa que um piloto de moto gostaria que acontecesse.

Portanto, crie um caminho "imaginário"- tendo em vista que não dá para ver a estrada realmente segura. Você também pode olhar para as pernas de um pedestre atravessando a água da enchente. Não se trata de maldade, muitas pessoas infelizmente atravessam no meio de uma enchente.

Portanto, esse caminho imaginário também pode ser criado de acordo com a quantidade de água que cobre as pernas dos pedestres, e serve claramente como um bom indicador de profundidade para ajudá-lo a decidir se sua motocicleta pode atravessar e sobreviver à situação de inundação à frente. Sempre saiba as limitações da sua moto.

3) Cuidado com animais mortos

Além de detritos flutuantes, os animais mortos também são varridos pelas águas da enchente. Você pode encontrar restos de gatos, cães ou galinhas flutuando quando a calamidade ocorre. Você pode literalmente "tombar" em um deles e cair na água suja. Portanto, muita atenção.

4) Cuidado com fios elétricos

As enchentes causam um grande caos na cidade, e isso também inclui a derrubada de fios elétrico pelas ruas. Então, para não correr riscos de choques e até morte, sempre fique atento a fios elétricos soltos à frente.

5) Pare os freios

Parabéns! Você atravessou o dilúvio com você e sua moto em segurança e bem.

Mas ainda há mais uma preocupação importante. Como os freios estavam embebidos em água da enchente, eles podem ficar menos eficazes, e sua frenagem pode ter uma sensação esponjosa.

Ao sair de uma área inundada, não ligue a moto em seguida, espere um bom tempo até secar. Não se esqueça de verificar os freios antes de retomar a marcha em velocidade normal. Você faz isso pressionando suavemente a alavanca do freio dianteiro e pisando nos pinos do freio traseiro enquanto aplica levemente a força no acelerador.

Gostou das dicas? Para conferir mais dicas e notícias sobre Motos, acesse o site https://www.precomotos.com.

Expediente:

BLOGOLANDIA LTDA.

Avenida Cândido de Abreu, 776 / 803 – Centro Cívico

CEP: 80.530-000 – Curitiba – Paraná – Brasil

www.blogolandialtda.com.br

blogolandiabrasil@gmail.com

+55 (41) 2105-5913

+55 (41) 9 9142 0228

+55 (41) 9 9255 7758

FONTE Site PrecoMotos.com