Stone patrocina Semana Olímpica de Matemática

Evento nacional, realizado no Recife até sábado, reúne estudantes que venceram a 43ª Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) e o 2º Torneio Meninas na Matemática

SÃO PAULO, 22 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- O Recife (PE) é sede da 25ª Semana Olímpica, que vai até este sábado (23), no Hotel Canariu's d'Gaibú, no Cabo de Santo Agostinho. Participam do evento alunos de todo o Brasil, a partir do 6º ano do Ensino Fundamental até jovens universitários, todos vencedores da 43ª Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) e do 2º Torneio Meninas na Matemática (TM²).

A Stone é patrocinadora oficial do evento, por meio do Stone Impacta, seu braço social. Além de promover o engajamento dos jovens para desenvolverem suas potencialidades matemáticas com excelência e transformar o ambiente educacional das mais diversas regiões do Brasil, a Stone está fomentando uma cultura local de treinamento para competições matemáticas, com polos educacionais presentes em todas as regiões do país.

Durante a Semana Olímpica, os estudantes participam de aulas avançadas de Matemática e frequentam palestras de orientação acadêmica, ministradas por um seleto grupo de professores de diversas partes do Brasil, com ampla experiência em treinamentos para competições de Matemática. O encontro também oferece uma ótima oportunidade para os participantes compartilharem interesses e estreitarem laços de amizade com colegas de diversas regiões do Brasil, além de participarem da Cerimônia de Premiação da 43ª OBM e do 2º TM² e receberem suas medalhas.

Segundo Augusto Lins, presidente da Stone, há diversos estudos mostrando que a participação nas olimpíadas tem se mostrado uma estratégia importante de mobilidade social consistente, ou seja, essa juventude que participa é capaz de produzir resultados e evoluir econômica e socialmente, mudando suas condições de vida, das suas famílias e pessoas no seu entorno.

"O Stone Impacta investe em Educação para Altas Habilidades porque acredita no potencial ainda pouco explorado dos jovens brasileiros, e que está neles a chave da verdadeira transformação social. A paixão por resolver desafios complexos os leva a trabalhos de alto desafio intelectual e, consequentemente, que proporcionam mobilidade social. A Stone apoia este ciclo virtuoso", destaca Lins.

Para Lins, é importante atender a um conjunto de jovens com altas habilidades que é desassistido no Brasil. Eles são vistos como "diamantes brutos" que, com educação de alta qualidade, são preparados para desafios maiores. Um desses casos é Cecília Mileski de Paula (17), que se classificou na edição nacional e, após realizar a prova, também ganhou medalha na Olimpíada Internacional Feminina de Matemática. "Depois que eu comecei a participar das olimpíadas e admirar os modelos femininos, eu coloquei um objetivo pra mim que queria ser como elas e fazer coisas extraordinárias", conta Cecília, que é estudante do 2º ano do Ensino Médio.

A partir da percepção de que as olimpíadas mudam vidas, a jovem conta que toda sua rotina e seu comportamento se transformaram para acertar o seu alvo. E esse movimento deu frutos. "O destaque no rendimento escolar permitiu que eu recebesse uma bolsa de estudo em um colégio particular. E não foi somente a OBM que me trouxe oportunidades. O Torneio Meninas na Matemática me deu visibilidade e abriu espaço para eu me destacar nesta área", complementa Cecília.

Duas décadas dedicadas à Olimpíada Brasileira de Matemática

O professor Samuel Barbosa Feitosa, de 36 anos, dedicou-se ao estudo e à pesquisa relacionados à Matemática e hoje é Membro da Comissão Nacional de Olimpíadas da SBM. O mais curioso é que a trajetória de Samuel com a OBM começou há mais de duas décadas.

"Participei sete vezes da OBM, como estudante, e fui para a Semana Olímpica ainda adolescente. Inclusive, em 2001, foi minha primeira viagem de avião. Alguns anos após essa primeira experiência, passei a integrar o grupo de professores para o evento. Muitos dos melhores amigos que formei na vida foram feitos na Semana Olímpica, e, após cada participação, o desejo de poder ir mais uma vez sempre foi grande motivador para meus estudos", ressalta Samuel.

