Sputnik V mostra 80% de efetividade contra COVID a longo prazo em San Marino, de 6 a 8 meses após a segunda dose

MOSCOU, 24 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, fundo soberano da Rússia) anuncia dados do mundo real do Ministério da Saúde da República de San Marino sobre a vacina russa Sputnik V, demonstrando 80% de efetividade contra infecções do coronavírus de 6 a 8 meses após a administração da segunda dose.

A efetividade da Sputnik V em 6-8 meses é muito maior do que a eficácia publicada oficialmente das vacinas mRNA. A equipe da Sputnik acredita que as vacinas adenovirais proporcionam maior eficácia do que as vacinas mRNA devido a anticorpos mais longos e resposta de célulasT.

Os dados são baseados no número de infecções por COVID em San Marino em novembro de 2021. A efetividade foi calculada com base em dados obtidos de mais de 18.600 indivíduos totalmente vacinados com Sputnik V há pelo menos 5 meses antes de novembro.

A taxa de internação com infecção por COVID após a vacinação com o Sputnik V em San Marino foi de apenas 0,75 por 1.000 pessoas durante toda a vacinação em massa no país de fevereiro a novembro de 2021. Essa taxa é mais de 2 vezes menor do que a das outras vacinas usadas no país.

Mais de 70% da população adulta de San Marino foi vacinada com a Sputnik V.

Um artigo publicado na EClinicalMedicine (uma revista clínica de acesso aberto publicada pela The Lancet, uma das mais respeitadas revistas médicas do mundo) em julho demonstrou alto perfil de segurança da vacina russa em San Marino. Em particular, a Sputnik V mostrou perfil de alta tolerância em pessoas com idade ≥60 anos, com todos os relatos de eventos adversos leves ou moderados e duração de menos de 2 dias.

A Sputnik V foi pioneira na abordagem heterogênea (um "coquetel de vacina" usando o sorotipo 26 do adenovírus humano como o primeiro componente e sorotipo de adenovírus humano 5 como o segundo componente). Esta abordagem foi comprovadamente bem sucedida na criação de uma imunidade mais longa e mais durável contra o coronavírus. A equipe Sputnik ofereceu a dose de reforço (a vacina de dose única Sputnik Light) para prolongar e fortalecer a resposta imune de outras vacinas e assumiu a liderança no início de parcerias em todo o mundo para realizar estudos conjuntos sobre a combinação da Sputnik Light com vacinas de outros produtores.

              

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

MOSCOU, 24 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, fundo soberano da Rússia) anuncia dados do mundo real do Ministério da Saúde da República de San Marino sobre a vacina russa Sputnik V, demonstrando 80% de efetividade contra infecções do coronavírus de 6 a 8 meses após a administração da segunda dose.

A efetividade da Sputnik V em 6-8 meses é muito maior do que a eficácia publicada oficialmente das vacinas mRNA. A equipe da Sputnik acredita que as vacinas adenovirais proporcionam maior eficácia do que as vacinas mRNA devido a anticorpos mais longos e resposta de célulasT.

Os dados são baseados no número de infecções por COVID em San Marino em novembro de 2021. A efetividade foi calculada com base em dados obtidos de mais de 18.600 indivíduos totalmente vacinados com Sputnik V há pelo menos 5 meses antes de novembro.

A taxa de internação com infecção por COVID após a vacinação com o Sputnik V em San Marino foi de apenas 0,75 por 1.000 pessoas durante toda a vacinação em massa no país de fevereiro a novembro de 2021. Essa taxa é mais de 2 vezes menor do que a das outras vacinas usadas no país.

Mais de 70% da população adulta de San Marino foi vacinada com a Sputnik V.

Um artigo publicado na EClinicalMedicine (uma revista clínica de acesso aberto publicada pela The Lancet, uma das mais respeitadas revistas médicas do mundo) em julho demonstrou alto perfil de segurança da vacina russa em San Marino. Em particular, a Sputnik V mostrou perfil de alta tolerância em pessoas com idade ≥60 anos, com todos os relatos de eventos adversos leves ou moderados e duração de menos de 2 dias.

A Sputnik V foi pioneira na abordagem heterogênea (um "coquetel de vacina" usando o sorotipo 26 do adenovírus humano como o primeiro componente e sorotipo de adenovírus humano 5 como o segundo componente). Esta abordagem foi comprovadamente bem sucedida na criação de uma imunidade mais longa e mais durável contra o coronavírus. A equipe Sputnik ofereceu a dose de reforço (a vacina de dose única Sputnik Light) para prolongar e fortalecer a resposta imune de outras vacinas e assumiu a liderança no início de parcerias em todo o mundo para realizar estudos conjuntos sobre a combinação da Sputnik Light com vacinas de outros produtores.

              

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

Você acabou de ler:

Sputnik V mostra 80% de efetividade contra COVID a longo prazo em San Marino, de 6 a 8 meses após a segunda dose

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/sputnik-v-mostra-80-de-efetividade-contra-covid-a-longo-prazo-em-san-marino-de-6-a-8-meses-apos-a-segunda-dose/