Vinte e três fabricantes adotam tecnologia 600W+ e capacidade de wafers, células e módulos 210 atinge 80%

CHANGZHOU, China, 21 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- Um relatório de tendências energéticas da TrendForce para o segundo trimestre de 2022 diz que 56 fabricantes de células, que respondem por aproximadamente 80% de todos os fabricantes de células, já podem produzir células de 210 mm, representando um crescimento anual de 51%. Além disso, 23 fabricantes de módulos já adotaram a tecnologia 600W+. 

Uma vez que o custo do polissilício continua subindo, a necessidade de aumentar a eficiência, reduzir custos e melhorar a TIR dos projetos tornou-se mais urgente do que nunca. Os produtos fotovoltaicos grandes e de potência ultra-alta estão avançando rapidamente devido à alta potência, eficiência, confiabilidade e imensos benefícios em termos de custos. Eles já representam 80% da capacidade e das remessas de wafers, células e módulos e, portanto, se tornaram os produtos dominantes no mercado. 

Para baixar o relatório completo, acesse: https://static.trinasolar.com/sites/default/files/Outlook_Large-Sized_Wafers_Cells_and_Modules_2022-final.pdf

Tendência: 23 empresas adotam a tecnologia 600W+ e módulos de alta potência se t ornam o foco das licitações 

Os números de licitações apresentados pela TrendForce mostram que a proporção de módulos grandes de 182 e 210 mm (incluindo o 210R) que estão sendo comprados e em uso aumentou significativamente. Uma análise dos anunciados 89,4 GW das licitações de módulos fotovoltaicos indica que cerca de 72,2 GW (77%) delas não têm requisitos específicos de tamanho e apenas querem potência de, no mínimo, 530 W. 17,2 GW das licitações têm requisitos específicos de tamanho dos módulos, dos quais as variações grandes (182 e 210 mm) representam 13,97 GW, ou 81,2%. 

Módulos grandes de alta potência estão se tornando dominantes, principalmente nas usinas terrestres. Espera-se também que grandes produtos fotovoltaicos distribuídos cresçam rapidamente no mercado, que está em alta. 

A capacidade dos  wafers de 210 mm  aumentou 172%, e a participação dos  wafers  de grande porte ultrapassou 80% 

A capacidade recém-estabelecida durante o primeiro semestre de 2022 foi compatível principalmente com wafers grandes de 182 e 210 mm. A pesquisa EnergyTrend da TrendForce indica que os wafers grandes (182 e 210 mm) atingirão 422,6 GW de capacidade este ano, uma proporção de 83,1%, dos quais os wafers de 210 mm respondem por 164 GW (32,25%), um aumento de 172% (60,1 GW em 2021) em relação ao ano anterior. Os wafers grandes (182 e 210mm) terão uma participação de mercado de 89,97% até 2023, e os de 210 mm responderão por 274,6 GW, ou 46,35%. 

O progresso obtido na diminuição da espessura dos wafers superou as expectativas iniciais, resultando em uma redução considerável no consumo dos wafers. Empresas que enfrentam preços insistentemente altos de matérias-primas estão reduzindo de forma constante seu uso de wafers, mudando rapidamente de 165 μm para 160/155 μm, e continuarão a mudar, até chegarem a 150 μm. Espera-se que o consumo de wafers diminua de 2,7 a 2,8 g/W em 2021 para cerca de 2,6 g/W. 

Oitenta por cento das empresas conseguem produzir células de 210 mm mediante a iteração acelerada entre a antiga e a nova capacidade  

A implementação de grandes células de 182 e 210 mm (incluindo 210R) está se alinhando continuamente com as atualizações e iterações da capacidade das empresas, bem como com sua mudança na demanda. De acordo com o estudo da TrendForce, a capacidade combinada de 182 e 210 mm (incluindo 210R) é de aproximadamente 82,5%, enquanto as células grandes (182 e 210 mm) deverão atingir a capacidade de 593,25 GW em 2023. Além disso, é possível que a capacidade total das células de 210 mm atinja 380,4 GW, e a participação de mercado, 57,59%. 

