Universidade de São Paulo sobe no último QS World University Rankings

LONDRES, 8 de junho de 2022 /PRNewswire/ -- QS Quacquarelli Symonds, que efetua análises globais do ensino superior, lançou hoje a décima nona edição dos rankings universitários internacionais mais consultados do mundo. A edição 2023 do QS World University Rankings vê a Universidade de São Paulo recuperar o terreno perdido colocando-se na 115ª posição após ter caído para 121ª no ano passado.

Sumário Executivo Brasileiro: QS World University Rankings 2023

·  A nação mais representada da América Latina no ranking

·  Baixa relação professor-aluno

·  Prevalência de pesquisa em saúde e medicina

·  Falta de reconhecimento internacional entre os empregadores

·  Pequeno declínio geral: mais quedas do que melhorias

Com 35 instituições nomeadas entre as melhores do mundo, o Brasil é a nação mais representada na América Latina, superando o México com 32 e a Argentina e a Colômbia com 25. Das instituições brasileiras listadas, cinco subiram no ranking, oito desceram e 14 permaneceram estáveis. Oito estão no ranking pela primeira vez.

QS World University Rankings 2023: Ranking das Universidades Brasileiras

Ranking Regional

2023 Ranking Mundial

2022 Ranking Mundial

Nome da instituição

3

115

121=

Universidade de São Paulo

7

209=

219

Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

11

333

369=

Universidade Federal do Rio de Janeiro

17

439=

434=

Universidade Federal de São Paulo

22

478=

492=

UNESP

28=

601-650

651-700

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

36=

701-750

651-700

Universidade Federal de Minas Gerais

43=

751-800

751-800

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

54=

801-1000

801-1000

Universidade de Brasília

54=

801-1000

801-1000

Universidade Federal de Santa Catarina

54=

801-1000

801-1000

Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

54=

801-1000

801-1000

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

54=

801-1000

801-1000

Universidade Federal do Paraná - UFPR

80=

1001-1200

1001-1200

Universidade Federal de Juiz de Fora- (UFJF)

80=

1001-1200

1001-1200

Universidade Federal de Pelotas

80=

1001-1200

801-1000

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

80=

1001-1200

1001-1200

Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

109=

1201-1400



Universidade Federal do Rio Grande do Norte

109=

1201-1400



Universidade do Estado de Santa Catarina

109=

1201-1400



Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

109=

1201-1400

1001-1200

Universidade Federal de Viçosa (UFV)

109=

1201-1400

1001-1200

Universidade Federal Fluminense

109=

1201-1400

1001-1200

Universidade Federal da Bahia

109=

1201-1400

1001-1200

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

109=

1201-1400

1201+

Pontifícia Universidade Católica do Paraná

109=

1201-1400



Universidade Federal de Uberlândia

109=

1201-1400

1201+

Universidade Estadual de Londrina

109=

1201-1400

1001-1200

Universidade Federal do Ceará (UFC)

109=

1201-1400

1201+

Universidade Federal de Santa Maria

109=

1201-1400

1201+

Universidade Federal de Goiás

109=

1201-1400

1201+

Universidade Federal da Paraíba

109=

1201-1400



Universidade Presbiteriana Mackenzie

109=

1201-1400



Universidade Federal do Parà - UFPA

109=

1201-1400



Pontifícia Universidade Católica do Campinas - PUC Campinas

183=

1401+



Pontifícia Universidade Católica do Minas Gerais - PUC Minas

© QS Quacquarelli Symonds 2004-2022 https://www.TopUniversities.com/. Todos os direitos reservados.

 

Metodologia

A QS usa seis indicadores para compilar a avaliação. A Reputação Acadêmica e Reputação entre Empregadores são baseadas em respostas de pesquisas com mais de 150.000 acadêmicos e 99.000 empregadores. As citações por Faculdade medem o impacto da pesquisa, enquanto a relação Faculdade/Estudante é usada como um sinalizador da capacidade de ensino. A Proporção de Professores Internacionais (International Faculty Ratio) e a Proporção de Estudantes Internacionais (International Student Ratio) são usados para registrar a internacionalização de uma instituição.

Este ano, a QS também acrescentou duas novas lentes de desempenho não ponderadas. O Desempenho de Empregabilidade (Employment Outcomes) que avalia a empregabilidade dos estudantes, enquanto a Rede Internacional de Pesquisa (International Research Network) analisa a colaboração internacional em pesquisa e a transferência de conhecimento.

