Site Trabalhou.com.br dá dicas do que fazer na hora de pedir aumento

CURITIBA, Brasil, 2 de agosto de 2019 /PRNewswire/ -- Uma pergunta pode até custar seu emprego? Qual o valor do seu emprego? Melhor dizendo: qual é o salário ideal, que faz jus ao seu profissionalismo?

É comum as pessoas estarem insatisfeitas com seus salários. Muitos empregadores, antes da contratação, na entrevista, perguntam ao candidato qual a pretensão salarial do mesmo. A maior parte das empresas paga salários em valores dentro de padrões, segundo a lei federal. Mas, todo colaborador tem direito a negociar um aumento, conforme a situação. Se não for progressão em carreira é pedido de aumento.

Pedir aumento ao patrão é algo que assusta, porém, conforme o líder e fundador da empresa que compõe a rede de contatos profissionais The Dots, não é motivo para se temer perder emprego. Pedir aumento não acarreta em perda do trabalho. O colaborador dedicado, que sabe se valorizar, ao pedir aumento mostra mais interesse em seu contrato com a companhia.

Abaixo seguem algumas dicas sobre como pedir aumento ao seu patrão:

1 - Antes de tudo, preparar-se estrategicamente. Consulte sites que apresentem comparações de salários. Consultar qualquer boa agência de empregos sobre isso ou entrar em contato com o departamento especializado em Recursos Humanos da própria organização onde você trabalha, no sentido de instruir-se sobre cada faixa salarial, também é recomendado. Todo funcionário precisa estabelecer um sólido argumento para justificar seu aumento.

2 – Evite exigir mais do que é necessário. Qual seria a justificativa? O patrão só pode considerar o desempenho do colaborador e o desempenho da empresa, avaliando os resultados de modo objetivo e justo.

3 – Estar atento para o momento ideal de fazer o pedido. O momento mais adequado para tal pedido é o de descontração, por exemplo, logo após a conclusão de um negócio bem sucedido, em que todos estão falando sobre o assunto, colhendo os louros do resultado, então, será viável escorregar a pergunta, despretensiosamente: "podemos falar sobre aumento de meu salário?". A pergunta dá uma opção ao patrão, que poderá verificar o orçamento da empresa.

4 – Nada de pedir aumento logo após o seu ingresso no emprego. Qual seria a justificativa. Um pedido de aumento muito cedo pode ser muito mal interpretado. O que se pode fazer, nesse caso, é verificar, pelos meios legais, se a sua remuneração está corretamente dentro do padrão legal.

5 – Nada de pedir aumento de salário para valor que superestime o seu cargo. Seria muita ingenuidade, dado que existe uma hierarquia de funções que deve ser respeitada. O patrão nunca vai agir de modo totalmente arbitrário, sob o risco de quebrar.

Conselhos sobre como se comportar, psicologicamente falando, diante do patrão:

1 – Expressar maior segurança. Manter contato visual, sem expressar desafio, nem timidez. Sente-se de frente. Conversa entre cavalheiros que precisam chegar a um acordo, cordialmente.

2 – Evite agitar-se muito. Se você se tornar nervoso, pode começar a expressar certos cacoetes ou tiques que vão denunciar seu desconforto e pôr tudo a perder, pois o patrão sentirá sua insegurança.

3 – Pedir o valor justo. Embora pareça incoerente, uma pesquisa recente, promovida pela Columbia Business School, demonstrou que é mais realista e eficiente pedir um aumento de salário mais específico e arredondado.

4 – Seja objetivo, preciso. A imprecisão e ambiguidade põe tudo a perder. Como disse um grande especialista no assunto, "os zeros realmente não vão acrescentar nada à mesa das negociações".

5 – Evitar ceder demais. Em caso de haver recusa por parte do patrão, em conceder aumento, o funcionário deve questionar inteligentemente desta maneira: "o que posso fazer para aumentar meu valor na empresa?". Um feedback deste tipo será muito útil e vai preparar o terreno para a próxima negociação.

Para conferir outras dicas e notícias sobre emprego, acesse o site https://www.trabalhou.com.br/ .

BLOGOLANDIA LTDA.

Avenida Cândido de Abreu, 776 / 803 – Centro Cívico

CEP: 80.530-000 – Curitiba – Paraná – Brasil

www.blogolandialtda.com.br

blogolandiabrasil@gmail.com

+55 (41) 2105-5913

+55 (41) 9 9142 0228

+55 (41) 9 9255 7758

FONTE Site Trabalhou

CURITIBA, Brasil, 2 de agosto de 2019 /PRNewswire/ -- Uma pergunta pode até custar seu emprego? Qual o valor do seu emprego? Melhor dizendo: qual é o salário ideal, que faz jus ao seu profissionalismo?

