Teresa Surita (MDB) foi a primeira gestora pública do Brasil que garantiu 7 meses de licença maternidade a servidoras

BOA VISTA, Brasil, 22 de junho de 2022 /PRNewswire/ -- Boa Vista, capital de Roraima onde vivem cerca de 70% da população do Estado, é a única cidade do Brasil, dentre os mais de 5.500 municípios brasileiros, que garante sete meses de licença maternidade a servidoras públicas. O benefício é concedido desde janeiro de 2020, quando Teresa Surita ainda estava à frente do governo municipal.

A lei, criada por Teresa, reforça a política pública da Primeira Infância e o cuidado com as mães servidoras, que passam mais tempo com os filhos.  À época da medida, a Prefeitura de Boa Vista tinha mais de 7.000 servidoras públicas mulheres que poderiam ser beneficiadas com 210 dias de licença maternidade.

A iniciativa de Teresa colocou Boa Vista em outro patamar relacionado ao cuidado e à valorização dos servidores públicos. "Só quem é mãe sabe da importância de 30 dias a mais com o filho recém-nascido. Ter a mãe por perto nesse período traz inúmeros benefícios para a criança, que incluem o fortalecimento de vínculos, um melhor desenvolvimento afetivo, cognitivo e de aprendizagem, isso porque sua presença dentro de casa traz mais amor, afeto, carinho e cuidado", explica Teresa.

A psicóloga Elane Florêncio ressalta ainda que a licença estendida permite que a mãe acompanhe a introdução alimentar no período indicado pela Organização Mundial Saúde, uma vez que esse processo, feito pela mãe, faz com que a criança se sinta mais segura para aceitar novos alimentos. "O ideal é que a mãe possa acompanhar essa fase antes que ela retorne ao trabalho. Assim o bebê vai se sentir mais seguro, passando pelo momento de transição junto à mãe. Como é que essa mãe vai voltar ao trabalho com seis meses de licença-maternidade, sendo que neste período o bebê estará passando pela transição alimentar? Então, a extensão do período de licença maternidade para as mães aprimora ainda mais a qualidade do tempo que elas se dedicam a seus bebês.", explica.

Teresa transformou Boa Vista na Capital da 1º Infância

Ao andar pelas ruas de Boa Vista, é fácil notar esse olhar e as ações do governo de Teresa com a 1ª infância. São grandes praças modernas e bem cuidadas, com equipamentos apropriados e pensados para cada idade, as selvinhas amazônicas com animais em tamanho gigante, calçadas interativas, escolas com robótica, parquinhos com pisos emborrachados, espaços que se conectam com a natureza, caminhos da primeira infância, abrigos de ônibus climatizados e com temáticas infantis. Esses são apenas alguns exemplos de intervenções urbanas que comprovam a prioridade da gestão com as crianças.

Família Que Acolhe - O start 

O compromisso de Teresa com o desenvolvimento infantil começou em 2013, com a implantação da política pública Família Que Acolhe, que integrou os serviços nas áreas de saúde, educação, gestão social, urbanismo, tecnologia e comunicação para as mulheres e crianças, da gestação até os seis primeiros anos de vida dos filhos. Essas ações visam o desenvolvimento integral dos pequenos cidadãos de Boa Vista e mais oportunidades a futuras gerações. 

Esse exemplo de ações integradas funcionam dentro da sede do Família Que Acolhe, onde mães e filhos têm marcação e acompanhamento de todas as consultas, exames e procedimentos médicos. Além disso, o FQA desburocratiza o acesso à educação, já que logo após o nascimento a criança tem sua matrícula garantida na creche e na escola até os 6 anos de idade, quando inicia o Ensino Fundamental. 

Também no FQA foi criada a Universidade do Bebê, onde gestantes, novas mães e seus familiares têm acesso a informações sobre o desenvolvimento psicossocial integral das crianças, além de cuidados com a saúde, alimentação e higiene dos bebes. As famílias também participam de oficinas de musicalização, coral, leitura desde o berço, dentre outras atividades.

Atualmente , na gestão do prefeito Arthur Henrique, eleito com 85% dos votos da capital, com o apoio de Teresa, os serviços públicos foram descentralizados, alcançando ainda mais famílias em todas as regiões da cidade.

Caminhos da Primeira Infância

Além do acolhimento, Boa Vista implantou o Caminho da Primeira Infância, uma área piloto mapeada no bairro Nova Cidade, zona Oeste da Capital, onde um projeto inovador coloriu ruas, muros, além de trazer calçadas interativas. O percurso busca promover segurança e bem-estar, no trajeto para a escola, posto de saúde, praça, tudo construído com intencionalidade, para atender especialmente as crianças e suas famílias.

Na praça, há um lagarto gigante com fontes de água no estilo parque aquático. Tem selvinhas amazônicas, que são animais da fauna nortista em formato gigante, campos de futebol cobertos, áreas para academia, quiosques que incentivam a geração de emprego e renda local, priorizando segurança e conforto para as famílias que vivem mais afastadas do Centro da cidade. A praça do bairro Nova Cidade é conhecida como a praça da primeira infância.

