Uma cidade se levanta quando um aeroporto aparece: começa o World Routes 2018 em Guangzhou

GUANGZHOU, China, 17 de setembro de 2018 /PRNewswire/ -- No dia 16 de setembro, o 24o. World Route Development Forum foi lançado em Guangzhou, uma metrópole internacional construída há mais de 2.230 anos.

O evento Routes é comumente conhecido como "a Olimpíada" e a "Exposição Mundial" na comunidade de aviação civil internacional. O World Routes 2018 tem uma escala sem precedentes, atraindo mais de 3.500 clientes de companhias aéreas, organizações administrativas aeroportuárias, governos e agências de viagens em 115 países, um recorde desde a primeira edição em 1995. Esse evento grandioso gerou oportunidades excelentes para Guangzhou e a China em mercados internacionais e testemunhou a ascensão do hub de aviação internacional de Guangzhou.

Em anos recentes, o hub de aviação internacional de Guangzhou e a economia aeroportuária experimentaram rápido desenvolvimento, com um novo aeroporto que atua como um novo propulsor para o desenvolvimento nacional. O hub de aviação, à medida que se aprimora, permite a Guangzhou promover vigorosamente a Iniciativa Um Cinturão Uma Rota e melhorar drasticamente sua capacidade inovadora e habilidade de estimular o desenvolvimento das áreas adjacentes.

O Aeroporto Internacional de Guangzhou Baiyun é o terceiro maior da China. Na cerimônia de abertura do fórum, a Autoridade Aeroportuária de Guangdong, organizadora do evento, assinou memorandos de cooperação no desenvolvimento de rotas aéreas com sete companhias aéreas estrangeiras e chinesas, e espera-se que rotas importantes para Madri, Milão, São Petersburgo e Islamabad sejam abertas num futuro próximo. As estatísticas mostram que o Aeroporto de Baiyun implementou 23 rotas internacionais que foram recém-lançadas ou que tiveram um aumento de frequência de voo e conectaram outros sete destinos desde a cerimônia de entrega de bandeira no World Routes 2017 em Barcelona no último mês de setembro. Sem dúvida, o aeroporto é a sede de aproximadamente 80 companhias aéreas chinesas e estrangeiras e possui conexões aéreas com mais de 210 destinos, aproximadamente 90 deles no exterior.

"Um hub de aviação em nível internacional pode aportar um enorme e valoroso tráfego", declarou Wen Wenxing, gerente geral da Autoridade Aeroportuária de Guangdong, aliado à capacidade de conectar o país e o mundo, bem como a sólida capacidade de alocar recursos que permitiram a Guangzhou obter uma vantagem inerente no desenvolvimento da economia aeroportuária. Guangzhou é sede de vários projetos de ponta, representados pelas plantas da Airbus e da Boeing para conversão de aviões de passageiros em aviões de carga. Outro destaque é a indústria de manutenção de aviação da cidade, que testemunhou a formação das maiores bases de manutenção de aeronaves e conversão de aviões de carga do mundo.

Simultaneamente, as indústrias relacionadas à economia aeroportuária desfrutaram rápido crescimento à medida que Guangzhou continua aprimorando a solidez de sua aviação. De acordo com as estatísticas, Guangzhou classificou-se em primeiro lugar na China em volume de negócios de e-commerce entre países por quatro anos consecutivos. A zona conectada abrangente agora abriga mais de 1.000 empresas envolvendo e-commerce entre fronteiras e registrando mais de 100.000 tipos de produtos. Diariamente, uma média de mais de 140.000 listas de carga são manuseadas no aeroporto.

"Essa conferência ajuda a demonstrar ao mundo as conquistas de reforma e abertura em Guangzhou, Guangdong e até na China. Estamos dispostos a construir mais plataformas de cooperação com os aeroportos, companhias aéreas e agências de viagens em todo o mundo, e abrir mais canais para conseguir desenvolvimento onde todos saem ganhando", declarou Zhang Shuofu, secretário do Comitê Municipal de Guangzhou CPC, no fórum.

A comunidade de aviação internacional, que se reúne na China para o World Routes 2018, a terceira edição na China, detém grande expectativa para aprimorar a interconectividade e cooperação onde todos saem ganhando, e esboça um esquema padrão para o desenvolvimento da aviação no futuro.

Tewolde, CEO da Ethiopian Airlines, expressou sua esperança de aprimorar ainda mais o mercado de aviação da China, e a empresa está planejando aumentar a frequência de voo para Guangzhou e outros aeroportos importantes na China.

No dia 10 de setembro, a JC (Camboja) International Airlines lançou oficialmente a primeira rota Guangzhou-Sihanoukville, a primeira rota aérea direta conectando os dois destinos. Upekha Anupauma Bentota Pathiranha, vice-presidente sênior da JC, declarou no fórum: "Atualmente, a JC possui conexões de rota direta com 10 cidades chinesas, incluindo Guangzhou. Nós planejamos aumentar esse número para 15 até o final deste ano."

"Estamos planejando progredir ainda mais no sul da China, especialmente em Guangzhou, porque Guangdong é um mercado essencial para nós", declarou Huseyin Ceyhan, vice-presidente da Turkish Cargo para a Ásia-Pacífico.

