Tratamento do Alcoolismo e Dependência Química durante o Surto do Coronavírus (COVID-19)

SÃO PAULO, 23 de março de 2021 /PRNewswire/ -- As Clínicas de Recuperação por meio do Ministério da Cidadania e Governo Federal que editou a portaria para que as considerem prestadoras de serviços essenciais, não podendo ser paralisadas nas suas atividades para tratamento da dependência química e dependência alcoólica diante da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), assim garantindo os serviços prestados nestas instituições.

O nível de convivência de um dependente químico ou dependente alcoólico é de alto risco, pelo fato de não ter a crítica do cuidado necessário para as medidas de proteção e distanciamento social impostas pelos órgãos de saúde que interferem positivamente para a diminuição do contágio neste meio.

O dependente químico é considerado parte do grupo de risco, práticas sociais, e compartilhamento de objetos aumenta o risco de infecção.

O uso de drogas e álcool, têm como meio ambiente uma características em comum, locais de consumo de drogas, em geral não há cuidados com a higiene, além do dependente não se alimentar, não dormir e estar mais fraco para a doença que age no sistema imunológico, em contato constante com outros que estão no mesmo processo de vulnerabilidade acaba tendo mais risco de adquirir o vírus, não deixando de mencionar que quando o dependente químico volta para sua casa leva com ele a carga que adquiriu no local de consumo, trazendo o perigo da contaminação para dentro do lar, este é um motivo de muita preocupação para todos que fazem parte desta composição familiar, onde um membro da família pode adquirir o vírus e contagiar a todos.

Davi Tomasi Diretor da Clínica de Recuperação Saúde Premium explica, "Na nossa clínica de recuperação estamos atentos as medidas de proteção e praticamos em todo nosso ambiente os cuidados necessários para não haver risco de contágio na admissão dos pacientes. Na chegada do paciente a clínica, é executado o teste do COVID 19 por nossa equipe de enfermagem, além disso fazemos uma anamnese onde coletamos as informações da família sobre o estado geral do paciente, somente após o resultado dessa avaliação minuciosa é que o paciente dará sua entrada na unidade de tratamento. Reforçamos a atuação responsável a todos que buscam um tratamento especializado para dependência química ou dependência alcoólica, trazendo além de soluções a família, conforto e segurança ao dependente químico com uma postura motivacional a este cenário que estamos vivendo atualmente."

Contato: David Tomasi - Ceo Clínica de Recuperação Saúde Premium - davi@ctsaudepremium.com.br   

 

 

FONTE Saúde Premium

SÃO PAULO, 23 de março de 2021 /PRNewswire/ -- As Clínicas de Recuperação por meio do Ministério da Cidadania e Governo Federal que editou a portaria para que as considerem prestadoras de serviços essenciais, não podendo ser paralisadas nas suas atividades para tratamento da dependência química e dependência alcoólica diante da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), assim garantindo os serviços prestados nestas instituições.

O nível de convivência de um dependente químico ou dependente alcoólico é de alto risco, pelo fato de não ter a crítica do cuidado necessário para as medidas de proteção e distanciamento social impostas pelos órgãos de saúde que interferem positivamente para a diminuição do contágio neste meio.

O dependente químico é considerado parte do grupo de risco, práticas sociais, e compartilhamento de objetos aumenta o risco de infecção.

O uso de drogas e álcool, têm como meio ambiente uma características em comum, locais de consumo de drogas, em geral não há cuidados com a higiene, além do dependente não se alimentar, não dormir e estar mais fraco para a doença que age no sistema imunológico, em contato constante com outros que estão no mesmo processo de vulnerabilidade acaba tendo mais risco de adquirir o vírus, não deixando de mencionar que quando o dependente químico volta para sua casa leva com ele a carga que adquiriu no local de consumo, trazendo o perigo da contaminação para dentro do lar, este é um motivo de muita preocupação para todos que fazem parte desta composição familiar, onde um membro da família pode adquirir o vírus e contagiar a todos.

Davi Tomasi Diretor da Clínica de Recuperação Saúde Premium explica, "Na nossa clínica de recuperação estamos atentos as medidas de proteção e praticamos em todo nosso ambiente os cuidados necessários para não haver risco de contágio na admissão dos pacientes. Na chegada do paciente a clínica, é executado o teste do COVID 19 por nossa equipe de enfermagem, além disso fazemos uma anamnese onde coletamos as informações da família sobre o estado geral do paciente, somente após o resultado dessa avaliação minuciosa é que o paciente dará sua entrada na unidade de tratamento. Reforçamos a atuação responsável a todos que buscam um tratamento especializado para dependência química ou dependência alcoólica, trazendo além de soluções a família, conforto e segurança ao dependente químico com uma postura motivacional a este cenário que estamos vivendo atualmente."

Contato: David Tomasi - Ceo Clínica de Recuperação Saúde Premium - davi@ctsaudepremium.com.br   

 

 

FONTE Saúde Premium

Você acabou de ler:

Tratamento do Alcoolismo e Dependência Química durante o Surto do Coronavírus (COVID-19)

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/tratamento-do-alcoolismo-e-dependencia-quimica-durante-o-surto-do-coronavirus-covid-19/