É comum as pessoas estarem insatisfeitas com seus salários. Muitos empregadores, antes da contratação, na entrevista, perguntam ao candidato qual a pretensão salarial do mesmo. A maior parte das empresas paga salários em valores dentro de padrões, segundo a lei federal. Mas, todo colaborador tem direito a negociar um aumento, conforme a situação. Se não for progressão em carreira é pedido de aumento.

Pedir aumento ao patrão é algo que assusta, porém, conforme o líder e fundador da empresa que compõe a rede de contatos profissionais The Dots, não é motivo para se temer perder emprego. Pedir aumento não acarreta em perda do trabalho. O colaborador dedicado, que sabe se valorizar, ao pedir aumento mostra mais interesse em seu contrato com a companhia.

Abaixo seguem algumas dicas sobre como pedir aumento ao seu patrão:

1 - Antes de tudo, preparar-se estrategicamente. Consulte sites que apresentem comparações de salários. Consultar qualquer boa agência de empregos sobre isso ou entrar em contato com o departamento especializado em Recursos Humanos da própria organização onde você trabalha, no sentido de instruir-se sobre cada faixa salarial, também é recomendado. Todo funcionário precisa estabelecer um sólido argumento para justificar seu aumento.

2 – Evite exigir mais do que é necessário. Qual seria a justificativa? O patrão só pode considerar o desempenho do colaborador e o desempenho da empresa, avaliando os resultados de modo objetivo e justo.

3 – Estar atento para o momento ideal de fazer o pedido. O momento mais adequado para tal pedido é o de descontração, por exemplo, logo após a conclusão de um negócio bem sucedido, em que todos estão falando sobre o assunto, colhendo os louros do resultado, então, será viável escorregar a pergunta, despretensiosamente: "podemos falar sobre aumento de meu salário?". A pergunta dá uma opção ao patrão, que poderá verificar o orçamento da empresa.

4 – Nada de pedir aumento logo após o seu ingresso no emprego. Qual seria a justificativa. Um pedido de aumento muito cedo pode ser muito mal interpretado. O que se pode fazer, nesse caso, é verificar, pelos meios legais, se a sua remuneração está corretamente dentro do padrão legal.

5 – Nada de pedir aumento de salário para valor que superestime o seu cargo. Seria muita ingenuidade, dado que existe uma hierarquia de funções que deve ser respeitada. O patrão nunca vai agir de modo totalmente arbitrário, sob o risco de quebrar.

Conselhos sobre como se comportar, psicologicamente falando, diante do patrão:

1 – Expressar maior segurança. Manter contato visual, sem expressar desafio, nem timidez. Sente-se de frente. Conversa entre cavalheiros que precisam chegar a um acordo, cordialmente.

2 – Evite agitar-se muito. Se você se tornar nervoso, pode começar a expressar certos cacoetes ou tiques que vão denunciar seu desconforto e pôr tudo a perder, pois o patrão sentirá sua insegurança.

3 – Pedir o valor justo. Embora pareça incoerente, uma pesquisa recente, promovida pela Columbia Business School, demonstrou que é mais realista e eficiente pedir um aumento de salário mais específico e arredondado.

4 – Seja objetivo, preciso. A imprecisão e ambiguidade põe tudo a perder. Como disse um grande especialista no assunto, "os zeros realmente não vão acrescentar nada à mesa das negociações".

5 – Evitar ceder demais. Em caso de haver recusa por parte do patrão, em conceder aumento, o funcionário deve questionar inteligentemente desta maneira: "o que posso fazer para aumentar meu valor na empresa?". Um feedback deste tipo será muito útil e vai preparar o terreno para a próxima negociação.

Para conferir outras dicas e notícias sobre emprego, acesse o site https://www.trabalhou.com.br/ .

BLOGOLANDIA LTDA.

Avenida Cândido de Abreu, 776 / 803 – Centro Cívico

CEP: 80.530-000 – Curitiba – Paraná – Brasil

www.blogolandialtda.com.br

blogolandiabrasil@gmail.com

+55 (41) 2105-5913

+55 (41) 9 9142 0228

+55 (41) 9 9255 7758

FONTE Site Trabalhou