Xinhua Silk Road: GCL-SI deve construir fábrica de módulos de 60 GW em Hefei, no leste da China

PEQUIM, 2 de abril de 2020 /PRNewswire/ -- A GCL System Integration Technology Co., Ltd. (GCL-SI) (002506.SZ), líder em energia fotovoltaica da China, anunciou recentemente um plano de construção de uma fábrica de módulos de 60 GW em Hefei, capital da província de Anhui, no leste da China.

Segundo o acordo recentemente assinado com o Governo do Condado de Feidong, a GCL-SI fará um investimento total de 18 bilhões de yuans no projeto, que será construído em quatro fases, cada uma com capacidade de produção de 15 GW, de 2020 a 2023. A fase inicial requer um investimento total de 5 bilhões de yuans e espera-se que entre em operação este ano.

Após a conclusão do projeto, a GCL-SI terá a maior capacidade de produção de módulos do mundo, destacou a empresa.

"Este é mais um passo sólido na estratégia de operação com dois focos principais de negócio (ou seja, energia fotovoltaica e armazenamento de energia)", comentou Eric Luo, presidente da empresa, "a GCL-SI convida a Feidong empresas da parte superior e da parte inferior da cadeia industrial para que, juntos, possamos construir uma base de produção de energia fotovoltaica superinteligente."

O objetivo da nova fábrica é a produção de módulos de 210 mm de alta eficiência, além de ter capacidade para fabricar módulos de 166 mm e de 158,75 mm. A planta utilizará tecnologia de produção automatizada e inteligente e terá respaldo de tecnologia de big data, de acordo com Luo.

Feidong, um condado da cidade de Hefei, declarou que pretende criar uma base de produção de energia fotovoltaica superinteligente que, espera-se, tenha capacidade para receber fabricantes de células, folhas traseiras (backsheets), vidro e outros correlatos da cadeia de suprimentos.

A colaboração entre a GCL-SI e o condado de Feidong tem como base o consenso no desenvolvimento promissor das empresas do segmento de semicondutores e de energia fotovoltaica. A GCL-SI acredita no desenvolvimento da energia fotovoltaica no contexto da transição energética de todo o mundo, acrescentou Luo.

A visão otimista da GCL-SI a respeito do mercado de energia fotovoltaica tem eco na previsão feita pela Agência Internacional de Energia (IEA), que espera que a capacidade de energia fotovoltaica mundial instalada acumulada alcance 1.721 GW até o ano de 2030 e 4.670 GW até 2050.

Atualmente, a capacidade de produção de módulos da GCL-SI é de 7,2 GW, tanto em produtos monocristalinos quanto policristalinos.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1140907/GCL_SI_Hefei.jpg

FONTE Xinhua Silk Road

PEQUIM, 2 de abril de 2020 /PRNewswire/ -- A GCL System Integration Technology Co., Ltd. (GCL-SI) (002506.SZ), líder em energia fotovoltaica da China, anunciou recentemente um plano de construção de uma fábrica de módulos de 60 GW em Hefei, capital da província de Anhui, no leste da China.

Segundo o acordo recentemente assinado com o Governo do Condado de Feidong, a GCL-SI fará um investimento total de 18 bilhões de yuans no projeto, que será construído em quatro fases, cada uma com capacidade de produção de 15 GW, de 2020 a 2023. A fase inicial requer um investimento total de 5 bilhões de yuans e espera-se que entre em operação este ano.

Após a conclusão do projeto, a GCL-SI terá a maior capacidade de produção de módulos do mundo, destacou a empresa.

"Este é mais um passo sólido na estratégia de operação com dois focos principais de negócio (ou seja, energia fotovoltaica e armazenamento de energia)", comentou Eric Luo, presidente da empresa, "a GCL-SI convida a Feidong empresas da parte superior e da parte inferior da cadeia industrial para que, juntos, possamos construir uma base de produção de energia fotovoltaica superinteligente."

O objetivo da nova fábrica é a produção de módulos de 210 mm de alta eficiência, além de ter capacidade para fabricar módulos de 166 mm e de 158,75 mm. A planta utilizará tecnologia de produção automatizada e inteligente e terá respaldo de tecnologia de big data, de acordo com Luo.

Feidong, um condado da cidade de Hefei, declarou que pretende criar uma base de produção de energia fotovoltaica superinteligente que, espera-se, tenha capacidade para receber fabricantes de células, folhas traseiras (backsheets), vidro e outros correlatos da cadeia de suprimentos.

A colaboração entre a GCL-SI e o condado de Feidong tem como base o consenso no desenvolvimento promissor das empresas do segmento de semicondutores e de energia fotovoltaica. A GCL-SI acredita no desenvolvimento da energia fotovoltaica no contexto da transição energética de todo o mundo, acrescentou Luo.

A visão otimista da GCL-SI a respeito do mercado de energia fotovoltaica tem eco na previsão feita pela Agência Internacional de Energia (IEA), que espera que a capacidade de energia fotovoltaica mundial instalada acumulada alcance 1.721 GW até o ano de 2030 e 4.670 GW até 2050.

Atualmente, a capacidade de produção de módulos da GCL-SI é de 7,2 GW, tanto em produtos monocristalinos quanto policristalinos.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1140907/GCL_SI_Hefei.jpg

FONTE Xinhua Silk Road

Você acabou de ler:

Xinhua Silk Road: GCL-SI deve construir fábrica de módulos de 60 GW em Hefei, no leste da China

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/xinhua-silk-road-gcl-si-deve-construir-fabrica-de-modulos-de-60-gw-em-hefei-no-leste-da-china/