Feitosa explica que a Semana Olímpica é um prêmio aos alunos pela conquista das olimpíadas nacionais. "As interações entre alunos, professores e pesquisadores influenciam de forma decisiva a escolha das carreiras profissionais desses jovens talentosos. Grande parte opta por seguir carreiras tecnológicas e científicas, geralmente ocupando posições de destaque e contribuindo para a formação de recursos humanos de alta qualidade para o país. O contato precoce desses alunos com cursos de alto nível potencializa o leque de oportunidades que se abre a todos eles", complementa. 

Sem apoio, diz, os projetos da OBM seriam inviáveis. "Os parceiros da Stone são muito criativos, engajados e flexíveis para contornar as dificuldades e as complexidades que um projeto em nível nacional apresenta. O Brasil ainda é um país muito desigual e sua enorme extensão traz desafios naturais de integração. A OBM conta com apoio fundamental das agências de fomento do Governo Federal, como o CNPq, e também da Stone Impacta, que preenche lacunas de suporte onde o setor público teria muita dificuldade em atuar", finaliza Samuel.

Sobre o Stone Impacta

É o braço de investimento social da Stone, que possui duas principais frentes de investimento social: (a) educação para altas habilidades e superdotação; e (b) empreendedorismo para a base da pirâmide, apoiando instituições que atuam nessas áreas. 

Sobre a Stone

Empresa de tecnologia financeira que possui uma plataforma de soluções completas, cujo propósito é melhorar a vida do empreendedor brasileiro, ajudando-o a vender mais, gerir melhor o seu negócio e crescer sempre. Por meio de tecnologia e inovação, contribui para o fortalecimento e a evolução do mercado. Com clientes espalhados por todo o Brasil, desenvolve um relacionamento próximo e personalizado com cada um dos lojistas que atende.

 

FONTE Stone

Evento nacional, realizado no Recife até sábado, reúne estudantes que venceram a 43ª Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) e o 2º Torneio Meninas na Matemática

SÃO PAULO, 22 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- O Recife (PE) é sede da 25ª Semana Olímpica, que vai até este sábado (23), no Hotel Canariu's d'Gaibú, no Cabo de Santo Agostinho. Participam do evento alunos de todo o Brasil, a partir do 6º ano do Ensino Fundamental até jovens universitários, todos vencedores da 43ª Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) e do 2º Torneio Meninas na Matemática (TM²).

A Stone é patrocinadora oficial do evento, por meio do Stone Impacta, seu braço social. Além de promover o engajamento dos jovens para desenvolverem suas potencialidades matemáticas com excelência e transformar o ambiente educacional das mais diversas regiões do Brasil, a Stone está fomentando uma cultura local de treinamento para competições matemáticas, com polos educacionais presentes em todas as regiões do país.

Durante a Semana Olímpica, os estudantes participam de aulas avançadas de Matemática e frequentam palestras de orientação acadêmica, ministradas por um seleto grupo de professores de diversas partes do Brasil, com ampla experiência em treinamentos para competições de Matemática. O encontro também oferece uma ótima oportunidade para os participantes compartilharem interesses e estreitarem laços de amizade com colegas de diversas regiões do Brasil, além de participarem da Cerimônia de Premiação da 43ª OBM e do 2º TM² e receberem suas medalhas.

Segundo Augusto Lins, presidente da Stone, há diversos estudos mostrando que a participação nas olimpíadas tem se mostrado uma estratégia importante de mobilidade social consistente, ou seja, essa juventude que participa é capaz de produzir resultados e evoluir econômica e socialmente, mudando suas condições de vida, das suas famílias e pessoas no seu entorno.

"O Stone Impacta investe em Educação para Altas Habilidades porque acredita no potencial ainda pouco explorado dos jovens brasileiros, e que está neles a chave da verdadeira transformação social. A paixão por resolver desafios complexos os leva a trabalhos de alto desafio intelectual e, consequentemente, que proporcionam mobilidade social. A Stone apoia este ciclo virtuoso", destaca Lins.

