Supermicro e Universidade Goethe de Frankfurt disponibilizam solução informática de alto desempenho para pesquisas sobre COVID e de física

A Supermicro disponibiliza servidores avançados com GPU AMD com o dobro da largura de banda de I/O e 200 Gb de rede para o centro de supercomputadores CSC da Universidade Goethe de Frankfurt para ajudar pesquisas com intensa computação

SÃO JOSÉ, Califórnia, 24 de junho de 2020 /PRNewswire/ -- A Super Micro Computer, Inc. (Nasdaq: SMCI), uma líder mundial em computação empresarial, armazenamento, soluções de rede e tecnologia de computação ecológica, anunciou hoje que o Centro de Computação Científica (Center for Scientific Computing, CSC) escolheu o servidor 4U 8 GPU A+ Supermicro com PCI-E Gen 4 e 200 Gb/s (AS -4124GS-TNR) de rede como base para sua próxima geração de servidores de computação de alto desempenho (High-Performance Computing, HPC).  A CSC é uma iniciativa do Instituto de Estudos Avançados de Frankfurt e da Johann Wolfgang Goethe-Universität Frankfurt am Main.

O AS-4124GS-TNR Supermicro é um servidor avançado de última geração que possui processadores EPYC™ AMD que foram concebidos para eliminar problemas na transferência de dados entre a memória principal do servidor e as GPUs. Quando equipado com aceleradores de GPU Radeon Instinct™ MI50, este servidor permite aos pesquisadores realizar suas pesquisas de forma excepcionalmente rápida.

"A Supermicro está entusiasmada por novamente associar-se ao principal centro de HPC da Universidade Goethe de Frankfurt para fornecer nosso novo e potente servidor A+ com excepcional desempenho de CPU, GPU e rede", disse Vik Malyala, vice-presidente sênior da Supermicro. "Continuamos a inovar nossos produtos para que nossos clientes tenham uma vasta gama de opções para satisfazer suas necessidades com os melhores componentes. Os clusters baseados nestas CPUs EPYC AMD e servidores de GPU Radeon Instinct MI50 de segunda geração fornecem facilmente um desempenho de pico e eficiência para uma vasta gama de programas. Pesquisadores podem utilizar soluções inovadoras de inteligência artificial (IA) com estes recursos avançados. A Supermicro aguarda com expectativa uma parceria produtiva e mutuamente benéfica com a Universidade Goethe".

A Universidade Goethe de Frankfurt possui um importante centro de supercomputadores que é utilizado por diversos cientistas e pesquisadores internacionais. Foi necessário um novo e poderoso supercomputador para ajudar pesquisadores de várias áreas que necessitavam de uma capacidade de processamento significativamente maior. A equipe designada para projetar e escolher o novo supercomputador pesquisou várias soluções de servidores que continham CPUs e GPUs. De interesse prático foi um sistema que suportava a especificação PCI Express 4.0, que permite até 64 GB/segundo de transferência de dados entre a memória do host e da GPU. Este requisito de desempenho é fundamental para os programas que precisam trocar dados com a GPU. As interfaces PCI Express anteriores eram lentas demais para programas de alto desempenho que dependiam das GPUs mais rápidas disponíveis, e por isso, era necessário um sistema com a prontidão do barramento PCI Express 4.0.

"Durante a criação e agora na fase de implementação do nosso mais recente supercomputador, nossa parceria com a Supermicro e a AMD tem sido fundamental", afirmou o Prof. Dr. Volker Lindenstruth, presidente de arquitetura do HPC da Universidade Goethe. "Temos sido capazes de colaborar com seus engenheiros técnicos para descrever nossos desafios computacionais e nossos potenciais problemas com base nas gerações anteriores de servidores". Tanto a Supermicro como a AMD responderam com um sistema equilibrado que pode ser facilmente utilizado por uma vasta gama de cientistas que requerem um cluster escalável e otimizado de servidores rápidos para suas pesquisas. Especialmente o design, que permite a integração de oito GPUs e até duas placas de rede de conectividade de 200 Gb/s sem qualquer switch PCI Express oferece claras vantagens para o desempenho dos programas".

