Verdemed terá nova rodada de captações e deve abrir capital em 2021 no Canadá

Companhia pretende ser a primeira farmacêutica a comercializar produtos à base de Cannabis no Brasil com preços 30% menores aos praticados hoje no mercado

SÃO PAULO, 27 de outubro de 2020 /PRNewswire/ -- A Verdemed, empresa farmacêutica canadense de medicamentos à base de Cannabis, abre sua segunda rodada de investimentos para captar US$ 6 milhões, até dezembro, junto a investidores qualificados. "Completamos dois anos de existência e temos como planejamento estratégico consolidar a Verdemed na América Latina, com foco na realização do IPO, no Canadá, no final de 2021 ou início de 2022", afirma José Bacellar, CEO e fundador da Verdemed.

Em julho deste ano, a empresa captou US$ 600 mil em debêntures conversíveis para atravessar a pandemia do novo coronavirus e continuar os projetos de pesquisa e desenvolvimento. A primeira rodada de investimentos foi de US$ 6,7 milhões, em março de 2019.

Preços mais competitivos

Neste ano, a empresa finalizou o desenvolvimento de dois medicamentos e agora aguarda autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para coloca-los no mercado nacional. O primeiro pedido de autorização sanitária aconteceu em setembro para uma formulação de THC/CBD. No final de outubro, a Verdemed entrará com o segundo pedido de autorização, para a formulação de um medicamento à base de CBD somente.

"Esperamos ser a primeira empresa a trazer esses produtos farmacêuticos para o Brasil, com preços 30% inferiores aos praticados hoje no mercado", explica Bacellar. A Verdemed espera comercializar os produtos nas farmácias do Brasil em 2021, facilitando o acesso ao tratamento dos pacientes, com preços mais acessíveis dos que os praticados atualmente no país e no exterior.

No Peru, a Verdemed também aguarda o registro desses dois medicamentos -com os nomes comerciais Sativyl e CBD 100- para iniciar a comercialização. Para o ano que vem, estão previstos os pedidos de autorização sanitária de mais três produtos derivados de Cannabis no Brasil e de três dermocosméticos à base de canabinoides na Colômbia.

Boas Práticas de Fabricação

A Verdemed já possui, em São Paulo, uma empresa farmacêutica, a Verdemed Farmacêutica Ltda, aprovada pela Anvisa para a importação de medicamentos controlados, tais como os produtos derivados de Cannabis no Brasil. Os medicamentos são fabricados no Canadá, sede da companhia, e nos Estados Unidos, em plantas farmacêuticas com Boas Práticas de Fabricação – BPF, em conformidade com a RDC 327/2019 da Anvisa, que regulamenta os produtos à base de Cannabis.

O objetivo da Verdemed é desenvolver produtos farmacêuticos à base de CBD e THC/CBD e realizar ensaios clínicos para prova de eficácia nas indicações terapêuticas conhecidas do uso da Cannabis medicinal. As formulações da empresa serão testadas para o tratamento de epilepsia, espasmos musculares, dores de fibromialgia e dos distúrbios de ansiedade e do sono.

A companhia tem operações no Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru. No Brasil, por enquanto, os produtos à base de Cannabis podem ser obtidos apenas com prescrição médica e documentação de importação aprovada pelo governo conforme a RDC 335/2020 da Anvisa.

Sobre a Verdemed

Com sede em Toronto, no Canadá, a Verdemed foi fundada por empresários brasileiros e canadenses atuantes no mercado farmacêutico e, especialmente, em negócios internacionais de Cannabis medicinal. A Bacellar Inc., empresa que atua há dez anos no Canadá, liderou a formação da Verdemed, cujo presidente é José Bacellar, brasileiro-canadense, que foi CEO da Bombril e da Vetnil Medicamentos Veterinários. Antes de criar a Verdemed, Bacellar atuou como COO Interino da Canopy Growth, uma das maiores empresas de Cannabis do mundo.

verdemed.com

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1321218/Produtos.jpg

FONTE Verdemed

Companhia pretende ser a primeira farmacêutica a comercializar produtos à base de Cannabis no Brasil com preços 30% menores aos praticados hoje no mercado

SÃO PAULO, 27 de outubro de 2020 /PRNewswire/ -- A Verdemed, empresa farmacêutica canadense de medicamentos à base de Cannabis, abre sua segunda rodada de investimentos para captar US$ 6 milhões, até dezembro, junto a investidores qualificados. "Completamos dois anos de existência e temos como planejamento estratégico consolidar a Verdemed na América Latina, com foco na realização do IPO, no Canadá, no final de 2021 ou início de 2022", afirma José Bacellar, CEO e fundador da Verdemed.