BRASIL: DESTAQUES

·  A Universidade de São Paulo (USP) é a melhor universidade do Brasil e continua sendo a 3a instituição com a mais alta classificação da América Latina. Ela domina nos indicadores de Reputação Acadêmica e dos Empregadores da QS entre as instituições brasileiras, ocupando a 41a e 96a posição nessas métricas. Entretanto, o Brasil apresenta dificuldade globalmente na Reputação entre Empregadores, com uma queda acentuada ao ver a segunda colocada Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) chegar a 298a posição nesse indicador.

·  A segunda melhor universidade do Brasil é a Unicamp, que sobe 10 lugares chegando à 209ª  posição. É a melhor universidade brasileira em pesquisa e tem sido particularmente prolífica em Saúde e Medicina, na qual exibe um alto nível de colaboração internacional, colocando-se na 317a posição em Citações por Faculdade.

·  Em terceiro lugar nacionalmente está a principal instituição federal do Brasil, a Universidade Federal do Rio de Janeiro na 333a colocação. Mostrando uma melhoria acentuada, ganhando 36 posições. Esta melhoria é sustentada pelos ganhos em Reputação entre Empregadores,  Reputação Acadêmica e Relação Professor-Aluno.

·  O Brasil apresenta baixo desempenho no indicador de relação Professor-aluno. Somente a USP ostenta uma pontuação globalmente competitiva neste indicador, classificada em 48o. A próxima universidade mais bem posicionada nesta métrica é a Universidade Federal de Juiz de Fora, na 455a posição.

·  O Brasil continua a ver baixos índices de internacionalização. A Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, na 570a posição, é a melhor colocada para o Índice Internacional de Professores, enquanto nenhuma universidade está acima da 600a posição para o Índice de Estudantes Internacionais.

Ben Sowter, vice-presidente sênior da QS, disse: "Faz uma década desde que o Brasil introduziu políticas de ação afirmativa[1] para melhorar a equidade e acessibilidade de suas universidades públicas, com um aumento em 25% de estudantes de graduação de baixa-renda de 2018 até o momento. A política parece estar funcionando".

Sowter acrescentou: "Entretanto, o ensino superior brasileiro está enfrentando desafios significativos. Em 2021, um corte no orçamento[2] viu o financiamento do ensino superior cair para seu menor valor em 17 anos - com o dobro do número de estudantes. Considerando que a maioria das pesquisas brasileiras é realizada por universidades públicas e financiada por recursos estatais e nacionais, estes cortes são um golpe nas ambições nacionais e internacionais das universidades do país".

Ele continuou: "Apesar disso, o Brasil continua a produzir pesquisas relevantes e importantes, por exemplo, Jaqueline Goes de Jesus na Universidade de São Paulo alcançou reconhecimento global por seu trabalho sequenciando o genoma de uma variante da COVID-19[3] ".

Visão geral: QS World University Rankings 2023

O QS World University Rankings deste ano é o maior de todos os tempos, com 1418 instituições em 100 localidades, acima das 1300 do ano passado. Os resultados são responsáveis pela distribuição e desempenho de 16,4 milhões de trabalhos acadêmicos publicados entre 2016 e 2020 e os 117,8 milhões de citações recebidas por esses trabalhos; eles também são responsáveis pelas opiniões de mais de 151.000 professores acadêmicos e mais de 99.000 empregadores.

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) alcança o décimo primeiro ano consecutivo como o número um do mundo. A Universidade de Cambridge subiu para o segundo lugar, enquanto a Universidade de Stanford permanece na terceira posição.  

QS World University Rankings 2023: Top-10 Universidades Internacionais

2023 RANK

2022 RANK

Instituição

Localização

1

1

Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT)

Estados Unidos

2

3=

Universidade de Cambridge

Reino Unido

3

3=

Universidade de Stanford

Estados Unidos

4

2

Universidade de Oxford

Reino Unido

5

5

Universidade de Harvard

Estados Unidos

6

6

Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech)

Estados Unidos

7

7

Imperial College London

Reino Unido

8

8=

UCL

Reino Unido

9

8=

ETH Zurique - Instituto Federal de Tecnologia da Suíça

Suíça

10

10

Universidade de Chicago

Estados Unidos

© QS Quacquarelli Symonds 2004-2022 https://www.topuniversities.com/. Todos os direitos reservados.

 

Notas para os editores       

[1] Brasil adota lei de ação afirmativa para universidades - The New York Times (nytimes.com)

[2] Com orçamentos reduzidos, as universidades públicas brasileiras podem ter | Geral (brasildefato.com.br)

[3] de Jesus JG[Author] - Resultados da busca - PubMed (nih.gov)

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1503777/QS_World_University_Rankings_Logo.jpg

 

FONTE QS Quacquarelli Symonds

LONDRES, 8 de junho de 2022 /PRNewswire/ -- QS Quacquarelli Symonds, que efetua análises globais do ensino superior, lançou hoje a décima nona edição dos rankings universitários internacionais mais consultados do mundo. A edição 2023 do QS World University Rankings vê a Universidade de São Paulo recuperar o terreno perdido colocando-se na 115ª posição após ter caído para 121ª no ano passado.

