''Sputnik V'' demonstra eficácia de 97,2% contra o coronavírus e alta segurança durante a vacinação em Belarus

МOSCOU, 15 de setembro de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF, fundo soberano da Federação Russa) divulga os dados do Ministério da Saúde da República de Belarus sobre o uso da vacina russa contra o coronavírus "Sputnik V" durante a campanha de vacinação no país, o que confirma a alta segurança e eficácia do fármaco.

A eficácia da vacina russa contra o coronavírus em Belarus foi de 97,2%. A avaliação da eficácia foi realizada com base em dados de mais de 860 mil pessoas vacinadas com o fármaco russo no período de janeiro a julho de 2021.

Os dados do Ministério da Saúde também confirmam a alta segurança da vacina "Sputnik V" em Belarus:

  • Não há casos de eventos adversos graves após a vacinação;
  • Não há mortes relacionadas à vacina.

Belarus foi tornou o primeiro país estrangeiro (fora da Rússia) a registrar a vacina "Sputnik V" e começou a usá-la para vacinação em massa da população.

O RDIF e seus parceiros realizaram uma transferência tecnológica para possibilitar a produção da vacina "Sputnik V" pela empresa bielorrussa Belmedpreparaty, o que esta vem fazendo com sucesso. Em abril deste ano, a vacina "Sputnik V" produzida em Belarus foi aprovada pelo Ministério da Saúde do país.

O país também registrou a vacina monocomponente "Sputnik Light" (o primeiro componente da vacina "Sputnik V" baseada no adenovírus humano sorotipo 26).

A vacina "Sputnik V" tem vantagens importantes:

  • A eficácia da vacina é de 97,6% com base na análise dos dados de incidência do coronavírus entre russos vacinados com os dois componentes do medicamento no período de 5 de dezembro de 2020 a 31 de março de 2021.
  • A vacina "Sputnik V" é baseada em uma plataforma comprovada e bem estudada de vetores adenovirais humanos, que causam o resfriado comum e que são encontrados pela humanidade há milênios.
  • A vacina Sputnik V é a primeira entre as vacinas contra o coronavírus que usa uma abordagem de boost heterogênea, que se baseia no uso de dois vetores diferentes para duas injeções durante o processo de vacinação. Essa abordagem cria uma imunidade mais forte em comparação com as vacinas que usam o mesmo mecanismo de aplicação para ambas as injeções.
  • A segurança, eficácia e ausência de efeitos negativos de longo prazo das vacinas de adenovírus foram comprovadas em mais de 250 estudos clínicos ao longo de duas décadas.
  • A "Sputnik V" não causa alergias graves.

O Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF) foi fundado em 2011 para investir no capital de empresas principalmente na Rússia, juntamente com os principais investidores financeiros e estratégicos estrangeiros. O fundo atua como um catalisador para o investimento direto na economia russa. No momento, o RDIF tem um histórico de sucesso na implementação conjunta de mais de 80 projetos com parceiros estrangeiros com um volume total de mais de 1,9 trilhão de rublos, cobrindo 95% das regiões russas. As empresas do portfólio do RDIF empregam mais de 800.000 funcionários e sua receita anual é de 6% do PIB da Rússia. O RDIF estabeleceu parcerias estratégicas conjuntas com os principais co-investidores internacionais de 18 países, totalizando mais de US$ 40 bilhões. Mais informações podem ser encontradas no site: rdif.ru

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1140939/Russian_Direct_Investment_Fund_Logo.jpg

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

МOSCOU, 15 de setembro de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF, fundo soberano da Federação Russa) divulga os dados do Ministério da Saúde da República de Belarus sobre o uso da vacina russa contra o coronavírus "Sputnik V" durante a campanha de vacinação no país, o que confirma a alta segurança e eficácia do fármaco.

A eficácia da vacina russa contra o coronavírus em Belarus foi de 97,2%. A avaliação da eficácia foi realizada com base em dados de mais de 860 mil pessoas vacinadas com o fármaco russo no período de janeiro a julho de 2021.

Os dados do Ministério da Saúde também confirmam a alta segurança da vacina "Sputnik V" em Belarus:

  • Não há casos de eventos adversos graves após a vacinação;
  • Não há mortes relacionadas à vacina.

Belarus foi tornou o primeiro país estrangeiro (fora da Rússia) a registrar a vacina "Sputnik V" e começou a usá-la para vacinação em massa da população.

O RDIF e seus parceiros realizaram uma transferência tecnológica para possibilitar a produção da vacina "Sputnik V" pela empresa bielorrussa Belmedpreparaty, o que esta vem fazendo com sucesso. Em abril deste ano, a vacina "Sputnik V" produzida em Belarus foi aprovada pelo Ministério da Saúde do país.

O país também registrou a vacina monocomponente "Sputnik Light" (o primeiro componente da vacina "Sputnik V" baseada no adenovírus humano sorotipo 26).

A vacina "Sputnik V" tem vantagens importantes:

  • A eficácia da vacina é de 97,6% com base na análise dos dados de incidência do coronavírus entre russos vacinados com os dois componentes do medicamento no período de 5 de dezembro de 2020 a 31 de março de 2021.
  • A vacina "Sputnik V" é baseada em uma plataforma comprovada e bem estudada de vetores adenovirais humanos, que causam o resfriado comum e que são encontrados pela humanidade há milênios.
  • A vacina Sputnik V é a primeira entre as vacinas contra o coronavírus que usa uma abordagem de boost heterogênea, que se baseia no uso de dois vetores diferentes para duas injeções durante o processo de vacinação. Essa abordagem cria uma imunidade mais forte em comparação com as vacinas que usam o mesmo mecanismo de aplicação para ambas as injeções.
  • A segurança, eficácia e ausência de efeitos negativos de longo prazo das vacinas de adenovírus foram comprovadas em mais de 250 estudos clínicos ao longo de duas décadas.
  • A "Sputnik V" não causa alergias graves.

O Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF) foi fundado em 2011 para investir no capital de empresas principalmente na Rússia, juntamente com os principais investidores financeiros e estratégicos estrangeiros. O fundo atua como um catalisador para o investimento direto na economia russa. No momento, o RDIF tem um histórico de sucesso na implementação conjunta de mais de 80 projetos com parceiros estrangeiros com um volume total de mais de 1,9 trilhão de rublos, cobrindo 95% das regiões russas. As empresas do portfólio do RDIF empregam mais de 800.000 funcionários e sua receita anual é de 6% do PIB da Rússia. O RDIF estabeleceu parcerias estratégicas conjuntas com os principais co-investidores internacionais de 18 países, totalizando mais de US$ 40 bilhões. Mais informações podem ser encontradas no site: rdif.ru

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1140939/Russian_Direct_Investment_Fund_Logo.jpg

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

Você acabou de ler:

''Sputnik V'' demonstra eficácia de 97,2% contra o coronavírus e alta segurança durante a vacinação em Belarus

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/sputnik-v-demonstra-eficacia-de-972-contra-o-coronavirus-e-alta-seguranca-durante-a-vacinacao-em-belarus/