Módulos grandes representaram quase 80% das remessas no primeiro trimestre de 2022 

Os principais fabricantes de módulos geraram remessas combinadas de 34,31 GW no primeiro trimestre de 2022, e os módulos grandes (182 e 210 mm) responderam por aproximadamente 27,26 GW, ou 79%. A queda na demanda por módulos M6 e menores reflete-se em um aumento na remessa de módulos grandes. Estima-se que os principais fabricantes de módulos enviem um total de 203 a 230 GW durante 2022, e as remessas de módulos de 210 mm (incluindo o 210R) aumentarão rapidamente. 

A tecnologia 210 + tipo N está a caminho

Uma vez que a tecnologia PERC está atingindo o ponto de corte de melhoria da eficiência e o custo de materiais, transporte e terras sobe, uma melhoria adicional na eficiência de conversão, redução nos custos dos sistemas e aceleração na iteração e atualizações para a tecnologia do tipo N estão se tornando essenciais para as empresas fotovoltaicas que buscam vantagem competitiva. Assim, os produtos de 210 mm surgiram, e a incorporação de qualquer tecnologia avançada pode ser possível graças à abertura e à ampla compatibilidade.

No mês passado, a Trina Solar anunciou a expansão da capacidade na fábrica de Xining, com foco na nova tecnologia tipo N e 210, o que permitirá à empresa gerar mais valor para os clientes como uma importante fornecedora de materiais principais. Espera-se que a potência de saída do módulo atinja 700 W ou mais com a combinação das tecnologias tipo N e 210. 

A disponibilização de produtos de grande porte e de tecnologias avançadas abriu mais espaço para melhorias na eficiência e redução de custos. A tecnologia 210 mm + tipo N continua a otimizar o LCOE. Ela também pode aumentar ainda mais a proporção de energia fotovoltaica nas energias renováveis e atender à causa das metas de pico e neutralidade de carbono.

FONTE TrendForce

CHANGZHOU, China, 21 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- Um relatório de tendências energéticas da TrendForce para o segundo trimestre de 2022 diz que 56 fabricantes de células, que respondem por aproximadamente 80% de todos os fabricantes de células, já podem produzir células de 210 mm, representando um crescimento anual de 51%. Além disso, 23 fabricantes de módulos já adotaram a tecnologia 600W+. 

Uma vez que o custo do polissilício continua subindo, a necessidade de aumentar a eficiência, reduzir custos e melhorar a TIR dos projetos tornou-se mais urgente do que nunca. Os produtos fotovoltaicos grandes e de potência ultra-alta estão avançando rapidamente devido à alta potência, eficiência, confiabilidade e imensos benefícios em termos de custos. Eles já representam 80% da capacidade e das remessas de wafers, células e módulos e, portanto, se tornaram os produtos dominantes no mercado. 

Para baixar o relatório completo, acesse: https://static.trinasolar.com/sites/default/files/Outlook_Large-Sized_Wafers_Cells_and_Modules_2022-final.pdf

Tendência: 23 empresas adotam a tecnologia 600W+ e módulos de alta potência se t ornam o foco das licitações 

Os números de licitações apresentados pela TrendForce mostram que a proporção de módulos grandes de 182 e 210 mm (incluindo o 210R) que estão sendo comprados e em uso aumentou significativamente. Uma análise dos anunciados 89,4 GW das licitações de módulos fotovoltaicos indica que cerca de 72,2 GW (77%) delas não têm requisitos específicos de tamanho e apenas querem potência de, no mínimo, 530 W. 17,2 GW das licitações têm requisitos específicos de tamanho dos módulos, dos quais as variações grandes (182 e 210 mm) representam 13,97 GW, ou 81,2%. 

Módulos grandes de alta potência estão se tornando dominantes, principalmente nas usinas terrestres. Espera-se também que grandes produtos fotovoltaicos distribuídos cresçam rapidamente no mercado, que está em alta. 