Sumário Executivo Brasileiro: QS World University Rankings 2023

·  A nação mais representada da América Latina no ranking

·  Baixa relação professor-aluno

·  Prevalência de pesquisa em saúde e medicina

·  Falta de reconhecimento internacional entre os empregadores

·  Pequeno declínio geral: mais quedas do que melhorias

Com 35 instituições nomeadas entre as melhores do mundo, o Brasil é a nação mais representada na América Latina, superando o México com 32 e a Argentina e a Colômbia com 25. Das instituições brasileiras listadas, cinco subiram no ranking, oito desceram e 14 permaneceram estáveis. Oito estão no ranking pela primeira vez.

QS World University Rankings 2023: Ranking das Universidades Brasileiras

Ranking Regional

2023 Ranking Mundial

2022 Ranking Mundial

Nome da instituição

3

115

121=

Universidade de São Paulo

7

209=

219

Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

11

333

369=

Universidade Federal do Rio de Janeiro

17

439=

434=

Universidade Federal de São Paulo

22

478=

492=

UNESP

28=

601-650

651-700

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

36=

701-750

651-700

Universidade Federal de Minas Gerais

43=

751-800

751-800

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

54=

801-1000

801-1000

Universidade de Brasília

54=

801-1000

801-1000

Universidade Federal de Santa Catarina

54=

801-1000

801-1000

Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

54=

801-1000

801-1000

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

54=

801-1000

801-1000

Universidade Federal do Paraná - UFPR

80=

1001-1200

1001-1200

Universidade Federal de Juiz de Fora- (UFJF)

80=

1001-1200

1001-1200

Universidade Federal de Pelotas

80=

1001-1200

801-1000

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

80=

1001-1200

1001-1200

Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

109=

1201-1400



Universidade Federal do Rio Grande do Norte

109=

1201-1400



Universidade do Estado de Santa Catarina

109=

1201-1400



Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

109=

1201-1400

1001-1200

Universidade Federal de Viçosa (UFV)

109=

1201-1400

1001-1200

Universidade Federal Fluminense

109=

1201-1400

1001-1200

Universidade Federal da Bahia

109=

1201-1400

1001-1200

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

109=

1201-1400

1201+

Pontifícia Universidade Católica do Paraná

109=

1201-1400



Universidade Federal de Uberlândia

109=

1201-1400

1201+

Universidade Estadual de Londrina

109=

1201-1400

1001-1200

Universidade Federal do Ceará (UFC)

109=

1201-1400

1201+

Universidade Federal de Santa Maria

109=

1201-1400

1201+

Universidade Federal de Goiás

109=

1201-1400

1201+

Universidade Federal da Paraíba

109=

1201-1400



Universidade Presbiteriana Mackenzie

109=

1201-1400



Universidade Federal do Parà - UFPA

109=

1201-1400



Pontifícia Universidade Católica do Campinas - PUC Campinas

183=

1401+



Pontifícia Universidade Católica do Minas Gerais - PUC Minas

© QS Quacquarelli Symonds 2004-2022 https://www.TopUniversities.com/. Todos os direitos reservados.

 

Metodologia

A QS usa seis indicadores para compilar a avaliação. A Reputação Acadêmica e Reputação entre Empregadores são baseadas em respostas de pesquisas com mais de 150.000 acadêmicos e 99.000 empregadores. As citações por Faculdade medem o impacto da pesquisa, enquanto a relação Faculdade/Estudante é usada como um sinalizador da capacidade de ensino. A Proporção de Professores Internacionais (International Faculty Ratio) e a Proporção de Estudantes Internacionais (International Student Ratio) são usados para registrar a internacionalização de uma instituição.

Este ano, a QS também acrescentou duas novas lentes de desempenho não ponderadas. O Desempenho de Empregabilidade (Employment Outcomes) que avalia a empregabilidade dos estudantes, enquanto a Rede Internacional de Pesquisa (International Research Network) analisa a colaboração internacional em pesquisa e a transferência de conhecimento.

BRASIL: DESTAQUES

·  A Universidade de São Paulo (USP) é a melhor universidade do Brasil e continua sendo a 3a instituição com a mais alta classificação da América Latina. Ela domina nos indicadores de Reputação Acadêmica e dos Empregadores da QS entre as instituições brasileiras, ocupando a 41a e 96a posição nessas métricas. Entretanto, o Brasil apresenta dificuldade globalmente na Reputação entre Empregadores, com uma queda acentuada ao ver a segunda colocada Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) chegar a 298a posição nesse indicador.

