Xinhua Silk Road: especialistas em meio ambiente convocam ações ativas de partes relacionadas após a adoção da Declaração de Kunming

PEQUIM, 1 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- Especialistas em meio ambiente solicitaram que as partes relacionadas adotem ações ativas após a Declaração de Kunming ter sido adotada durante a 15ª reunião da Conferência das Partes para a Convenção Sobre Diversidade Biológica (COP15), realizada em Kunming, província de Yunnan, no sudoeste da China, em meados de outubro.

A declaração se compromete a garantir a formulação, adoção e implementação de uma estrutura eficaz de biodiversidade global pós-2020 para reverter a perda atual da biodiversidade e garantir que a biodiversidade esteja no caminho da recuperação até 2030 no máximo, de modo a atender plenamente à visão de 2050 de viver em harmonia com a natureza.

Carlos Manuel Rodriguez, CEO e presidente da Global Environment Facility, disse a Xinhua anteriormente que a Declaração de Kunming ajudará significativamente a avançar a pauta sobre o clima e a conservação da natureza.

"A Declaração de Kunming nos ajudará não apenas a gerar ambição nas complexas negociações futuras, mas também a reduzir imensamente a lacuna de ação entre o clima e a conservação da natureza", disse Rodriguez.

"Precisamos de uma abordagem mais integrada. A COP15 e a Declaração de Kunming nos ajudarão a avançar a pauta de integração", destacou Rodriguez.

"A Declaração de Kunming mostra que os países estão cientes do problema. A perda da biodiversidade está no mesmo nível da crise climática, mas precisa ser traduzida em ação. Precisamos colocar os objetivos reais no papel e chegar a um acordo a respeito deles," disse anteriormente à Xinhua, James Roth, vice-presidente sênior de políticas globais e assuntos governamentais na Conservation International.

"A comunidade global precisa se unir para preencher a lacuna de financiamento da biodiversidade. O compromisso de financiamento da China deverá levar outros países a ajudar a preencher a dramática lacuna de financiamento", disse ele, acrescentando que, "além disso, a expansão de áreas protegidas na China deve ser um motivador para outros países acompanharem."

Os países chegaram ao consenso em nível ministerial de que a perda de biodiversidade e outras tendências desastrosas "representam uma ameaça existencial à nossa sociedade, à nossa cultura, à nossa prosperidade e ao nosso planeta", disse ele, observando que "esta é uma declaração ousada e alarmante que deve servir como uma chamada de atenção."

Até esse ponto, a Declaração de Kunming conectou a biodiversidade à saúde e ao bem-estar humanos, disse ele. "Não podemos ver a biodiversidade como algo separado de nossas vidas. Se as áreas ricas em biodiversidade forem degradadas, toda a civilização humana sofrerá." 

Link original: https://en.imsilkroad.com/p/324554.html

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1675100/image.jpg

 

FONTE Xinhua Silk Road

PEQUIM, 1 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- Especialistas em meio ambiente solicitaram que as partes relacionadas adotem ações ativas após a Declaração de Kunming ter sido adotada durante a 15ª reunião da Conferência das Partes para a Convenção Sobre Diversidade Biológica (COP15), realizada em Kunming, província de Yunnan, no sudoeste da China, em meados de outubro.

A declaração se compromete a garantir a formulação, adoção e implementação de uma estrutura eficaz de biodiversidade global pós-2020 para reverter a perda atual da biodiversidade e garantir que a biodiversidade esteja no caminho da recuperação até 2030 no máximo, de modo a atender plenamente à visão de 2050 de viver em harmonia com a natureza.

Carlos Manuel Rodriguez, CEO e presidente da Global Environment Facility, disse a Xinhua anteriormente que a Declaração de Kunming ajudará significativamente a avançar a pauta sobre o clima e a conservação da natureza.

"A Declaração de Kunming nos ajudará não apenas a gerar ambição nas complexas negociações futuras, mas também a reduzir imensamente a lacuna de ação entre o clima e a conservação da natureza", disse Rodriguez.

"Precisamos de uma abordagem mais integrada. A COP15 e a Declaração de Kunming nos ajudarão a avançar a pauta de integração", destacou Rodriguez.

"A Declaração de Kunming mostra que os países estão cientes do problema. A perda da biodiversidade está no mesmo nível da crise climática, mas precisa ser traduzida em ação. Precisamos colocar os objetivos reais no papel e chegar a um acordo a respeito deles," disse anteriormente à Xinhua, James Roth, vice-presidente sênior de políticas globais e assuntos governamentais na Conservation International.

"A comunidade global precisa se unir para preencher a lacuna de financiamento da biodiversidade. O compromisso de financiamento da China deverá levar outros países a ajudar a preencher a dramática lacuna de financiamento", disse ele, acrescentando que, "além disso, a expansão de áreas protegidas na China deve ser um motivador para outros países acompanharem."

Os países chegaram ao consenso em nível ministerial de que a perda de biodiversidade e outras tendências desastrosas "representam uma ameaça existencial à nossa sociedade, à nossa cultura, à nossa prosperidade e ao nosso planeta", disse ele, observando que "esta é uma declaração ousada e alarmante que deve servir como uma chamada de atenção."

Até esse ponto, a Declaração de Kunming conectou a biodiversidade à saúde e ao bem-estar humanos, disse ele. "Não podemos ver a biodiversidade como algo separado de nossas vidas. Se as áreas ricas em biodiversidade forem degradadas, toda a civilização humana sofrerá." 

Link original: https://en.imsilkroad.com/p/324554.html

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1675100/image.jpg

 

FONTE Xinhua Silk Road

Você acabou de ler:

Xinhua Silk Road: especialistas em meio ambiente convocam ações ativas de partes relacionadas após a adoção da Declaração de Kunming

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/xinhua-silk-road-especialistas-em-meio-ambiente-convocam-acoes-ativas-de-partes-relacionadas-apos-a-adocao-da-declaracao-de-kunming/