A capacidade dos  wafers de 210 mm  aumentou 172%, e a participação dos  wafers  de grande porte ultrapassou 80% 

A capacidade recém-estabelecida durante o primeiro semestre de 2022 foi compatível principalmente com wafers grandes de 182 e 210 mm. A pesquisa EnergyTrend da TrendForce indica que os wafers grandes (182 e 210 mm) atingirão 422,6 GW de capacidade este ano, uma proporção de 83,1%, dos quais os wafers de 210 mm respondem por 164 GW (32,25%), um aumento de 172% (60,1 GW em 2021) em relação ao ano anterior. Os wafers grandes (182 e 210mm) terão uma participação de mercado de 89,97% até 2023, e os de 210 mm responderão por 274,6 GW, ou 46,35%. 

O progresso obtido na diminuição da espessura dos wafers superou as expectativas iniciais, resultando em uma redução considerável no consumo dos wafers. Empresas que enfrentam preços insistentemente altos de matérias-primas estão reduzindo de forma constante seu uso de wafers, mudando rapidamente de 165 μm para 160/155 μm, e continuarão a mudar, até chegarem a 150 μm. Espera-se que o consumo de wafers diminua de 2,7 a 2,8 g/W em 2021 para cerca de 2,6 g/W. 

Oitenta por cento das empresas conseguem produzir células de 210 mm mediante a iteração acelerada entre a antiga e a nova capacidade  

A implementação de grandes células de 182 e 210 mm (incluindo 210R) está se alinhando continuamente com as atualizações e iterações da capacidade das empresas, bem como com sua mudança na demanda. De acordo com o estudo da TrendForce, a capacidade combinada de 182 e 210 mm (incluindo 210R) é de aproximadamente 82,5%, enquanto as células grandes (182 e 210 mm) deverão atingir a capacidade de 593,25 GW em 2023. Além disso, é possível que a capacidade total das células de 210 mm atinja 380,4 GW, e a participação de mercado, 57,59%. 

Módulos grandes representaram quase 80% das remessas no primeiro trimestre de 2022 

Os principais fabricantes de módulos geraram remessas combinadas de 34,31 GW no primeiro trimestre de 2022, e os módulos grandes (182 e 210 mm) responderam por aproximadamente 27,26 GW, ou 79%. A queda na demanda por módulos M6 e menores reflete-se em um aumento na remessa de módulos grandes. Estima-se que os principais fabricantes de módulos enviem um total de 203 a 230 GW durante 2022, e as remessas de módulos de 210 mm (incluindo o 210R) aumentarão rapidamente. 

A tecnologia 210 + tipo N está a caminho

Uma vez que a tecnologia PERC está atingindo o ponto de corte de melhoria da eficiência e o custo de materiais, transporte e terras sobe, uma melhoria adicional na eficiência de conversão, redução nos custos dos sistemas e aceleração na iteração e atualizações para a tecnologia do tipo N estão se tornando essenciais para as empresas fotovoltaicas que buscam vantagem competitiva. Assim, os produtos de 210 mm surgiram, e a incorporação de qualquer tecnologia avançada pode ser possível graças à abertura e à ampla compatibilidade.

No mês passado, a Trina Solar anunciou a expansão da capacidade na fábrica de Xining, com foco na nova tecnologia tipo N e 210, o que permitirá à empresa gerar mais valor para os clientes como uma importante fornecedora de materiais principais. Espera-se que a potência de saída do módulo atinja 700 W ou mais com a combinação das tecnologias tipo N e 210. 

A disponibilização de produtos de grande porte e de tecnologias avançadas abriu mais espaço para melhorias na eficiência e redução de custos. A tecnologia 210 mm + tipo N continua a otimizar o LCOE. Ela também pode aumentar ainda mais a proporção de energia fotovoltaica nas energias renováveis e atender à causa das metas de pico e neutralidade de carbono.

FONTE TrendForce

Você acabou de ler:

Vinte e três fabricantes adotam tecnologia 600W+ e capacidade de wafers, células e módulos 210 atinge 80%

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/vinte-e-tres-fabricantes-adotam-tecnologia-600w-e-capacidade-de-wafers-celulas-e-modulos-210-atinge-80/