FONTE Guangdong Airport Authority

GUANGZHOU, China, 17 de setembro de 2018 /PRNewswire/ -- No dia 16 de setembro, o 24o. World Route Development Forum foi lançado em Guangzhou, uma metrópole internacional construída há mais de 2.230 anos.

O evento Routes é comumente conhecido como "a Olimpíada" e a "Exposição Mundial" na comunidade de aviação civil internacional. O World Routes 2018 tem uma escala sem precedentes, atraindo mais de 3.500 clientes de companhias aéreas, organizações administrativas aeroportuárias, governos e agências de viagens em 115 países, um recorde desde a primeira edição em 1995. Esse evento grandioso gerou oportunidades excelentes para Guangzhou e a China em mercados internacionais e testemunhou a ascensão do hub de aviação internacional de Guangzhou.

Em anos recentes, o hub de aviação internacional de Guangzhou e a economia aeroportuária experimentaram rápido desenvolvimento, com um novo aeroporto que atua como um novo propulsor para o desenvolvimento nacional. O hub de aviação, à medida que se aprimora, permite a Guangzhou promover vigorosamente a Iniciativa Um Cinturão Uma Rota e melhorar drasticamente sua capacidade inovadora e habilidade de estimular o desenvolvimento das áreas adjacentes.

O Aeroporto Internacional de Guangzhou Baiyun é o terceiro maior da China. Na cerimônia de abertura do fórum, a Autoridade Aeroportuária de Guangdong, organizadora do evento, assinou memorandos de cooperação no desenvolvimento de rotas aéreas com sete companhias aéreas estrangeiras e chinesas, e espera-se que rotas importantes para Madri, Milão, São Petersburgo e Islamabad sejam abertas num futuro próximo. As estatísticas mostram que o Aeroporto de Baiyun implementou 23 rotas internacionais que foram recém-lançadas ou que tiveram um aumento de frequência de voo e conectaram outros sete destinos desde a cerimônia de entrega de bandeira no World Routes 2017 em Barcelona no último mês de setembro. Sem dúvida, o aeroporto é a sede de aproximadamente 80 companhias aéreas chinesas e estrangeiras e possui conexões aéreas com mais de 210 destinos, aproximadamente 90 deles no exterior.

"Um hub de aviação em nível internacional pode aportar um enorme e valoroso tráfego", declarou Wen Wenxing, gerente geral da Autoridade Aeroportuária de Guangdong, aliado à capacidade de conectar o país e o mundo, bem como a sólida capacidade de alocar recursos que permitiram a Guangzhou obter uma vantagem inerente no desenvolvimento da economia aeroportuária. Guangzhou é sede de vários projetos de ponta, representados pelas plantas da Airbus e da Boeing para conversão de aviões de passageiros em aviões de carga. Outro destaque é a indústria de manutenção de aviação da cidade, que testemunhou a formação das maiores bases de manutenção de aeronaves e conversão de aviões de carga do mundo.

Simultaneamente, as indústrias relacionadas à economia aeroportuária desfrutaram rápido crescimento à medida que Guangzhou continua aprimorando a solidez de sua aviação. De acordo com as estatísticas, Guangzhou classificou-se em primeiro lugar na China em volume de negócios de e-commerce entre países por quatro anos consecutivos. A zona conectada abrangente agora abriga mais de 1.000 empresas envolvendo e-commerce entre fronteiras e registrando mais de 100.000 tipos de produtos. Diariamente, uma média de mais de 140.000 listas de carga são manuseadas no aeroporto.

"Essa conferência ajuda a demonstrar ao mundo as conquistas de reforma e abertura em Guangzhou, Guangdong e até na China. Estamos dispostos a construir mais plataformas de cooperação com os aeroportos, companhias aéreas e agências de viagens em todo o mundo, e abrir mais canais para conseguir desenvolvimento onde todos saem ganhando", declarou Zhang Shuofu, secretário do Comitê Municipal de Guangzhou CPC, no fórum.

A comunidade de aviação internacional, que se reúne na China para o World Routes 2018, a terceira edição na China, detém grande expectativa para aprimorar a interconectividade e cooperação onde todos saem ganhando, e esboça um esquema padrão para o desenvolvimento da aviação no futuro.

Tewolde, CEO da Ethiopian Airlines, expressou sua esperança de aprimorar ainda mais o mercado de aviação da China, e a empresa está planejando aumentar a frequência de voo para Guangzhou e outros aeroportos importantes na China.

No dia 10 de setembro, a JC (Camboja) International Airlines lançou oficialmente a primeira rota Guangzhou-Sihanoukville, a primeira rota aérea direta conectando os dois destinos. Upekha Anupauma Bentota Pathiranha, vice-presidente sênior da JC, declarou no fórum: "Atualmente, a JC possui conexões de rota direta com 10 cidades chinesas, incluindo Guangzhou. Nós planejamos aumentar esse número para 15 até o final deste ano."

"Estamos planejando progredir ainda mais no sul da China, especialmente em Guangzhou, porque Guangdong é um mercado essencial para nós", declarou Huseyin Ceyhan, vice-presidente da Turkish Cargo para a Ásia-Pacífico.

FONTE Guangdong Airport Authority