O centro de supercomputação da Universidade Goethe de Frankfurt é utilizado por diversos tipos de pesquisadores e cientistas. Ao utilizar servidores que contêm CPUs, GPUs e redes de última geração, programas que vão desde a física das partículas até a simulações de alterações climáticas podem ser executados e acelerados nos servidores AS -4124GS-TNR. Além disso, foram feitos pedidos de tempo de sistema para programas de química computacional, simulações de estrelas de nêutrons e pesquisas sobre QCD de rede. Todos estes programas (e outros) dependem do poderoso desempenho dos aceleradores Radeon Instinct MI50 AMD. Recentemente (meados de 2020), a Universidade Goethe de Frankfurt começou a utilizar tecnologias HPC para simular a propagação do vírus COVID-19, a fim de compreender como a propagação de futuras pandemias poderia ser evitada.

"Os supercomputadores exigem hoje uma potência computacional sem precedentes para realizar simulações em grande escala e análises médicas complexas que são fundamentais para direcionar pesquisas de última geração. No centro destes sistemas está a mais recente tecnologia de CPU e GPU", disse Forrest Norrod, vice-presidente sênior e diretor geral do centro de dados e grupo de sistemas incorporados da AMD. "Os processadores EPYC™ AMD e GPUs Radeon Instinct™ MI50 que alimentam o mais recente servidor da Supermicro fornecem largura de banda de I/O líder e desempenho excepcional para obter melhores resultados mais rapidamente para nossos desafios científicos mais exigentes".

A Universidade Goethe de Frankfurt realizou várias comparações para compreender o desempenho do AS -4124GS-TNR selecionado como servidor, o AS -4124GS-TNR tinha CPUs EPYC AMD e aceleradores Radeon Instinct MI50 AMD de segunda geração. 

Uma comparação ainda mais relevante é a forma como o sistema funciona quando são executadas múltiplas tarefas independentes que utilizam todos os núcleos disponíveis. O objetivo deste tipo de comparação é compreender a utilização no mundo real de um servidor e avaliar o desempenho dos programas sendo executados ao mesmo tempo. O sistema otimizado que suporta CPUs, GPUs, I/O e rede de alto desempenho mostrou que os programas HPC não são dramaticamente afetados por outros programas ativos, demonstrando a arquitetura superior do design equilibrado do sistema.

Para informações mais detalhadas sobre este servidor A+ Supermicro, acesse aqui.

Siga a Supermicro no LinkedIn, TwitterFacebook para saber as últimas notícias e comunicados.

Sobre a Super Micro Computer, Inc. 

A Supermicro®, inovadora líder em tecnologia de servidores de alto desempenho e alta eficiência, é uma grande fornecedora de Building Block Solutions® de servidores avançados para centros de dados, computação em nuvem, TI empresarial, Hadoop/Big Data, HPC e sistemas embutidos em todo o mundo. A Supermicro assumiu o compromisso de proteger o meio ambiente através da iniciativa "We Keep IT Green®" e fornece a seus clientes as soluções mais eficientes energeticamente e ecológicas disponíveis no mercado.

Supermicro, SuperBlade, BigTwin, TwinPro, Server Building Block Solutions e We Keep IT Green são marcas comerciais e/ou marcas comerciais registradas da Super Micro Computer, Inc.

AMD, o logotipo AMD Arrow, EPYC e Radeon Instinct e combinações desses são marcas comerciais da Advanced Micro Devices, Inc.

Todas as demais marcas, nomes e marcas comerciais pertencem a seus respectivos proprietários.

SMCI-F

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1195750/Goethe_University.jpg

FONTE Super Micro Computer, Inc.