Abrigos de ônibus temáticos 

Os cuidados com a Primeira Infância estão também na hora de esperar os ônibus na capital de Roraima. Além de climatizadas, as paradas transmitem mensagens importantes sobre os cuidados com as crianças, com temas como higiene pessoal, hábito da leitura, alimentação saudável e outros. 

Mensagens impressas nos abrigos, como "Se mudarmos o começo da história, mudamos a história toda"; "O carinho e atenção às crianças são instrumentos de transformação para a sociedade" e "Uma mudança no olhar. Um gesto de atenção. E assim podemos mudar toda uma nova geração", ajudam na relexão sobre a importância da 1ª. infância.

Parcerias Nacionais e Internacionais

Para chegar ao título de Capital da Primeira Infância, Boa Vista também recebeu apoio de dezenas de instituições ligadas ao tema, dentre elas a Fundação Bernard Van Leer, da Holanda, a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, do Brasil, ambas referência na primeira infância mundial.

Sistema Cidade Social: Em parceria com a Fundação Bernard van Leer e com a AVSI Brasil, a prefeitura da cidade investe em coleta e monitoramento de dados para melhorar os serviços do programa Família que Acolhe (FQA) e planejar as próximas ações da política pública.

Escolas equipadas e com currículo educacional com base na 1º infância

Em fevereiro de 2019, Teresa implantou nas pré-escolas de Boa Vista o 1º. Currículo de Educação Infantil do Brasil, construído em parceria com o Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais - CEIPE/FGV.

O currículo criado em Boa Vista foi alinhado à Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e reafirmou o compromisso de Teresa com a Primeira Infância, onde a criança é considerada a protagonista no processo educativo. Todo o planejamento pedagógico, com atividades lúdicas, contribuem para o desenvolvimento integral das crianças em suas competências, emocionais, cognitivas, motoras e sociais, além de nortear o ensino nas creches e pré-escolas da rede municipal, que atendem alunos de 2 a 5 anos de idade.

Caíque Silva

Assessor de Comunicação

Pré-candidata ao Governo de Roraima – Teresa Surita

Contato: 95-98123-1751

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1845850/Teresa_Surita.jpg

FONTE Teresa Surita

BOA VISTA, Brasil, 22 de junho de 2022 /PRNewswire/ -- Boa Vista, capital de Roraima onde vivem cerca de 70% da população do Estado, é a única cidade do Brasil, dentre os mais de 5.500 municípios brasileiros, que garante sete meses de licença maternidade a servidoras públicas. O benefício é concedido desde janeiro de 2020, quando Teresa Surita ainda estava à frente do governo municipal.

A lei, criada por Teresa, reforça a política pública da Primeira Infância e o cuidado com as mães servidoras, que passam mais tempo com os filhos.  À época da medida, a Prefeitura de Boa Vista tinha mais de 7.000 servidoras públicas mulheres que poderiam ser beneficiadas com 210 dias de licença maternidade.

A iniciativa de Teresa colocou Boa Vista em outro patamar relacionado ao cuidado e à valorização dos servidores públicos. "Só quem é mãe sabe da importância de 30 dias a mais com o filho recém-nascido. Ter a mãe por perto nesse período traz inúmeros benefícios para a criança, que incluem o fortalecimento de vínculos, um melhor desenvolvimento afetivo, cognitivo e de aprendizagem, isso porque sua presença dentro de casa traz mais amor, afeto, carinho e cuidado", explica Teresa.

A psicóloga Elane Florêncio ressalta ainda que a licença estendida permite que a mãe acompanhe a introdução alimentar no período indicado pela Organização Mundial Saúde, uma vez que esse processo, feito pela mãe, faz com que a criança se sinta mais segura para aceitar novos alimentos. "O ideal é que a mãe possa acompanhar essa fase antes que ela retorne ao trabalho. Assim o bebê vai se sentir mais seguro, passando pelo momento de transição junto à mãe. Como é que essa mãe vai voltar ao trabalho com seis meses de licença-maternidade, sendo que neste período o bebê estará passando pela transição alimentar? Então, a extensão do período de licença maternidade para as mães aprimora ainda mais a qualidade do tempo que elas se dedicam a seus bebês.", explica.

Teresa transformou Boa Vista na Capital da 1º Infância

Ao andar pelas ruas de Boa Vista, é fácil notar esse olhar e as ações do governo de Teresa com a 1ª infância. São grandes praças modernas e bem cuidadas, com equipamentos apropriados e pensados para cada idade, as selvinhas amazônicas com animais em tamanho gigante, calçadas interativas, escolas com robótica, parquinhos com pisos emborrachados, espaços que se conectam com a natureza, caminhos da primeira infância, abrigos de ônibus climatizados e com temáticas infantis. Esses são apenas alguns exemplos de intervenções urbanas que comprovam a prioridade da gestão com as crianças.

