Xarja homenageia as iniciativas culturais da Tumaini Letu, do Malawi, para empoderamento dos refugiados

Organização sem fins lucrativos ganha US$ 136.000 ao receber o quarto Prêmio Internacional de Xarja para Defesa e Apoio aos Refugiados 2020

XARJA EAU, 20 de agosto de 2020 /PRNewswire/ -- A Tumaini Letu, uma organização sem fins lucrativos com sede no campo de refugiados de Dzaleka em Malawi, na África, ganhou o Prêmio Internacional Xarja para Defesa e Apoio aos Refugiados (Sharjah International Award for Refugee Advocacy and Support - SIARA), em sua quarta edição. O prêmio é concedido anualmente pela The Big Heart Foundation (TBHF), uma organização humanitária internacional com sede nos Emirados Árabes Unidos que se dedica a ajudar refugiados e pessoas necessitadas em todo o mundo, em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR).

O prestigiado prêmio, que consiste em US$ 136.000 e um troféu, reconhece os esforços do fundador da Tumaini Letu, o artista e poeta refugiado Trésor Nzengu Mpauni, por organizar o Festival Tumaini anual, um evento de arte e cultura que atraiu 99.000 participantes e reuniu 304 grupos de artistas de 18 países diferentes nos últimos seis anos e gerou cerca de US$ 150.000 por ano. Por meio de seus workshops artísticos e de seus festivais culturais, a organização promove a coexistência pacífica, o entendimento mútuo e a harmonia intercultural entre os refugiados e as comunidades anfitriãs, além de criar empregos e oportunidades econômicas lucrativas para os grupos vulneráveis no campo de Malawi.

Ao receber o prêmio numa cerimônia virtual, Nzengu comentou: "Estou recebendo esse prêmio num momento em que a humanidade e a solidariedade são mais necessárias do que nunca".

O prêmio SIARA foi instituído em 2017 com o patrocínio de Sua Alteza o Sheik Dr. Sultan bin Muhammad Al Qasimi, membro do Conselho Supremo dos Emirados Árabes Unidos (EAU) e governador de Xarja, e sua esposa, Sua Alteza Xeica Jawaher bint Mohammed Al Qasimi, presidente da TBHF e Defensora Eminente das Crianças Refugiadas no Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), que continuam promovendo os esforços filantrópicos de pessoas físicas e organizações em todo o mundo.

Trésor agradeceu ao governador de Xarja e a sua esposa, Sua Alteza Xeica Jawaher, e à TBHF pelas suas notáveis iniciativas em defesa dos refugiados, e acrescentou: "O prêmio SIARA é uma motivação para toda a comunidade de refugiados de Malawi, principalmente para os jovens que têm grandes sonhos e tanto potencial. É uma semente de crescimento que fortalecerá a nossa equipe e que vai nos inspirar a transformar a vida dos refugiados e trazer benefícios para nosso país anfitrião."

 

 

FONTE National Network Communications

Organização sem fins lucrativos ganha US$ 136.000 ao receber o quarto Prêmio Internacional de Xarja para Defesa e Apoio aos Refugiados 2020

XARJA EAU, 20 de agosto de 2020 /PRNewswire/ -- A Tumaini Letu, uma organização sem fins lucrativos com sede no campo de refugiados de Dzaleka em Malawi, na África, ganhou o Prêmio Internacional Xarja para Defesa e Apoio aos Refugiados (Sharjah International Award for Refugee Advocacy and Support - SIARA), em sua quarta edição. O prêmio é concedido anualmente pela The Big Heart Foundation (TBHF), uma organização humanitária internacional com sede nos Emirados Árabes Unidos que se dedica a ajudar refugiados e pessoas necessitadas em todo o mundo, em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR).

O prestigiado prêmio, que consiste em US$ 136.000 e um troféu, reconhece os esforços do fundador da Tumaini Letu, o artista e poeta refugiado Trésor Nzengu Mpauni, por organizar o Festival Tumaini anual, um evento de arte e cultura que atraiu 99.000 participantes e reuniu 304 grupos de artistas de 18 países diferentes nos últimos seis anos e gerou cerca de US$ 150.000 por ano. Por meio de seus workshops artísticos e de seus festivais culturais, a organização promove a coexistência pacífica, o entendimento mútuo e a harmonia intercultural entre os refugiados e as comunidades anfitriãs, além de criar empregos e oportunidades econômicas lucrativas para os grupos vulneráveis no campo de Malawi.

Ao receber o prêmio numa cerimônia virtual, Nzengu comentou: "Estou recebendo esse prêmio num momento em que a humanidade e a solidariedade são mais necessárias do que nunca".

O prêmio SIARA foi instituído em 2017 com o patrocínio de Sua Alteza o Sheik Dr. Sultan bin Muhammad Al Qasimi, membro do Conselho Supremo dos Emirados Árabes Unidos (EAU) e governador de Xarja, e sua esposa, Sua Alteza Xeica Jawaher bint Mohammed Al Qasimi, presidente da TBHF e Defensora Eminente das Crianças Refugiadas no Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), que continuam promovendo os esforços filantrópicos de pessoas físicas e organizações em todo o mundo.

Trésor agradeceu ao governador de Xarja e a sua esposa, Sua Alteza Xeica Jawaher, e à TBHF pelas suas notáveis iniciativas em defesa dos refugiados, e acrescentou: "O prêmio SIARA é uma motivação para toda a comunidade de refugiados de Malawi, principalmente para os jovens que têm grandes sonhos e tanto potencial. É uma semente de crescimento que fortalecerá a nossa equipe e que vai nos inspirar a transformar a vida dos refugiados e trazer benefícios para nosso país anfitrião."

 

 

FONTE National Network Communications

Você acabou de ler:

Xarja homenageia as iniciativas culturais da Tumaini Letu, do Malawi, para empoderamento dos refugiados

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/xarja-homenageia-as-iniciativas-culturais-da-tumaini-letu-do-malawi-para-empoderamento-dos-refugiados/