A Supermicro disponibiliza servidores avançados com GPU AMD com o dobro da largura de banda de I/O e 200 Gb de rede para o centro de supercomputadores CSC da Universidade Goethe de Frankfurt para ajudar pesquisas com intensa computação

SÃO JOSÉ, Califórnia, 24 de junho de 2020 /PRNewswire/ -- A Super Micro Computer, Inc. (Nasdaq: SMCI), uma líder mundial em computação empresarial, armazenamento, soluções de rede e tecnologia de computação ecológica, anunciou hoje que o Centro de Computação Científica (Center for Scientific Computing, CSC) escolheu o servidor 4U 8 GPU A+ Supermicro com PCI-E Gen 4 e 200 Gb/s (AS -4124GS-TNR) de rede como base para sua próxima geração de servidores de computação de alto desempenho (High-Performance Computing, HPC).  A CSC é uma iniciativa do Instituto de Estudos Avançados de Frankfurt e da Johann Wolfgang Goethe-Universität Frankfurt am Main.

O AS-4124GS-TNR Supermicro é um servidor avançado de última geração que possui processadores EPYC™ AMD que foram concebidos para eliminar problemas na transferência de dados entre a memória principal do servidor e as GPUs. Quando equipado com aceleradores de GPU Radeon Instinct™ MI50, este servidor permite aos pesquisadores realizar suas pesquisas de forma excepcionalmente rápida.

"A Supermicro está entusiasmada por novamente associar-se ao principal centro de HPC da Universidade Goethe de Frankfurt para fornecer nosso novo e potente servidor A+ com excepcional desempenho de CPU, GPU e rede", disse Vik Malyala, vice-presidente sênior da Supermicro. "Continuamos a inovar nossos produtos para que nossos clientes tenham uma vasta gama de opções para satisfazer suas necessidades com os melhores componentes. Os clusters baseados nestas CPUs EPYC AMD e servidores de GPU Radeon Instinct MI50 de segunda geração fornecem facilmente um desempenho de pico e eficiência para uma vasta gama de programas. Pesquisadores podem utilizar soluções inovadoras de inteligência artificial (IA) com estes recursos avançados. A Supermicro aguarda com expectativa uma parceria produtiva e mutuamente benéfica com a Universidade Goethe".

A Universidade Goethe de Frankfurt possui um importante centro de supercomputadores que é utilizado por diversos cientistas e pesquisadores internacionais. Foi necessário um novo e poderoso supercomputador para ajudar pesquisadores de várias áreas que necessitavam de uma capacidade de processamento significativamente maior. A equipe designada para projetar e escolher o novo supercomputador pesquisou várias soluções de servidores que continham CPUs e GPUs. De interesse prático foi um sistema que suportava a especificação PCI Express 4.0, que permite até 64 GB/segundo de transferência de dados entre a memória do host e da GPU. Este requisito de desempenho é fundamental para os programas que precisam trocar dados com a GPU. As interfaces PCI Express anteriores eram lentas demais para programas de alto desempenho que dependiam das GPUs mais rápidas disponíveis, e por isso, era necessário um sistema com a prontidão do barramento PCI Express 4.0.

"Durante a criação e agora na fase de implementação do nosso mais recente supercomputador, nossa parceria com a Supermicro e a AMD tem sido fundamental", afirmou o Prof. Dr. Volker Lindenstruth, presidente de arquitetura do HPC da Universidade Goethe. "Temos sido capazes de colaborar com seus engenheiros técnicos para descrever nossos desafios computacionais e nossos potenciais problemas com base nas gerações anteriores de servidores". Tanto a Supermicro como a AMD responderam com um sistema equilibrado que pode ser facilmente utilizado por uma vasta gama de cientistas que requerem um cluster escalável e otimizado de servidores rápidos para suas pesquisas. Especialmente o design, que permite a integração de oito GPUs e até duas placas de rede de conectividade de 200 Gb/s sem qualquer switch PCI Express oferece claras vantagens para o desempenho dos programas".