·  A segunda melhor universidade do Brasil é a Unicamp, que sobe 10 lugares chegando à 209ª  posição. É a melhor universidade brasileira em pesquisa e tem sido particularmente prolífica em Saúde e Medicina, na qual exibe um alto nível de colaboração internacional, colocando-se na 317a posição em Citações por Faculdade.

·  Em terceiro lugar nacionalmente está a principal instituição federal do Brasil, a Universidade Federal do Rio de Janeiro na 333a colocação. Mostrando uma melhoria acentuada, ganhando 36 posições. Esta melhoria é sustentada pelos ganhos em Reputação entre Empregadores,  Reputação Acadêmica e Relação Professor-Aluno.

·  O Brasil apresenta baixo desempenho no indicador de relação Professor-aluno. Somente a USP ostenta uma pontuação globalmente competitiva neste indicador, classificada em 48o. A próxima universidade mais bem posicionada nesta métrica é a Universidade Federal de Juiz de Fora, na 455a posição.

·  O Brasil continua a ver baixos índices de internacionalização. A Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, na 570a posição, é a melhor colocada para o Índice Internacional de Professores, enquanto nenhuma universidade está acima da 600a posição para o Índice de Estudantes Internacionais.

Ben Sowter, vice-presidente sênior da QS, disse: "Faz uma década desde que o Brasil introduziu políticas de ação afirmativa[1] para melhorar a equidade e acessibilidade de suas universidades públicas, com um aumento em 25% de estudantes de graduação de baixa-renda de 2018 até o momento. A política parece estar funcionando".

Sowter acrescentou: "Entretanto, o ensino superior brasileiro está enfrentando desafios significativos. Em 2021, um corte no orçamento[2] viu o financiamento do ensino superior cair para seu menor valor em 17 anos - com o dobro do número de estudantes. Considerando que a maioria das pesquisas brasileiras é realizada por universidades públicas e financiada por recursos estatais e nacionais, estes cortes são um golpe nas ambições nacionais e internacionais das universidades do país".

Ele continuou: "Apesar disso, o Brasil continua a produzir pesquisas relevantes e importantes, por exemplo, Jaqueline Goes de Jesus na Universidade de São Paulo alcançou reconhecimento global por seu trabalho sequenciando o genoma de uma variante da COVID-19[3] ".

Visão geral: QS World University Rankings 2023

O QS World University Rankings deste ano é o maior de todos os tempos, com 1418 instituições em 100 localidades, acima das 1300 do ano passado. Os resultados são responsáveis pela distribuição e desempenho de 16,4 milhões de trabalhos acadêmicos publicados entre 2016 e 2020 e os 117,8 milhões de citações recebidas por esses trabalhos; eles também são responsáveis pelas opiniões de mais de 151.000 professores acadêmicos e mais de 99.000 empregadores.

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) alcança o décimo primeiro ano consecutivo como o número um do mundo. A Universidade de Cambridge subiu para o segundo lugar, enquanto a Universidade de Stanford permanece na terceira posição.  

QS World University Rankings 2023: Top-10 Universidades Internacionais

2023 RANK

2022 RANK

Instituição

Localização

1

1

Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT)

Estados Unidos

2

3=

Universidade de Cambridge

Reino Unido

3

3=

Universidade de Stanford

Estados Unidos

4

2

Universidade de Oxford

Reino Unido

5

5

Universidade de Harvard

Estados Unidos

6

6

Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech)

Estados Unidos

7

7

Imperial College London

Reino Unido

8

8=

UCL

Reino Unido

9

8=

ETH Zurique - Instituto Federal de Tecnologia da Suíça

Suíça

10

10

Universidade de Chicago

Estados Unidos

© QS Quacquarelli Symonds 2004-2022 https://www.topuniversities.com/. Todos os direitos reservados.

 

Notas para os editores       

[1] Brasil adota lei de ação afirmativa para universidades - The New York Times (nytimes.com)

[2] Com orçamentos reduzidos, as universidades públicas brasileiras podem ter | Geral (brasildefato.com.br)

[3] de Jesus JG[Author] - Resultados da busca - PubMed (nih.gov)

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1503777/QS_World_University_Rankings_Logo.jpg

 

FONTE QS Quacquarelli Symonds

Você acabou de ler:

Universidade de São Paulo sobe no último QS World University Rankings

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/universidade-de-sao-paulo-sobe-no-ultimo-qs-world-university-rankings/