Em julho deste ano, a empresa captou US$ 600 mil em debêntures conversíveis para atravessar a pandemia do novo coronavirus e continuar os projetos de pesquisa e desenvolvimento. A primeira rodada de investimentos foi de US$ 6,7 milhões, em março de 2019.

Preços mais competitivos

Neste ano, a empresa finalizou o desenvolvimento de dois medicamentos e agora aguarda autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para coloca-los no mercado nacional. O primeiro pedido de autorização sanitária aconteceu em setembro para uma formulação de THC/CBD. No final de outubro, a Verdemed entrará com o segundo pedido de autorização, para a formulação de um medicamento à base de CBD somente.

"Esperamos ser a primeira empresa a trazer esses produtos farmacêuticos para o Brasil, com preços 30% inferiores aos praticados hoje no mercado", explica Bacellar. A Verdemed espera comercializar os produtos nas farmácias do Brasil em 2021, facilitando o acesso ao tratamento dos pacientes, com preços mais acessíveis dos que os praticados atualmente no país e no exterior.

No Peru, a Verdemed também aguarda o registro desses dois medicamentos -com os nomes comerciais Sativyl e CBD 100- para iniciar a comercialização. Para o ano que vem, estão previstos os pedidos de autorização sanitária de mais três produtos derivados de Cannabis no Brasil e de três dermocosméticos à base de canabinoides na Colômbia.

Boas Práticas de Fabricação

A Verdemed já possui, em São Paulo, uma empresa farmacêutica, a Verdemed Farmacêutica Ltda, aprovada pela Anvisa para a importação de medicamentos controlados, tais como os produtos derivados de Cannabis no Brasil. Os medicamentos são fabricados no Canadá, sede da companhia, e nos Estados Unidos, em plantas farmacêuticas com Boas Práticas de Fabricação – BPF, em conformidade com a RDC 327/2019 da Anvisa, que regulamenta os produtos à base de Cannabis.

O objetivo da Verdemed é desenvolver produtos farmacêuticos à base de CBD e THC/CBD e realizar ensaios clínicos para prova de eficácia nas indicações terapêuticas conhecidas do uso da Cannabis medicinal. As formulações da empresa serão testadas para o tratamento de epilepsia, espasmos musculares, dores de fibromialgia e dos distúrbios de ansiedade e do sono.

A companhia tem operações no Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru. No Brasil, por enquanto, os produtos à base de Cannabis podem ser obtidos apenas com prescrição médica e documentação de importação aprovada pelo governo conforme a RDC 335/2020 da Anvisa.

Sobre a Verdemed

Com sede em Toronto, no Canadá, a Verdemed foi fundada por empresários brasileiros e canadenses atuantes no mercado farmacêutico e, especialmente, em negócios internacionais de Cannabis medicinal. A Bacellar Inc., empresa que atua há dez anos no Canadá, liderou a formação da Verdemed, cujo presidente é José Bacellar, brasileiro-canadense, que foi CEO da Bombril e da Vetnil Medicamentos Veterinários. Antes de criar a Verdemed, Bacellar atuou como COO Interino da Canopy Growth, uma das maiores empresas de Cannabis do mundo.

verdemed.com

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1321218/Produtos.jpg

FONTE Verdemed

Você acabou de ler:

Verdemed terá nova rodada de captações e deve abrir capital em 2021 no Canadá

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/verdemed-tera-nova-rodada-de-captacoes-e-deve-abrir-capital-em-2021-no-canada/