Sociedade para Povos Ameaçados: crítica da crescente influência do estado autoritário/status consultivo do grupo de direitos humanos é questionada na Organização das Nações Unidas

GÖTTINGEN, Alemanha e BOLZANO, Itália, 31 de maio de 2018 /PRNewswire/ -- A Sociedade para Povos Ameaçados (STP – Society for Threatened Peoples) alertou contra a restrição da liberdade das organizações não governamentais independentes na Organização das Nações Unidas (ONU). "A influência de estados autoritários na organização mundial continua a crescer. Organizações não governamentais não podem ser silenciadas somente porque chamam a atenção para sérias violações dos direitos humanos", disse o diretor da STP, Ulrich Delius. Anteriormente, a China tentou retirar a condição de organização não governamental (ONG) da organização de direitos humanos devido a uma suposta violação das regras da ONU. Após protestos dos estados democráticos, a China finalmente retirou ontem seu pedido em uma reunião do comitê da ONU para ONGs, em Nova York.

"Estamos comprometidos em ajudar as minorias e as nacionalidades perseguidas na ONU há 25 anos. Caso as vozes como as nossas não sejam mais ouvidas, a ONU perde sua credibilidade", disse o presidente da STP International Wolfgang Mayr, do Sul do Tirol.

A China considerou o credenciamento de Dolkun Isa, membro uigur de longa data da STP, em uma conferência da ONU em abril, como uma violação das regras da ONU e chamou o ativista dos direitos humanos de Munique de "terrorista". Esta visão foi oposta no Comitê para ONGs. "Dolkun Isa é um cidadão alemão e uma das vozes mais importantes dos uigures, os quais enfrentam sérias violações dos direitos humanos. Tais vozes não podem ser silenciadas", disse Delius.

A STP convocou uma discussão internacional sobre a crescente influência de estados autoritários na ONU. "As ONGs precisam de maior apoio dos estados democráticos para que continue a ser possível tratar abertamente das violações dos direitos humanos na ONU", explicou Mayr. "Mais e mais estados estão intimidando as ONGs e se recusando a aceitar qualquer crítica", alertou Delius.

Contato: Ulrich Delius +49(0)160-95671403, Wolfgang Mayr +39-0471-974422

FONTE Society for Threatened Peoples (STP)

GÖTTINGEN, Alemanha e BOLZANO, Itália, 31 de maio de 2018 /PRNewswire/ -- A Sociedade para Povos Ameaçados (STP – Society for Threatened Peoples) alertou contra a restrição da liberdade das organizações não governamentais independentes na Organização das Nações Unidas (ONU). "A influência de estados autoritários na organização mundial continua a crescer. Organizações não governamentais não podem ser silenciadas somente porque chamam a atenção para sérias violações dos direitos humanos", disse o diretor da STP, Ulrich Delius. Anteriormente, a China tentou retirar a condição de organização não governamental (ONG) da organização de direitos humanos devido a uma suposta violação das regras da ONU. Após protestos dos estados democráticos, a China finalmente retirou ontem seu pedido em uma reunião do comitê da ONU para ONGs, em Nova York.

"Estamos comprometidos em ajudar as minorias e as nacionalidades perseguidas na ONU há 25 anos. Caso as vozes como as nossas não sejam mais ouvidas, a ONU perde sua credibilidade", disse o presidente da STP International Wolfgang Mayr, do Sul do Tirol.

A China considerou o credenciamento de Dolkun Isa, membro uigur de longa data da STP, em uma conferência da ONU em abril, como uma violação das regras da ONU e chamou o ativista dos direitos humanos de Munique de "terrorista". Esta visão foi oposta no Comitê para ONGs. "Dolkun Isa é um cidadão alemão e uma das vozes mais importantes dos uigures, os quais enfrentam sérias violações dos direitos humanos. Tais vozes não podem ser silenciadas", disse Delius.

A STP convocou uma discussão internacional sobre a crescente influência de estados autoritários na ONU. "As ONGs precisam de maior apoio dos estados democráticos para que continue a ser possível tratar abertamente das violações dos direitos humanos na ONU", explicou Mayr. "Mais e mais estados estão intimidando as ONGs e se recusando a aceitar qualquer crítica", alertou Delius.

Contato: Ulrich Delius +49(0)160-95671403, Wolfgang Mayr +39-0471-974422

FONTE Society for Threatened Peoples (STP)

Você acabou de ler:

Sociedade para Povos Ameaçados: crítica da crescente influência do estado autoritário/status consultivo do grupo de direitos humanos é questionada na Organização das Nações Unidas

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/sociedade-para-povos-ameacados-critica-da-crescente-influencia-do-estado-autoritariostatus-consultivo-do-grupo-de-direitos-humanos-e-questionada-na-organizacao-das-nacoes-unidas/