Vídeo da CGTN: qual é o plano da China para os próximos 15 anos?

PEQUIM, 2 de novembro de 2020 /PRNewswire/ -- Uma das reuniões políticas mais importantes da China foi concluída em 29 de outubro. 

Foi a quinta sessão plenária do 19º Comitê Central do Partido Comunista da China (PCC).

A CGTN analisou as palavras-chave e as frases do comunicado divulgado após a sessão. Veja a seguir o que ele tem a oferecer!

A palavra "desenvolvimento" foi mencionada 72 vezes e incluiu termos como "desenvolvimento de alta qualidade", "desenvolvimento social e econômico," "desenvolvimento verde" e "novo padrão de desenvolvimento".

O último se refere à "dupla dinâmica de desenvolvimento" – a ideia da circulação doméstica e internacional complementando uma a outra.              

Em segundo lugar, a palavra "economia" foi mencionada 37 vezes, seguida por "socialismo", mencionada 25 vezes.

A quinta sessão plenária propôs importantes alvos de desenvolvimento social e econômico para os próximos cinco anos – que será coberto pelo 14º Plano de cinco anos (2021 a 2025).

A sessão também propôs um conjunto de objetivos de longo prazo para a China de basicamente atingir a modernização socialista até 2035.

Até lá, o PIB per capita da China terá atingido o nível de países moderadamente desenvolvidos, o comunicado diz. A população de renda média do país terá sido muito expandida, e a força econômica e tecnológica da China, além da sua força nacional composta, terá aumentado significativamente, o comunicado diz.

Esta sessão também reavaliou as conquistas feitas durante o 13º Plano de cinco anos, de 2016 a 2020.

Para este ano, espera-se que o PIB da China ultrapasse 100 trilhões de yuans. E durante os últimos cinco anos, 55,75 milhões de chineses residentes da zona rural saíram da pobreza.

Leia o artigo original: aqui.

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=g-aGJsKV4uo

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1324696/GTN_What_s_China_s_roadmap_for_the_next_15_years.jpg

FONTE CGTN

PEQUIM, 2 de novembro de 2020 /PRNewswire/ -- Uma das reuniões políticas mais importantes da China foi concluída em 29 de outubro. 

Foi a quinta sessão plenária do 19º Comitê Central do Partido Comunista da China (PCC).

A CGTN analisou as palavras-chave e as frases do comunicado divulgado após a sessão. Veja a seguir o que ele tem a oferecer!

A palavra "desenvolvimento" foi mencionada 72 vezes e incluiu termos como "desenvolvimento de alta qualidade", "desenvolvimento social e econômico," "desenvolvimento verde" e "novo padrão de desenvolvimento".

O último se refere à "dupla dinâmica de desenvolvimento" – a ideia da circulação doméstica e internacional complementando uma a outra.              

Em segundo lugar, a palavra "economia" foi mencionada 37 vezes, seguida por "socialismo", mencionada 25 vezes.

A quinta sessão plenária propôs importantes alvos de desenvolvimento social e econômico para os próximos cinco anos – que será coberto pelo 14º Plano de cinco anos (2021 a 2025).

A sessão também propôs um conjunto de objetivos de longo prazo para a China de basicamente atingir a modernização socialista até 2035.

Até lá, o PIB per capita da China terá atingido o nível de países moderadamente desenvolvidos, o comunicado diz. A população de renda média do país terá sido muito expandida, e a força econômica e tecnológica da China, além da sua força nacional composta, terá aumentado significativamente, o comunicado diz.

Esta sessão também reavaliou as conquistas feitas durante o 13º Plano de cinco anos, de 2016 a 2020.

Para este ano, espera-se que o PIB da China ultrapasse 100 trilhões de yuans. E durante os últimos cinco anos, 55,75 milhões de chineses residentes da zona rural saíram da pobreza.

Leia o artigo original: aqui.

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=g-aGJsKV4uo

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1324696/GTN_What_s_China_s_roadmap_for_the_next_15_years.jpg

FONTE CGTN

Você acabou de ler:

Vídeo da CGTN: qual é o plano da China para os próximos 15 anos?

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/video-da-cgtn-qual-e-o-plano-da-china-para-os-proximos-15-anos/