O centro de supercomputação da Universidade Goethe de Frankfurt é utilizado por diversos tipos de pesquisadores e cientistas. Ao utilizar servidores que contêm CPUs, GPUs e redes de última geração, programas que vão desde a física das partículas até a simulações de alterações climáticas podem ser executados e acelerados nos servidores AS -4124GS-TNR. Além disso, foram feitos pedidos de tempo de sistema para programas de química computacional, simulações de estrelas de nêutrons e pesquisas sobre QCD de rede. Todos estes programas (e outros) dependem do poderoso desempenho dos aceleradores Radeon Instinct MI50 AMD. Recentemente (meados de 2020), a Universidade Goethe de Frankfurt começou a utilizar tecnologias HPC para simular a propagação do vírus COVID-19, a fim de compreender como a propagação de futuras pandemias poderia ser evitada.

"Os supercomputadores exigem hoje uma potência computacional sem precedentes para realizar simulações em grande escala e análises médicas complexas que são fundamentais para direcionar pesquisas de última geração. No centro destes sistemas está a mais recente tecnologia de CPU e GPU", disse Forrest Norrod, vice-presidente sênior e diretor geral do centro de dados e grupo de sistemas incorporados da AMD. "Os processadores EPYC™ AMD e GPUs Radeon Instinct™ MI50 que alimentam o mais recente servidor da Supermicro fornecem largura de banda de I/O líder e desempenho excepcional para obter melhores resultados mais rapidamente para nossos desafios científicos mais exigentes".

A Universidade Goethe de Frankfurt realizou várias comparações para compreender o desempenho do AS -4124GS-TNR selecionado como servidor, o AS -4124GS-TNR tinha CPUs EPYC AMD e aceleradores Radeon Instinct MI50 AMD de segunda geração. 

Uma comparação ainda mais relevante é a forma como o sistema funciona quando são executadas múltiplas tarefas independentes que utilizam todos os núcleos disponíveis. O objetivo deste tipo de comparação é compreender a utilização no mundo real de um servidor e avaliar o desempenho dos programas sendo executados ao mesmo tempo. O sistema otimizado que suporta CPUs, GPUs, I/O e rede de alto desempenho mostrou que os programas HPC não são dramaticamente afetados por outros programas ativos, demonstrando a arquitetura superior do design equilibrado do sistema.

Para informações mais detalhadas sobre este servidor A+ Supermicro, acesse aqui.

Siga a Supermicro no LinkedIn, TwitterFacebook para saber as últimas notícias e comunicados.

Sobre a Super Micro Computer, Inc. 

A Supermicro®, inovadora líder em tecnologia de servidores de alto desempenho e alta eficiência, é uma grande fornecedora de Building Block Solutions® de servidores avançados para centros de dados, computação em nuvem, TI empresarial, Hadoop/Big Data, HPC e sistemas embutidos em todo o mundo. A Supermicro assumiu o compromisso de proteger o meio ambiente através da iniciativa "We Keep IT Green®" e fornece a seus clientes as soluções mais eficientes energeticamente e ecológicas disponíveis no mercado.

Supermicro, SuperBlade, BigTwin, TwinPro, Server Building Block Solutions e We Keep IT Green são marcas comerciais e/ou marcas comerciais registradas da Super Micro Computer, Inc.

AMD, o logotipo AMD Arrow, EPYC e Radeon Instinct e combinações desses são marcas comerciais da Advanced Micro Devices, Inc.

Todas as demais marcas, nomes e marcas comerciais pertencem a seus respectivos proprietários.

SMCI-F

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1195750/Goethe_University.jpg

FONTE Super Micro Computer, Inc.

Você acabou de ler:

Supermicro e Universidade Goethe de Frankfurt disponibilizam solução informática de alto desempenho para pesquisas sobre COVID e de física

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/supermicro-e-universidade-goethe-de-frankfurt-disponibilizam-solucao-informatica-de-alto-desempenho-para-pesquisas-sobre-covid-e-de-fisica/