Site SalarioMinimo.Net explica as Diferenças entre Previdência Social e Previdência Privada

CURITIBA, Brasil, 24 de janeiro de 2020 /PRNewswire/ -- A previdência faz parte de um conjunto de sistemas e programas de seguridade social. Aqui no Brasil há dois tipos de previdência, a social e a privada. E cada vez mais as pessoas estão procurando pelos planos da previdência privada.

Entretanto, muitas pessoas ainda não sabem a diferença da Previdência Social para a Previdência Privada. Por isso elaboramos este artigo para falar sobre as principais diferenças entre estes dois planos. Confira:

Previdência Social e Previdência Privada

É bem verdade que chegará um momento em nossas vidas que precisaremos descansar e por isso existe a aposentadoria. Por isso, o governo de cada lugar elabora o seu próprio sistema de previdência social.

Este sistema é criado de acordo com a cultura, situação demográfica e expectativa de vida da população. E assim, o cidadão que trabalha durante anos contribuindo com uma taxa mensal, tem direito a aposentadoria.

E nesse contexto é que surge a previdência privada, ou complementar, que vem justamente para complementar a aposentadoria do cidadão. No Brasil, com a Reforma da Previdência aprovada, muitas categorias passaram a optar pela previdência privada para garantir uma aposentadoria melhor e consequentemente um padrão de vida melhor.

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é o responsável por administrar o dinheiro da previdência social. A previdência privada é uma opção para quem deseja ter futuramente uma renda maior do que aquela oferecida pelo INSS.

Previdência Social e Previdência Privada: Principais diferenças

Previdência Social

  • Todo trabalhador automaticamente faz parte da previdência social.
  • É pública e administrada pelo setor público por meio do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social)
  • Todo cidadão brasileiro que trabalha sob regime CLT possui previdência social
  • Oferece benefícios para aposentados e trabalhadores em caso de doença, gravidez ou acidente.
  • Possui um regime de repartição simples, onde todos os inscritos contribuem para gerar um fundo que ampara aqueles que irão se aposentar.
  • O valor da aposentadoria possui um teto que não pode ser ultrapassado. Para 2020 com a correção, o teto máximo da aposentadoria pela previdência social é de R$ 6.101,05.
  • O valor é liberado somente em caso de aposentadoria, invalidez ou tempo de contribuição.
  • Não é permitido o resgate total do valor, ou seja, o contribuinte receberá um valor mensal como aposentadoria.

Previdência Privada

  • É opcional, ou seja, o trabalhador decide se quer aderir ou não.
  • Existe para complementar a aposentadoria oferecida pelo INSS.
  • Pode ser usada para outras finalidades como: investir em um negócio próprio, pagar faculdade para os filhos ou outros investimentos que o cidadão queira fazer.
  • Geralmente é administrado por corretoras e instituições financeiras.
  • Trata-se de uma reserva individual e o beneficiário pode escolher como pretende receber sua aposentadoria no futuro.
  • Possui duas modalidades: a previdência complementar fechada e a previdência complementar aberta.
  • Os valores podem ser resgatados antecipadamente.
  • Existe a possibilidade de resgatar o valor total de uma só vez.

Previdência Complementar Fechada

É representada pelos conhecidos fundos de pensão e possui como público alvo profissionais ligados a empresas, associações, entidades de classe e sindicatos. A contribuição é feita mensalmente descontando uma parcela do salário do contribuinte que é complementado pela empresa contratante.

Este tipo de previdência possui menores taxas de administração e carregamento e 100% da rentabilidade retorna para a conta do participante. Geralmente é organizada por empresas e entidades associativas na forma de fundação ou sociedade civil.

Os fundos da previdência complementar fechada são administrados pelo CNPC e fiscalizados pela PREVIC.

Previdência Complementar Aberta

Os planos da previdência complementar aberta são organizados por instituições financeiras, seguradoras e fiscalizados pela SUSEP. São planos abertos para qualquer pessoa com valores descontados mensalmente e acrescidas taxas de carregamentos e administração.

Existem dois tipos de planos de previdência aberta:

  • VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre): plano ideal para quem pretende obter uma renda alongo prazo, é isento ou faz declarações simples de IR.
  • PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre): É indicado para quem faz a declaração pelo modelo completo, podendo gerar uma economia tributária a curto prazo.

Para conferir mais dicas e notícias sobre economia, acesse o site https://www.salariominimo.net/ .

BLOGOLANDIA LTDA.