Para Lins, é importante atender a um conjunto de jovens com altas habilidades que é desassistido no Brasil. Eles são vistos como "diamantes brutos" que, com educação de alta qualidade, são preparados para desafios maiores. Um desses casos é Cecília Mileski de Paula (17), que se classificou na edição nacional e, após realizar a prova, também ganhou medalha na Olimpíada Internacional Feminina de Matemática. "Depois que eu comecei a participar das olimpíadas e admirar os modelos femininos, eu coloquei um objetivo pra mim que queria ser como elas e fazer coisas extraordinárias", conta Cecília, que é estudante do 2º ano do Ensino Médio.

A partir da percepção de que as olimpíadas mudam vidas, a jovem conta que toda sua rotina e seu comportamento se transformaram para acertar o seu alvo. E esse movimento deu frutos. "O destaque no rendimento escolar permitiu que eu recebesse uma bolsa de estudo em um colégio particular. E não foi somente a OBM que me trouxe oportunidades. O Torneio Meninas na Matemática me deu visibilidade e abriu espaço para eu me destacar nesta área", complementa Cecília.

Duas décadas dedicadas à Olimpíada Brasileira de Matemática

O professor Samuel Barbosa Feitosa, de 36 anos, dedicou-se ao estudo e à pesquisa relacionados à Matemática e hoje é Membro da Comissão Nacional de Olimpíadas da SBM. O mais curioso é que a trajetória de Samuel com a OBM começou há mais de duas décadas.

"Participei sete vezes da OBM, como estudante, e fui para a Semana Olímpica ainda adolescente. Inclusive, em 2001, foi minha primeira viagem de avião. Alguns anos após essa primeira experiência, passei a integrar o grupo de professores para o evento. Muitos dos melhores amigos que formei na vida foram feitos na Semana Olímpica, e, após cada participação, o desejo de poder ir mais uma vez sempre foi grande motivador para meus estudos", ressalta Samuel.

Feitosa explica que a Semana Olímpica é um prêmio aos alunos pela conquista das olimpíadas nacionais. "As interações entre alunos, professores e pesquisadores influenciam de forma decisiva a escolha das carreiras profissionais desses jovens talentosos. Grande parte opta por seguir carreiras tecnológicas e científicas, geralmente ocupando posições de destaque e contribuindo para a formação de recursos humanos de alta qualidade para o país. O contato precoce desses alunos com cursos de alto nível potencializa o leque de oportunidades que se abre a todos eles", complementa. 

Sem apoio, diz, os projetos da OBM seriam inviáveis. "Os parceiros da Stone são muito criativos, engajados e flexíveis para contornar as dificuldades e as complexidades que um projeto em nível nacional apresenta. O Brasil ainda é um país muito desigual e sua enorme extensão traz desafios naturais de integração. A OBM conta com apoio fundamental das agências de fomento do Governo Federal, como o CNPq, e também da Stone Impacta, que preenche lacunas de suporte onde o setor público teria muita dificuldade em atuar", finaliza Samuel.

Sobre o Stone Impacta

É o braço de investimento social da Stone, que possui duas principais frentes de investimento social: (a) educação para altas habilidades e superdotação; e (b) empreendedorismo para a base da pirâmide, apoiando instituições que atuam nessas áreas. 

Sobre a Stone

Empresa de tecnologia financeira que possui uma plataforma de soluções completas, cujo propósito é melhorar a vida do empreendedor brasileiro, ajudando-o a vender mais, gerir melhor o seu negócio e crescer sempre. Por meio de tecnologia e inovação, contribui para o fortalecimento e a evolução do mercado. Com clientes espalhados por todo o Brasil, desenvolve um relacionamento próximo e personalizado com cada um dos lojistas que atende.

 

FONTE Stone

Você acabou de ler:

Stone patrocina Semana Olímpica de Matemática

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/stone-patrocina-semana-olimpica-de-matematica/