Xi Jinping se inspira em textos clássicos em um apelo por maior harmonia entre os seres humanos e a natureza

PEQUIM, 10 de maio de 2021 /PRNewswire/ -- Uma reportagem da CCTV+:

O presidente chinês, Xi Jinping, em muitas ocasiões enfatizou a necessidade de maiores esforços para proteger o meio ambiente, inspirando-se em obras clássicas e buscando promover a mudança para um estilo de vida mais ecológico e com baixas emissões de carbono, a fim de garantir a harmonia entre os seres humanos e a natureza.

Xi citou o antigo texto clássico chinês "Zi Zhi Tong Jian", ou "Espelho Abrangente em Prol da Governança" em tradução livre, publicado pela primeira vez há quase um milênio, em um discurso feito na abertura da Beijing Horticultural Expo, realizada em abril de 2019.

Durante esse discurso, Xi reconheceu que: "A industrialização, embora gere riqueza material sem precedentes, tem causado sérios danos à mãe natureza."

Essas observações tiveram como pano de fundo o crescente interesse nos efeitos das mudanças climáticas e também a preocupação de que os combustíveis fósseis poderiam se esgotar em breve se os humanos continuarem a consumi-los no ritmo atual, enquanto que recursos essenciais como terra, água e energia estão se tornando mais limitados.

"O uso consciente dos recursos naturais é o segredo para a conservação ecológica", afirmou Xi na exposição.

"Precisamos promover um estilo de vida mais simples, mais verde e com baixas emissões de carbono, combater o excesso e o desperdício e incentivar uma cultura de vida verde e saudável", disse o presidente.

"Quando olhamos para cima à noite, ficamos maravilhados com as muitas estrelas no céu. O planeta Terra é o único lar para a humanidade. Devemos proteger esse planeta como se fosse nossos próprios olhos e valorizar a natureza da forma como valorizamos a vida", disse Xi.

O mais recente plano quinquenal da China também abre caminho para sua promessa de atingir o pico das emissões de dióxido de carbono até 2030 e alcançar a neutralidade de carbono até 2060. O 14º Plano Quinquenal (2021-2025) promete reduzir o consumo de energia por unidade de produto interno bruto (PIB) e as emissões de dióxido de carbono por unidade do PIB em 13,5% e 18%, respectivamente, durante os próximos cinco anos.

Nos últimos dez anos, a China ocupou a primeira posição mundial em termos de aumento dos recursos florestais, com sua área de reflorestamento acima de 70 milhões de hectares. Enquanto isso, 90% dos tipos de ecossistemas terrestres e 85% das principais populações de animais silvestres estão sob proteção efetiva do estado. A China também se comprometeu a aumentar o volume de estoque de florestas em seis bilhões de metros cúbicos até 2030 em relação ao nível de 2005 e a elevar sua capacidade total instalada de energia eólica e solar para mais de 1,2 bilhão de quilowatts.

Link: https://www.youtube.com/watch?v=6pbnX22aokU

Vídeo - https://mma.prnewswire.com/media/1506022/video.mp4

FONTE CCTV+

PEQUIM, 10 de maio de 2021 /PRNewswire/ -- Uma reportagem da CCTV+:

O presidente chinês, Xi Jinping, em muitas ocasiões enfatizou a necessidade de maiores esforços para proteger o meio ambiente, inspirando-se em obras clássicas e buscando promover a mudança para um estilo de vida mais ecológico e com baixas emissões de carbono, a fim de garantir a harmonia entre os seres humanos e a natureza.

Xi citou o antigo texto clássico chinês "Zi Zhi Tong Jian", ou "Espelho Abrangente em Prol da Governança" em tradução livre, publicado pela primeira vez há quase um milênio, em um discurso feito na abertura da Beijing Horticultural Expo, realizada em abril de 2019.

Durante esse discurso, Xi reconheceu que: "A industrialização, embora gere riqueza material sem precedentes, tem causado sérios danos à mãe natureza."

Essas observações tiveram como pano de fundo o crescente interesse nos efeitos das mudanças climáticas e também a preocupação de que os combustíveis fósseis poderiam se esgotar em breve se os humanos continuarem a consumi-los no ritmo atual, enquanto que recursos essenciais como terra, água e energia estão se tornando mais limitados.

"O uso consciente dos recursos naturais é o segredo para a conservação ecológica", afirmou Xi na exposição.

"Precisamos promover um estilo de vida mais simples, mais verde e com baixas emissões de carbono, combater o excesso e o desperdício e incentivar uma cultura de vida verde e saudável", disse o presidente.

"Quando olhamos para cima à noite, ficamos maravilhados com as muitas estrelas no céu. O planeta Terra é o único lar para a humanidade. Devemos proteger esse planeta como se fosse nossos próprios olhos e valorizar a natureza da forma como valorizamos a vida", disse Xi.

O mais recente plano quinquenal da China também abre caminho para sua promessa de atingir o pico das emissões de dióxido de carbono até 2030 e alcançar a neutralidade de carbono até 2060. O 14º Plano Quinquenal (2021-2025) promete reduzir o consumo de energia por unidade de produto interno bruto (PIB) e as emissões de dióxido de carbono por unidade do PIB em 13,5% e 18%, respectivamente, durante os próximos cinco anos.

Nos últimos dez anos, a China ocupou a primeira posição mundial em termos de aumento dos recursos florestais, com sua área de reflorestamento acima de 70 milhões de hectares. Enquanto isso, 90% dos tipos de ecossistemas terrestres e 85% das principais populações de animais silvestres estão sob proteção efetiva do estado. A China também se comprometeu a aumentar o volume de estoque de florestas em seis bilhões de metros cúbicos até 2030 em relação ao nível de 2005 e a elevar sua capacidade total instalada de energia eólica e solar para mais de 1,2 bilhão de quilowatts.

Link: https://www.youtube.com/watch?v=6pbnX22aokU

Vídeo - https://mma.prnewswire.com/media/1506022/video.mp4

FONTE CCTV+

Você acabou de ler:

Xi Jinping se inspira em textos clássicos em um apelo por maior harmonia entre os seres humanos e a natureza

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/xi-jinping-se-inspira-em-textos-classicos-em-um-apelo-por-maior-harmonia-entre-os-seres-humanos-e-a-natureza/