Avenida Cândido de Abreu, 776 / 803 – Centro Cívico

CEP: 80.530-000 – Curitiba – Paraná – Brasil

www.blogolandialtda.com.br

blogolandiabrasil@gmail.com

+55 (41) 2105-5913

+55 (41) 9 9142 0228

+55 (41) 9 9255 7758

FONTE Salário Mínimo

CURITIBA, Brasil, 24 de janeiro de 2020 /PRNewswire/ -- A previdência faz parte de um conjunto de sistemas e programas de seguridade social. Aqui no Brasil há dois tipos de previdência, a social e a privada. E cada vez mais as pessoas estão procurando pelos planos da previdência privada.

Entretanto, muitas pessoas ainda não sabem a diferença da Previdência Social para a Previdência Privada. Por isso elaboramos este artigo para falar sobre as principais diferenças entre estes dois planos. Confira:

Previdência Social e Previdência Privada

É bem verdade que chegará um momento em nossas vidas que precisaremos descansar e por isso existe a aposentadoria. Por isso, o governo de cada lugar elabora o seu próprio sistema de previdência social.

Este sistema é criado de acordo com a cultura, situação demográfica e expectativa de vida da população. E assim, o cidadão que trabalha durante anos contribuindo com uma taxa mensal, tem direito a aposentadoria.

E nesse contexto é que surge a previdência privada, ou complementar, que vem justamente para complementar a aposentadoria do cidadão. No Brasil, com a Reforma da Previdência aprovada, muitas categorias passaram a optar pela previdência privada para garantir uma aposentadoria melhor e consequentemente um padrão de vida melhor.

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é o responsável por administrar o dinheiro da previdência social. A previdência privada é uma opção para quem deseja ter futuramente uma renda maior do que aquela oferecida pelo INSS.

Previdência Social e Previdência Privada: Principais diferenças

Previdência Social

  • Todo trabalhador automaticamente faz parte da previdência social.
  • É pública e administrada pelo setor público por meio do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social)
  • Todo cidadão brasileiro que trabalha sob regime CLT possui previdência social
  • Oferece benefícios para aposentados e trabalhadores em caso de doença, gravidez ou acidente.
  • Possui um regime de repartição simples, onde todos os inscritos contribuem para gerar um fundo que ampara aqueles que irão se aposentar.
  • O valor da aposentadoria possui um teto que não pode ser ultrapassado. Para 2020 com a correção, o teto máximo da aposentadoria pela previdência social é de R$ 6.101,05.
  • O valor é liberado somente em caso de aposentadoria, invalidez ou tempo de contribuição.
  • Não é permitido o resgate total do valor, ou seja, o contribuinte receberá um valor mensal como aposentadoria.

Previdência Privada

  • É opcional, ou seja, o trabalhador decide se quer aderir ou não.
  • Existe para complementar a aposentadoria oferecida pelo INSS.
  • Pode ser usada para outras finalidades como: investir em um negócio próprio, pagar faculdade para os filhos ou outros investimentos que o cidadão queira fazer.
  • Geralmente é administrado por corretoras e instituições financeiras.
  • Trata-se de uma reserva individual e o beneficiário pode escolher como pretende receber sua aposentadoria no futuro.
  • Possui duas modalidades: a previdência complementar fechada e a previdência complementar aberta.
  • Os valores podem ser resgatados antecipadamente.
  • Existe a possibilidade de resgatar o valor total de uma só vez.

Previdência Complementar Fechada

É representada pelos conhecidos fundos de pensão e possui como público alvo profissionais ligados a empresas, associações, entidades de classe e sindicatos. A contribuição é feita mensalmente descontando uma parcela do salário do contribuinte que é complementado pela empresa contratante.

Este tipo de previdência possui menores taxas de administração e carregamento e 100% da rentabilidade retorna para a conta do participante. Geralmente é organizada por empresas e entidades associativas na forma de fundação ou sociedade civil.

Os fundos da previdência complementar fechada são administrados pelo CNPC e fiscalizados pela PREVIC.

Previdência Complementar Aberta

Os planos da previdência complementar aberta são organizados por instituições financeiras, seguradoras e fiscalizados pela SUSEP. São planos abertos para qualquer pessoa com valores descontados mensalmente e acrescidas taxas de carregamentos e administração.

Existem dois tipos de planos de previdência aberta:

  • VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre): plano ideal para quem pretende obter uma renda alongo prazo, é isento ou faz declarações simples de IR.
  • PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre): É indicado para quem faz a declaração pelo modelo completo, podendo gerar uma economia tributária a curto prazo.

Para conferir mais dicas e notícias sobre economia, acesse o site https://www.salariominimo.net/ .

BLOGOLANDIA LTDA.

Avenida Cândido de Abreu, 776 / 803 – Centro Cívico

CEP: 80.530-000 – Curitiba – Paraná – Brasil

www.blogolandialtda.com.br

blogolandiabrasil@gmail.com

+55 (41) 2105-5913

+55 (41) 9 9142 0228

+55 (41) 9 9255 7758

FONTE Salário Mínimo