Família Que Acolhe - O start 

O compromisso de Teresa com o desenvolvimento infantil começou em 2013, com a implantação da política pública Família Que Acolhe, que integrou os serviços nas áreas de saúde, educação, gestão social, urbanismo, tecnologia e comunicação para as mulheres e crianças, da gestação até os seis primeiros anos de vida dos filhos. Essas ações visam o desenvolvimento integral dos pequenos cidadãos de Boa Vista e mais oportunidades a futuras gerações. 

Esse exemplo de ações integradas funcionam dentro da sede do Família Que Acolhe, onde mães e filhos têm marcação e acompanhamento de todas as consultas, exames e procedimentos médicos. Além disso, o FQA desburocratiza o acesso à educação, já que logo após o nascimento a criança tem sua matrícula garantida na creche e na escola até os 6 anos de idade, quando inicia o Ensino Fundamental. 

Também no FQA foi criada a Universidade do Bebê, onde gestantes, novas mães e seus familiares têm acesso a informações sobre o desenvolvimento psicossocial integral das crianças, além de cuidados com a saúde, alimentação e higiene dos bebes. As famílias também participam de oficinas de musicalização, coral, leitura desde o berço, dentre outras atividades.

Atualmente , na gestão do prefeito Arthur Henrique, eleito com 85% dos votos da capital, com o apoio de Teresa, os serviços públicos foram descentralizados, alcançando ainda mais famílias em todas as regiões da cidade.

Caminhos da Primeira Infância

Além do acolhimento, Boa Vista implantou o Caminho da Primeira Infância, uma área piloto mapeada no bairro Nova Cidade, zona Oeste da Capital, onde um projeto inovador coloriu ruas, muros, além de trazer calçadas interativas. O percurso busca promover segurança e bem-estar, no trajeto para a escola, posto de saúde, praça, tudo construído com intencionalidade, para atender especialmente as crianças e suas famílias.

Na praça, há um lagarto gigante com fontes de água no estilo parque aquático. Tem selvinhas amazônicas, que são animais da fauna nortista em formato gigante, campos de futebol cobertos, áreas para academia, quiosques que incentivam a geração de emprego e renda local, priorizando segurança e conforto para as famílias que vivem mais afastadas do Centro da cidade. A praça do bairro Nova Cidade é conhecida como a praça da primeira infância.

Abrigos de ônibus temáticos 

Os cuidados com a Primeira Infância estão também na hora de esperar os ônibus na capital de Roraima. Além de climatizadas, as paradas transmitem mensagens importantes sobre os cuidados com as crianças, com temas como higiene pessoal, hábito da leitura, alimentação saudável e outros. 

Mensagens impressas nos abrigos, como "Se mudarmos o começo da história, mudamos a história toda"; "O carinho e atenção às crianças são instrumentos de transformação para a sociedade" e "Uma mudança no olhar. Um gesto de atenção. E assim podemos mudar toda uma nova geração", ajudam na relexão sobre a importância da 1ª. infância.

Parcerias Nacionais e Internacionais

Para chegar ao título de Capital da Primeira Infância, Boa Vista também recebeu apoio de dezenas de instituições ligadas ao tema, dentre elas a Fundação Bernard Van Leer, da Holanda, a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, do Brasil, ambas referência na primeira infância mundial.

Sistema Cidade Social: Em parceria com a Fundação Bernard van Leer e com a AVSI Brasil, a prefeitura da cidade investe em coleta e monitoramento de dados para melhorar os serviços do programa Família que Acolhe (FQA) e planejar as próximas ações da política pública.

Escolas equipadas e com currículo educacional com base na 1º infância

Em fevereiro de 2019, Teresa implantou nas pré-escolas de Boa Vista o 1º. Currículo de Educação Infantil do Brasil, construído em parceria com o Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais - CEIPE/FGV.

O currículo criado em Boa Vista foi alinhado à Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e reafirmou o compromisso de Teresa com a Primeira Infância, onde a criança é considerada a protagonista no processo educativo. Todo o planejamento pedagógico, com atividades lúdicas, contribuem para o desenvolvimento integral das crianças em suas competências, emocionais, cognitivas, motoras e sociais, além de nortear o ensino nas creches e pré-escolas da rede municipal, que atendem alunos de 2 a 5 anos de idade.

Caíque Silva

Assessor de Comunicação

Pré-candidata ao Governo de Roraima – Teresa Surita

Contato: 95-98123-1751

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1845850/Teresa_Surita.jpg

FONTE Teresa Surita

Você acabou de ler:

Teresa Surita (MDB) foi a primeira gestora pública do Brasil que garantiu 7 meses de licença maternidade a servidoras

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/teresa-surita-mdb-foi-a-primeira-gestora-publica-do-brasil-que-garantiu-7-meses-de-licenca-maternidade-a-servidoras/